REDES:

_

Novos LD's da Satélite Norte são conferidos por busólogos cearenses Ceará Diesel enfatiza DD's da Marcopolo e Busscar em Happy Hour Neuri Tur convida busólogos para aproximação Sindiônibus convida MOB Ceará para conversa sincera sobre mobilidade urbana MOB Ceará visita as instalações da Ferrari JG - Marcopolo MOB confere novos micros e rodoviários da Princesa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

quinta-feira, 9 de abril de 2020

Onde está você? Expresso Guanabara 001

No especial de hoje, o leitor do MOB Ceará saberá o atual paradeiro de um dos veículos que fizeram parte da frota da Expresso Guanabara.


O ônibus em destaque trata-se de um Neobus Spectrum Road 370 montado sobre o chassi O-500RS da Mercedes-Benz. O veículo que foi comprado no ano de 2010 fez parte do lote de 15 Neobus adquirido pela empresa no referido ano. 


Os Spectrum Road 370 eram dotados de ar condicionado, 46 poltronas reclináveis, WC e janelas seladas. Entre os anos de 2012 e 2013, a Expresso Guanabara começou a repassar os ônibus para outras empresas do grupo, com objetivo de auxiliá-las na operação.


Pela Real Expresso, o Neobus operou ostentando o número de ordem 3117. Atualmente, o ônibus encontra-se sob domínio da Via Brasil, empresa que tem sede em Lucas do Rio Verde, Mato Grosso.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Nemezio Neto

terça-feira, 7 de abril de 2020

Viação Penha tenta ajudar colaboradores com divulgação de serviços extras

Fato é que a divulgação é uma das ferramentas para se alcançar sucesso em seus negócios. A Viação Penha, de Maranguape, está ajudando seus colaboradores, divulgando em suas redes sociais as habilidades de seus profissionais que estão, no momento, sem exercer suas funções, devido a ordem do governo do estado de paralisar os serviços de transporte que, segundo ele, pode reduzir o índice de infecções do Covid-19 no estado.


Enquanto isso, trabalhadores estão tentando amenizar as perdas econômicas, realizando serviços que possuem habilidades ou mesmo mantendo seus pequenos negócios que dispensam a necessidade de ponto fixo e não interferem no combate ao Coronavírus, enquanto a situação não se normaliza. A empresa está sem operar as linhas metropolitanas há mais de 2 semanas, e a previsão anunciada pelo governador do Ceará é que a interrupção continue até o dia 20 de abril.


A atitude da Viação Penha é simples, mas demonstra uma grandeza interior de seus gestores, dos quais as empresas de maior porte deveriam reproduzir tais práticas, para que o bem seja melhor disseminado. Acesse a página da empresa no Facebook para conferir suas atividades, clique aqui e você será redirecionado.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

5 carros da Cearense que você nunca mais verá

O MOB Ceará listou 5 dos carros que pertenceram a Cearense Transportes que você nunca mais verá nem em outra empresa.

A lista que será apresentada é apenas um extrato de veículos que não rodam mais, pois foram sucateados ou durante a passagem na empresa ou depois que foram vendidos.

43703

O Caio Alpha de ano 96/97 foi comprado pela empresa Salete em 1997, quando ganhou o prefixo 18072, sendo renumerado para 18772 após 3 anos. Ele foi emprestado à Autoviária Freitas em 2003, quando a Salete já estava sendo negociada pelos diretores da São Francisco e, naquele momento, a Freitas ainda dava seus últimos ''suspiros''. Lá, carro se tornou  22703, sendo devolvido para a sua proprietária que deixou a matrícula como 18703. Como o carro foi comprado pela família Uchôa, ele se tornou na Cearense o 43703, sendo desativado em meados de 2007


43807, 844 e 43845

O 43844 também é ex Salete, e foi o primeiro Ciferal Padron Cidade a ser desativado. Sua última vistoria na ETUFOR foi em 31/08/2007, com menos de 10 anos de idade. Ele serviu de almoxarifado para os maias de 20 Padron Cidade que a empresa possuía junto da São Francisco. Já os 43807 e 43845 rodaram até 2011 junto do 43819, e foram sucateados anos depois. Outros do mesmo lote também não existem mais.


43225

O 43225 de ano 2002 foi o único com motorização eletrônica a também deixar de existir. Ele foi desativado entre 2012 e 2013 e nunca foi vendido, fazendo com que suas peças fossem aproveitadas na frota operante.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

segunda-feira, 6 de abril de 2020

Os únicos Ciferal GLS Bus comprados 0km no Ceará

No Ceará, houve no final dos anos 1990, e começo dos anos 2000, a chegada de dezenas de Ciferal GLS Bus do Rio de Janeiro.


Via Urbana recebeu 10 carros, Transpenha teria recebido ao menos 2, São Francisco 1 (mas só rodou em 2003), Santo Antônio mais de 10 veículos, entre outras.


Contudo, somente 4 empresas fizeram encomendas diretamente da fábrica da montadora carioca - Montenegro, Santa Maria, Viação Brasília e Irmãos Bezerra.

A Montenegro, em 1994, recebeu 6 veículos, sendo 2 com chassis Mercedes-Benz OF-1620 e 4 com chassis Ford B1618. No ano seguinte, a mesma recebeu mais 5 Ford, totalizando 11 ônibus do modelo.


A Santa Maria também ''foi na onda'', e adquiriu entre 1994 e 1995 4 unidades, enumeradas de 20325, 327, 338 e 339. Ela passou menos de 4 anos com os ônibus e os vendeu para a São Francisco, que os manteve até 2005 na frota.

A Irmãos Bezerra também foi uma das primeiras a comprar o GLS Bus. Foram 2 unidades em 1994 e 4 no ano de 1996. Posteriormente, os carros foram enumerados de 24405 e 24406 (Ford), e do 24601 a 24604 (Mercedes-Benz OF-1620).


A Viação Brasília  adquiriu os seus em 1995. Os dois primeiros foram os carros 23015 e 23016. Depois, a empresa inovou ao trazer um Ciferal GLS Bus com chassi Volvo B58. O carro de prefixo 23019 nunca foi visto em fotografias, mas a memória de alguns busólogos deram criatividade para a montagem abaixo:


Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

sábado, 4 de abril de 2020

Mascarello entrega ônibus e micro-ônibus para empresa paulista

A Montcalm Montagens Industriais, empresa do ramo de engenharia mecânica e industrial com sede em São Paulo - SP com obras em alguns lugares do Brasil, recebeu 7 novos veículos da Mascarello.


São 5 Ello com o chassi Volkswagen 17-230 OD e 2 GranMicro S2 com o chassi Volkswagen 9-160 OD, todos com ar-condicionado e janelas coladas. Os veículos seguirão para Paraupebas, no Pará, onde farão o transporte de funcionários da empresa que está com um contrato no município.



Fonte: MOB Ceará
Redação: Paulo Henrique Felício

Teresina: A capital das relíquias – Parte 03

Continuando o especial que mostra as preciosidades da capital do Piauí, hoje, o estimado leitor do MOB Ceará terá a oportunidade de conhecer a história de mais 04 relíquias.


A primeira relíquia em destaque pertence a empresa Edifrete Tur. O Caio Alpha montado sobre o chassi 16-180 CO da Volkswagen tem seus 23 anos e continua operando firmemente ligando as comunidades rurais a capital.



A segunda relíquia é de origem cearense. O Marcopolo Torino GV equipado com o chassi OF-1620 da Mercedes-Benz possui 24 anos de operações e ainda ostenta alguns resquícios de que operou na capital cearense. O veículo que ostenta o prefixo 260 na empresa Soares, outrora pertenceu a Siará Grande, onde operou com o número de ordem 14778.



A terceira preciosidade pertence a Irmãos Coragem, onde ostenta o prefixo 9600. O valente Busscar Jum Buss modelo 1993 é montado sobre o chassi Scania K113TL, e apesar dos seus 25 anos, demonstra muita firmeza e robustez. Vale ressaltar ainda que o ônibus pertenceu a Viação Motta, onde ostentava o número de ordem 69546.



Encerrando o especial de hoje, o MOB Ceará apresenta a 4ª relíquia. O Comil Galleggiante 3.40 é dotado do chassi Volkswagen 16-180 CO e tem seus 26 anos de operações. O veículo pertence a empresa Juratur – Jurandí Turismo e ostenta o prefixo 9564.




Fonte: MOB Ceará
Redação: Nemezio Neto