REDES:

_

Com novidades, Viação Itapemirim recebe o MOB Ceará São José de Ribamar: a empresa extinta mais falada na busologia Marcopolo apresenta plataforma BioSafe para empresários no Ceará RCR Locação acrescenta em sua frota cearense novos Ideale 800 Horizonte Transportes inova com aquisição de ônibus 0km

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

2020 fecha com a chegada de 13 novos ônibus no SIT, mas apenas 3 rodam

O ano sofrido de 2020 está fechando com a compra de, apenas, 13 novos ônibus no setor urbano, contudo, foram inclusos no sistema apenas 3.





A Maraponga foi a empresa com o maior investimento, mas os 10 ônibus ainda não foram cadastrados na ETUFOR. Com isso, apenas 1 carro da Vega e 2 da Aliança representam a renovação 2020 do SIT-For na prática.



Mesmo sem chegar muita coisa, a maior parte das empresas desativaram carros mais velhos, com a redução de frota ocasionada por diversos fatores. As empresas que estão há mais tempo sem receber novos ônibus são: Fretcar, Santa Cecília e Santa Maria.

No metropolitano, as empresas que não receberam novidades em 2020 foram a MS Turismo, São Benedito, Via Metro, Viação Penha e Fretcar. A São Paulo recebeu 2 carros 0km e a Vitória nunca deixou de renovar mesmo com a recessão econômica.




Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcisio Santos



Empresa cearense compra G6 da Paraíba

A empresa Atlântico Turismo incrementou mais um ônibus em seu quadro operacional. Desta vez, a "311" comprou um G6 com 03 eixos oriundo do estado da Paraíba e foi vendido pelo revendedor Rogério Meneses, proprietário da Fortalônibus.


O Marcopolo Paradiso G6 1350 é acoplado ao chassi O-500RSD da Mercedes-Benz. O modelo que é raro no fretamento cearense está equipado com 50 poltronas reclináveis, cinto de segurança, janelas seladas, ar condicionado e WC.


O G6 1350 fazia parte da frota do Grupo Abenita Cabral, de Campina Grande (PB), onde ostentava o prefixo 180. Em breve, o veículo receberá a belíssima pintura da Atlântico, onde a base é a cor branca com os detalhes na cor verde.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Nemezio Neto

quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Dentre os ônibus “baixos”, Fretcar tem os mais potentes do intermunicipal do Ceará

A Fretcar é mais uma vez pauta no site MOB Ceará. A empresa que segue com o rumo indefinido tem, dentre os carros "baixos", os mais potentes que operam no intermunicipal do Ceará.


Os ônibus em destaque nesta matéria possuem os prefixos 0171943 e 0171945, ambos com carrocerias Marcopolo Paradiso G7 1200 montados sobre o chassi Scania K360 6x2. A dupla dispõe de 46 poltronas reclináveis, janelas seladas, descanso para pernas, WC e bebedouro.
O chassi K360 conta com um motor de 360 hp (13 litros), com 06 cilindros.


A potência é de 360 hp (265 kW) a 1.900 rpm, e o torque é de 1.850 Nm entre 1.000-1.300 rpm. Freio motor, controle de NOx (OBD), controle de cruzeiro, ejetor de partículas do filtro de ar, elemento de segurança do filtro de ar, suspensão dianteira a ar, com capacidade máxima do eixo de 7.500 kg (AMA 860) e suspensão traseira a ar, com capacidade máxima do eixo de 17.500 kg (ADA 1.300 + ASA 701) são alguns dos itens presente no chassi.


Os veículos são fixos nas linhas Fortaleza (CE) x Jijoca (CE) e Fortaleza (CE) x Camocim (CE). Todas as informações desta matéria foram retiradas da ficha técnica do chassi.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Nemezio Neto

terça-feira, 29 de dezembro de 2020

Neuri Tur adquire o seu primeiro Marcopolo New G7 versão LD

A companhia cearense adquiriu o seu primeiro veículo do modelo New G7 na versão LD.



Com o o intuito de oferecer ainda mais uma opção de conforto aos seus clientes, a cearense Neuri Tur está incrementando 01 (UM) Marcopolo Paradiso New G7 versão LD equipado sobre o chassi Scania K400 6x2. O modelo de carroceria da fabricante gaúcha possui um maior porte dos gavetões para transporte de grandes volumes de bagagens, cargas e encomendas.



Na configuração interna, a carroceria vem equipada com 48 poltronas do tipo executivo, reclináveis e com encosto para pernas, tomadas USB, sistema de internet Wi-Fi, bebedouro com frigobar, banheiro, monitores e Dispositivo de Poltrona Móvel (DPM), para pessoas com mobilidade reduzida. O ônibus ganhou o prefixo 4312032.



O veículo estará a disposição dos clientes já a partir de Janeiro de 2021.

Fonte: MOB Ceará

Redação: Roger Gomes

De Tauá (CE) a São Paulo (SP) com a Baleia Turismo

Hoje, o MOB Ceará apresentará uma matéria narrando os detalhes da linha Tauá (CE) x São Paulo (SP) que é operada por diversas empresas, porém, o destaque será para a Baleia Turismo.


Tauá é um município brasileiro do estado do Ceará, na região do Sertão dos Inhamuns. É o segundo maior município cearense em área territorial, inserido por completo no bioma da caatinga. Sua colonização remonta ao século XVIII. A distância média entre o município cearense e a capital paulista é de aproximadamente 2.900 quilômetros.


Saindo do munícipio de Tauá, a linha passa por Parambu (CE), Quiterianópolis (CE), Novo Oriente (CE), Crateús (CE), Corrente (PI), Gilbués (PI), Monte Alegre do Piauí (PI), Redenção do Gurguéia (PI), Bom Jesus (PI), Colônia do Gurguéia (PI), Eliseu Martins (PI), Canto do Buriti (PI), Itaueira (PI), Floriano (PI), Oeiras (PI), Floriano (PI), Picos (PI), Roda Velha (BA), Luís Eduardo Magalhães (BA), Barreiras (BA), Riachão das Neves (BA), Formosa do Rio Preto (BA) dentre outras. As cidades não estão em ordem, visto que, o objetivo da matéria é informar os locais que são atendidos.

As saídas do Ceará acontecem às quintas-feiras e às segundas-feiras. As partidas da capital paulista acontecem às quintas-feiras e aos sábados. A empresa dispõe de diversos tipos de veículos e além de transportar passageiros, a Baleia Turismo leva suas encomendas.


Vale ressaltar, a companhia cearense opera o trecho citado na matéria acima, a serviço da TransBrasil dentro da linha Fortaleza x São Bernardo do Campo (SP).

Fonte: MOB Ceará
Redação: Nemezio Neto

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

Intermunicipal do Ceará: ARCE publica edital e informações sobre a licitação dos lotes 2 e 5

A Agência Reguladora do Ceará (ARCE) publicou, há alguns dias, detalhes sobre como funcionará o processo licitatório e alguns detalhes técnicos a respeito da disposição dos lotes 2 e 5, confira a seguir.


O sistema de transporte rodoviário intermunicipal do Ceará passa por uma de suas fases mais difíceis no atual cenário com a redução brusca na demanda de passageiros, e devido o atual cenário de pandemia por conta da COVID-19 no mundo, muitas pessoas deixaram de se deslocar entre as localidades cearenses. Com a queda nos números de passageiros, as empresas detentoras juntamente ao órgão regulador estadual fizeram alguns ajustes nas operações de alguns lotes com reduções de horários e extensões de algumas linhas. Os ajustes foram necessários, devido os altos custos das operações e o não retorno financeiro suficiente para cobrir as mesmas, devido o fato da redução de demanda.

Mas, em pouco tempo, a demanda que se encontrava baixa foi subindo e o passageiro com poucas opções de horários no sistema rodoviário buscou alternativas como por exemplo: táxis particulares, caronas, aplicativos de transportes, clandestinos e o principal, o transporte alternativo operado por vans e micro-ônibus.


A área de operação 2 (um dos atuais objetos de licitação), foi a mais afetada por todos esses fatores citados acima. Após a saída da companhia Fretcar (devido o encerramento do contrato licitatório), o lote passou por operações confusas e bem bagunçadas. No período de operações emergenciais, as empresas que detinham do direito de operação provisório, conseguiram atender de forma pontual e com êxito os destinos da área, mas depois, veio o período de pandemia e a paralisação das operações durante vários dias. O lote foi licitado, porém não houveram propostas de empresas, e as cidades continuaram sem nenhum atendimento de transporte contínuo. Muitos moradores se queixam da falta de coletivos para as regiões e se sentem desassistidos. Nesse período, com quase nenhuma opção de disponibilidade de horários no sistema rodoviário e alternativo, os passageiros foram forçados a buscar os meios de transporte citados acima.

As principais queixas dos operadores rodoviários com relação ao lote 2, é o pouco retorno financeiro e a forte concorrência com o serviço de transporte complementar.

Para atrair novos operadores para a área de operação, com o intuito de reverter o cenário de uma forma coerente e que satisfaça os operadores intermunicipais através das considerações realizadas, a ARCE buscou uma maior racionalização da rede com o objetivo de tornar as áreas de operações viáveis em relação ao atendimento para a população e a rentabilidade para as transportadoras.


Com o encerramento do atual contrato do lote 5 e um novo início de processo licitatório, o órgão licitará as duas áreas no mesmo dia, 26 de janeiro de 2021, onde serão abertos os envelopes contendo as propostas. O órgão apresenta uma nova divisão, é uma espécie de mistura de cidades atendidas atualmente pelo lote 5 com o lote 2. Confira a seguir, como ficará a disposição de cidades e corredores que serão atendidas pelas áreas de operação:


Área de Operação 2

Municípios Pólos: Baturité e Itapipoca.


Municípios da Área de Operação:
Acarape, Aracoiaba, Aratuba, Barreira, Baturité, Capistrano, Guaramiranga, Itapipoca,
Mulungu, Ocara, Pacoti, Palmácia, Paracuru, Paraipaba, Redenção, São Luís do Curu,
Trairi, Tururu, Umirim e Uruburetama.


Corredores Principais:
CE-065
CE-060
CE-085
BR-222


Área de Operação 5


Municípios Pólos: Quixadá e Amontada.


Municípios da Área de Operação:
Acaraú, Amontada, Banabuiú, Barroquinha, Bela Cruz, Camocim, Choró, Cruz, Dep.
Irapuan Pinheiro, Granja, Ibaretama, Ibicuitinga, Itapiúna, Itarema, Jijoca de Jericoacoara,
Marco, Milhã, Miraíma, Mombaça, Morrinhos, Pedra Branca, Piquet Carneiro, Quixadá,
Quixeramobim, Senador Pompeu, Santana do Acaraú e Solonópole.



Corredores Principais:
BR-122
CE-085
BR-222

De acordo com o órgão, as seleções de cidades foram feitas após análise das contribuições recebidas na audiência pública do edital, verificando-se que as áreas de operação 2 e 5 poderiam ser organizadas de forma em que os municípios mais próximos de Fortaleza representassem uma área de operação e os municípios mais distantes representassem outra área de operação. Tal divisão se justifica principalmente pela tecnologia veicular utilizada nas linhas e garante uma maior eficiência operacional. O órgão complementa e relata que a composição das áreas de operação, além dos municípios atendidos pelas linhas radiais das respectivas áreas de operação, estão sob influência dos municípios pólos mencionados e dos trechos dos corredores viários internos às áreas. Os corredores viários das áreas de operação correspondem às vias – CE's e BR's – inseridas e utilizadas na CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 20200002/ARCE/CCC9, pelas linhas que ligam os municípios regionais entre si, aos pólos, e ao município de Fortaleza.

Tempo de duração dos contratos e idade média de frota

A concessão será contratada por um período de 09 anos, que poderá ser prorrogada uma única vez. A concessionária ou empresa contratada não poderá prestar os serviços com veículos com idade maior que 09 anos, conforme Decreto Estadual nº 29.687/2009 e suas alterações.

Outros detalhes e informações estão disponíveis para acesso livre nos seguintes links abaixo:

EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA - 2020/2021

ATO DE JUSTIFICATIVA DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA - 2020/2021

Fonte: MOB Ceará/ARCE
Redação: Roger Gomes

sábado, 26 de dezembro de 2020

Grupo Itapemirim surpreende clientes do Nordeste com veículos novos

O Grupo Itapemirim segue incrementando veículos em sua frota, e ultimamente, o grupo tem dado uma atenção aos seus clientes que saem do Sudeste em direção ao Nordeste.


Nesta semana, a empresa escalou um Marcopolo Paradiso New G7 1600 LD e um Marcopolo Paradiso New G7 1800 DD nas linhas que partem de São Paulo e do Rio de Janeiro para os estados de Alagoas e Piauí. O LD “subiu” na linha São Paulo (SP) x Picos (PI) e o DD, por sua vez, veio com o itinerário Rio de Janeiro (RJ) x Aracajú. Além destes ônibus, o grupo escalou os “ ônibus de dois andares” de forma efetiva na linha Recife (PE) x Salvador (BA).



As novidades não param de chegar ao grupo, nesta semana, um dos veículos inseridos na frota foi um Marcopolo Paradiso G6 1550 LD montado sobre o chassi O-500RSD da Mercedes-Benz. O ônibus é oriundo TJ Turismo, onde ostentava o número de ordem 1010.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Nemezio Neto

quinta-feira, 24 de dezembro de 2020

2002: Siará Grande renova com Caio e Marcopolo

Em 2002, a Siará Grande renovou sua frota com 7 veículos novos, sendo 6 Marcopolo Torino e 1 Caio Apache S21, este último citado foi o único que passou pela história da empresa.


Os carros ganharam os prefixos 14201 a 14207, sendo escalados nas linhas 076-Conj. Ceará/Aldeota, 341 e 343-Conj. Ceará 1 e 2. Todos eles dotavam do chassi Mercedes-Benz OF-1721. A maioria deles rodou na empresa até 2011, ficando por último o carro 14203, que operou até 2012.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcisio Santos

quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

Vic Tur encomenda o segundo New G7 LD do Ceará

O segundo New G7 LD do Ceará foi encomendado e a empresa detentora é a Vic Tur. A empresa genuinamente cearense fez mais uma encomenda junto à Marcopolo para melhor atender sua diversificada clientela. O layout do veículo foi feito pelo designer gráfico Almir Correia.


O Paradiso 1600 será montado sobre o chassi K400 6x2 da Scania e contará com uma série de itens para o conforto durante as viagens: 48 poltronas reclináveis (com 03 estágios); encosto para pernas; sistema de áudio, vídeo e microfone; janelas seladas; ar condicionado; três monitores de TV; carregadores USB e WC.



O chassi Scania K400 contará com os seguintes ítens de segurança: controle de Cruzeiro com Predição Ativa (Active Prediction), pacote ADAS, AEB - Frenagem de Emergência Avançada, LDW - Advertência de Saída de Faixa, ACC - Controle de Cruzeiro Adaptativo e Controle da Aceleração. Além disso, o veículo disporá de controle de NOx (OBD), ejetor de partículas do filtro de ar, elemento de segurança do filtro de ar, limitador de velocidade (115 km/h, 80 km/h, 85 km/h, 100 km/h), abastecimento do líquido refrigerante (traseiro) e filtro de combustível separador de água RACOR.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Nemezio Neto

terça-feira, 22 de dezembro de 2020

Dois veículos ano 2010 são vendidos pela Santa Maria

A Empresa Santa Maria resolveu vender mais veículos de frota, dessa vez com ano de fabricação 2010. Veja a seguir quais foram, além de detalhes a cerca dos mesmos.


O primeiro coletivo abordado nesta matéria é o 20019, um Neobus Thunder + com o chassi Mercedes-Benz LO-915. Essa foi a segunda vez que o veículo foi desativado, agora de forma definitiva. O micro havia saído de operações em abril de 2018, porém em julho do mesmo ano voltou a operar, em virtude da mudança de classe da linha 260 - Quintino Cunha/Rio Mar Kennedy de leve para micro-ônibus. Mesmo assim, a rota foi extinta por conta da baixíssima demanda.


Após a perda do carro 20065, em 2013, por incêndio criminoso, o ônibus 20071 é o primeiro semipesado de 2010 que a Santa Maria desativa. Equipado com o OF-1722 e a carroceria Marcopolo Torino, o coletivo foi fixo por bastante tempo na linha 220 - Avenida Sargento Hermínio, contudo chegou a rodar efetivamente, nos últimos meses, na 088 - Antônio Bezerra/Albert Sabin.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Paulo Henrique Felício

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Expresso Satélite Norte encerra 2020 com ônibus zero quilômetro na frota

A companhia goiana recebeu novas unidades de ônibus da fabricante gaúcha Marcopolo.



Reforçando o compromisso e o objetivo de oferecer sempre o melhor serviço de qualidade para os clientes, a Satélite Norte adquiriu 16 novos ônibus como reforço para as operações de final de ano.

São 13 do modelo Paradiso New G7 LD e 03 com motor dianteiro modelo Viaggio G7, equipados com chassis Mercedes-Benz O-500RSD e OF-1724 com suspensão reforçada, respectivamente.





Os veículos mantêm o padrão Satélite Norte: todos possuem Wi-Fi a bordo de 50GB, carregadores para celular e notebook, luz de leitura, apoio para pernas, ar-condicionado, sanitário, água mineral, filmagem interna, rastreamento 24 horas e ainda tem uma menor emissão de CO², graças a tecnologia BlueTec 5.







Os ônibus recém-chegados já se econtram em operação em diversas linhas da companhia. No Ceará, na noite de ontem (20/12), um dos ônibus já fez a sua estreia, na linha Fortaleza x Sinop (MT). Os LD’s novos, serão escalados como fixos da tradicional linha da companhia.



Com a chegada dos novos Marcopolo, a expectativa é que os LD’s mais antigos sejam desativados nos próximos dias, após a passagem do período de virada do ano.

Mesmo em meio a um período de crise econômica e sanitária mundial, onde vem afetando diversas empresas mundo a fora, a Satélite vai na contramão e vem mostrando solidez com as novas aquisições, mostrando compromisso com seus clientes em manter um padrão de qualidade no transporte de passageiros pelas cinco regiões do país.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Roger Gomes

Fretcar em 2020 tira todos os carros 2009 e 2010 do rodoviário

Neste ano, a Fretcar desativou todos os veículos com ano de fabricação 2009 e 2010 do setor rodoviário.



A frota, mesmo sem receber carros novos, deu uma melhorada na idade média, apesar disso ter ocorrido devido a redução de porte da empresa quando entregou as linhas referentes ao lote 2, bacia operacional que contempla regiões como a de Baturité e Quixadá.



Os carros mais antigos são de fabricação 2011 e representam um percentual muito "tímido" em relação a frota operante. A Fretcar não renovou o contrato de licitação para continuar as operações no lote 5 do sistema intermunicipal cearense.



Com isso, em 2021, a companhia, muito querida pelos busólogos, infelizmente deverá deixar de operar nas linhas da região de Camocim, Jijoca, entre outros, saindo definitivamente do transporte rodoviário intermunicipal cearense.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcisio Santos



sábado, 19 de dezembro de 2020

Novos Apache Vip da Aliança e mais seminovos da COOTRAPS entram em operação

Foram flagrados em operação, veículos adquiridos neste ano pela Aliança Transportes e pela COOTRAPS. Confira!



Começaram a rodar, ontem, os 02 novos Caio Apache Vip zero quilômetro da Aliança Transportes. Os ônibus haviam chegado ainda no mês de junho e estavam parados até então. O carro 21019 foi flagrado durante a tarde na linha 042 - Antônio Bezerra/Francisco Sá/Papicu, já o 21020 foi visto na rota 082 - Antônio Bezerra/Messejana/Perimetral.




A linha 752 - Caça e Pesca/Centro, operada pela COOTRAPS, foi beneficiada com mais 02 micros seminovos, com apenas 03 anos de uso. Estavam rodando há algum tempo na rota os carros 67702 e 67704, e entraram em operação os micros 67706 e 67708. Todos têm a carroceria Neobus Thunder + e o chassi Mercedes-Benz LO-916, e vieram da empresa Transurb (RJ).




Fonte: MOB Ceará
Redação: Paulo Henrique Felício



sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

MS Turismo compra Ideale da São Benedito

A São Benedito, depois da pandemia, resolveu tirar os Volkswagen com motor MWM da frota rodoviária.



Além de ter desativado o Mascarello de prefixo 0351252, vendeu para a MS Turismo o carro 0351196, do modelo Marcopolo Ideale ano 2011. O carro tem chassi 17-230 EOD e janelas de correr, e será o 4° carro rodoviário adquirido pela companhia neste ano, para renovação e ampliação de frota. Na empresa, ele será o 7° Ideale da frota.



Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcisio Santos


Mascarello alcança a marca de 30.000 carrocerias produzidas

Com quase duas décadas no mercado de carrocerias de ônibus, a fabricante paranaense Mascarello anunciou que atingiu a marca de 30.000 unidades produzidas.



O ônibus 30.000 pertence à concessionária Mercedes-Benz de Manaus (AM), Mardisa, que só neste ano fechou 100 veículos com a encarroçadora que foram vendidos para diversas empresas da região. Trata-se de um Gran Micro S2 equipado com o chassi LO-916.







História da fabricante

A Mascarello surgiu no ano de 2003 com duas empresas irmãs: a Comil Silos e Secadores e a Mascor Imóveis. O objetivo da encarroçadora, a primeira do estado do Paraná, sempre foi de modernizar o transporte de pessoas, levando-as mais longe com segurança e conforto. Atualmente, a fábrica produz ônibus urbanos e rodoviários divididos em 03 categorias: rodoviários/fretamento, urbanos e midis/micros e minis.



O MOB Ceará parabeniza a Mascarello Ônibus pela grande marca conquistada, e agradece pela constante parceria que mantém com o grupo de busólogos.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Paulo Henrique Felício