MOB Ceará visita Fretcar para fazer fotos dos DD's Viação Penha mostra sua casa e aquisições ao MOB Ceará Ceará Diesel comemora junto a Comil vendas de rodoviários Busólogos conhecem DD de 15 metros da Neqta Conhecimento fez diferença na visita da São José MS Turismo realiza visita e passeio com o MOB Ceará Marcovel, concessionária Volare, apresenta novidades Busólogos procuram relíquias em Redenção-CE MOB Ceará conhece Via Metro e Guanabara de Juazeiro do Norte

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Expresso Guanabara transfere três 2019 para a sua frota intermunicipal cearense

A Expresso Guanabara acaba de transferir três de seus ônibus ano 2019 recém chegados para o sistema intermunicipal do Ceará. 

Os ônibus são três Busscar modelo Vissta Buss 360 acoplados nos chassis Mercedes-Benz O-500RSD, que possuíam o cadastro interestadual 900, 901 e 902, receberam os prefixos 07119000711901 e 0711902 no intermunicipal. Com isso, os dois Busscar passam a ser os primeiros 2019 da companhia no setor. 

Fonte: MOB Ceará
Redação: Roger Gomes

Vega desativa 48 ônibus mais velhos nos últimos 2 anos

Com a renovação de frota que contemplou a aquisição de 44 ônibus 0KM entre 2017 e 2018, a Vega retirou de circulação 48 ônibus com idade igual ou superior a 10 anos.



A retirada dos veículos foi ocasionada tanto pela renovação quanto pela redução de viagens e tabelas que o sistema urbano de Fortaleza passa desde o ano passado, para que a demanda de passageiros que (diminuiu) tenha uma frota compatível para o equilíbrio do setor.

Além de se desfazer destes 48 ônibus, a companhia perdeu alguns veículos, inclusive com pouca idade, devido os ataques realizados por facções criminosas em protesto de ações do governo do Ceará.


A idade média melhorou, em relação ao quadro anterior, e o índice de veículos sem elevador também reduziu, representando hoje apenas 10,7%. Veja a lista de prefixos dos ônibus que foram desativados com idade igual ou superior a 10 anos até 2018:

2005

35527, 528, 529, 530, 531

2006

35601 a 35615


2007

35701 a 35706, 35708 a 35716, 35718 a 35723 e 35734

2008

35801, 802, 803, 805, 806 e 807

Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

Rio de Janeiro recebe seus primeiros ônibus da nova Busscar com motor dianteiro

A Viação Nossa Senhora do Amparo, com sede no município de Maricá - RJ, está recebendo 2 novos ônibus El Buss 320 que serão os primeiros da nova Busscar com motorização dianteira em terras fluminenses.



Os coletivos que são equipados com chassis Mercedes-Benz OF-1721L, deverão operar nas seguintes linhas do setor intermunicipal da empresa: 2146D - Maricá X Castelo(centro do Rio de Janeiro) e 2144R - Maricá X Niterói. Um deles chegou na garagem ontem e ganhou o prefixo RJ 186.081. O outro saiu da fábrica ontem a noite, e deverá chegar entre hoje e amanhã.
Fonte: MOB Ceará
Redação: Paulo Henrique Felício
Colaboração: André Luiz Gomes


Fotos: Autor ainda desconhecido

quinta-feira, 23 de maio de 2019

49% da frota rodoviária da São Benedito possui tecnologia menos poluente

A São Benedito, com a atualização de frota deste primeiro semestre, aumentou o índice de veículos equipados com chassis menos poluentes, dentro do sistema de emissão de gases regidos pela norma Proconve P7, estabelecido no Brasil desde 2012.


A companhia ainda deve melhorar, e já retirou todos os ônibus com fabricação 2008 e 2009 do sistema regular intermunicipal, ficando apenas 4 veículos que possuem ano de fabricação 2009/10, o que influenciou no aumento do percentual de ônibus menos poluentes, que representa 48,5% da frota de 66 ônibus.

A expectativa é que, ainda em 2019, a companhia ultrapasse os 54% da frota, com uma previsão mínima de 4 ônibus novos ou semi novos para renovação.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

quarta-feira, 22 de maio de 2019

MOB Ceará em debate: Adequação de demanda através do uso eficiente dos articulados

Estimados leitores, esta edição propõe apresentar o cenário atual do sistema de transporte urbano de Fortaleza sob a ótica do uso ineficiente dos veículos articulados disponíveis aos usuários na capital cearense.


O sistema urbano, atualmente, possui apenas 8 ônibus articulados distribuídos em um total de 8 empresas operantes, encontrando-se:
* 02400 e 35431 na linha 026 - Antônio Bezerra/Messejana;
* 12499 e 36400 na linha 200 - Antônio Bezerra/Centro/BRT;
* 14411, 26445, 30418 e 42418 na linha 222 - Antônio Bezerra/Papicu/Antônio Sales.


Neste contexto, a questão da linha 200 é clássica, sendo raro o momento onde um veículo se encontra com máxima lotação, e então surge o questionamento: qual o sentido de adquirir veículos “gigantes” se estes, quando circulam, o fazem com poucos ou quase nenhum passageiro, literalmente desfilando pelas ruas de uma parte restrita da capital?


É perceptível a ocorrência de defasagem na taxa de ocupação, ou seja, a subutilização dos veículos em face da evidente demanda destoante. Em algumas horas do dia, já foi possível observar, ao mesmo tempo, até 50% da frota total dos articulados no estacionamento do terminal do Antônio Bezerra, enquanto, no mesmo local, filas se formavam em outras linhas.

Os articulados são veículos especiais, com maior custo de aquisição, manutenção e consumo, também são ônibus com maior dificuldade de revenda, permanecendo na empresa muitas vezes até 20 anos em operação, sendo inexplicável esta ociosidade.

Também vale atenção o fato que ocorre, por exemplo, com o 36400, articulado da Santa Cecília, atualmente efetivo da linha 200 e que pode eventualmente ser encontrado na linha 222. O problema é que o usuário comum, aquele que apenas utiliza o coletivo para os deslocamentos diários, pode não entender corretamente a noção do chamado “remanejamento de veículos”, ou seja, a percepção da mudança de um determinado ônibus entre linhas ou tabelas do referido sistema, visto que, por falta de interesse ou pela estressante rotina diária, poucos são os que se atentam a observar o prefixo dos ônibus que utilizam, permitindo criar assim uma equivocada sensação de aumento nos quesitos quantidade e disponibilidade de veículos.


O ponto em questão é que a inclusão de articulados em uma “nova linha” implica na simples retirada destes de suas respectivas linhas anteriores, pois não houve alteração na quantidade de veículos desta classe desde o retorno de sua operação em 2014.

E é neste sentido que a Equipe MOB Ceará apresenta, nesta matéria, uma sugestão que visa melhorar a eficiência do atendimento das demandas do sistema através da realocação dos articulados em linhas aonde estes realmente são necessários. Os principais critérios utilizados para compor esta proposta são:

1) Demanda da linha;
2) Avaliação da “quilometragem morta”;
3) A empresa opera a linha em questão.

Atendendo a uma região de grande densidade populacional, a linha 680 - José Walter/Papicu/Cidade Jardim é um exemplo fácil da necessidade de veículos maiores em determinados horários sendo, assim, a primeira linha apresentada como sugestão para inclusão de classe.

Para tanto, sugere-se a entrada de 2 tabelas com articulados nos horários do início da manhã e noite. Os veículos da Maraponga - 26445 e Dragão do Mar - 42418 poderiam iniciar uma viagem cada por volta das 6h, fazendo uma viagem completa “José Walter - Papicu - José Walter” e mais meia viagem seguinte do bairro José Walter ao Terminal do Papicu, sendo que, no terminal, estes iniciariam tabelas na linha 222 no lugar, por exemplo, de tabelas de 4h que circulariam na 222 até a entrada dos articulados.

No início da noite, os dois articulados retornariam para suas tabelas na 680, fazendo assim mais uma viagem e meia no sentido oposto: Papicu - José Walter - Papicu - José Walter, encerrando com proximidade considerável de suas respectivas garagens. Vale ressaltar que a saída dos articulados da 222 seria coberta por outras tabelas de 4h a noite.


Os veículos da Via Urbana - 30418 e Viação Santa Cecília - 36400 seriam muito melhor aproveitados iniciando suas atividades na linha 082 - Antônio Bezerra/Messejana/Perimetral, partindo, respectivamente dos terminais de Messejana e Antônio Bezerra, seguindo para a linha 026 - Antônio Bezerra/Messejana nos horários de menor demanda. Nesta situação, o veículo da Viação Fortaleza - 02400 seria mantido o dia todo na sua linha atualmente efetiva - 026.

Já o veículo da Siará Grande - 14411 poderia ingressar na linha 073 - Siqueira/Praia de Iracema e depois 222, retornando ao final do dia para a 073, nos mesmos moldes do exemplo da 680. A linha 074 - Antônio Bezerra/Unifor poderia ser atendida, neste modelo de sugestão, pela empresa Vega com o 35431, seguindo posteriormente para a 222 ou 026 enquanto a linha 024 - Antônio Bezerra/Lagoa/Unifor poderia ser atendida o dia todo pela Auto Viação São José com o 12499.


Tais sugestões, além de proporcionar um maior equilíbrio dos veículos em relação aos locais de maior demanda, tendem a criar uma sensação de novidade e progresso para a população, já que os referidos veículos trafegariam com eficiência em praticamente toda a extensão da cidade.

A Equipe MOB Ceará lamenta a pouca possibilidade de oferta de ônibus articulados em mais linhas, visto que a quantidade de veículos desta classe permanece inalterada (ocupando apenas 0,43% da frota total de Fortaleza). É incompreensível que uma capital do porte de Fortaleza, com uma frota de quase 2000 ônibus, conte com apenas oito articulados, sendo que cidades menores em frota e em extensão contam com dezenas destes veículos especiais.

As empresas "contornaram" a real necessidade de aquisição de ônibus articulados com a compra dos chamados "padron", que não passam de ônibus convencionais mais longos e com motor um pouco mais potente. Entretanto, por questões de eficiência (passageiro/m²), esta substituição seria melhor realizada por ônibus trucados de 14 ou 15 metros, para as linhas de grande demanda em toda a cidade.


É fato relevante que estas são sugestões e que podem sofrer ajustes caso necessário, ficando evidente, de qualquer modo, que mudanças são essenciais para tornar o sistema mais eficiente e atrativo aos usuários, pois o atendimento às demandas destes mesmos usuários é (ou deveria ser) o fator determinante de excelência do sistema.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Equipe MOB Ceará

terça-feira, 21 de maio de 2019

Siará Grande: empresa traz ônibus OF-1724 como parte de renovação em 2019

Continuando com a renovação de frota deste ano, a Viação Siará Grande efetuou a compra de mais 2 Marcopolo Torino, mas desta vez equipados com os chassis Mercedes-Benz OF-1724.

Os veículos já estão chegando, sendo que um deles, com o prefixo 14922, foi flagrado no município de Penaforte, no extremo sul cearense, e outro já está na garagem. Ambos deverão operar em linhas de considerável extensão e demanda como a 076 - Conjunto Ceará/Aldeota/Papicu. Os carros já virão sem o posto do cobrador, conforme mostra uma das imagens:



Fonte: MOB Ceará
Redação: Paulo Henrique Felício

COOTRAPS inova mais uma vez adquirindo Volares climatizadas

A COOTRAPS introduziu em sua frota mais veículos semi-novos: são do modelo Volare W9 com ano de fabricação 2015, equipadas com chassis Agrale, que dotam de ar-condicionado, bancada acolchoada e elevador.


Os micro-ônibus fazem parte de um lote 30 adquiridos novos por uma empresa do transporte municipal de Araguaína-TO, em que os mesmos foram recolhidos devido a problemas financeiros, sendo depois comprados pela Suzantur - unidade São Carlos, onde operaram no sistema urbano do município paulista. A Suzantur desativou todos há algum tempo, e os vendeu para o nosso estado, onde foram divididos entre as diversas cooperativas de transporte alternativo.



Fonte: MOB Ceará
Redação: Paulo Henrique Felício

Tradutor