MOB Ceará visita Fretcar para fazer fotos dos DD's Viação Penha mostra sua casa e aquisições ao MOB Ceará Ceará Diesel comemora junto a Comil vendas de rodoviários Busólogos conhecem DD de 15 metros da Neqta Conhecimento fez diferença na visita da São José MS Turismo realiza visita e passeio com o MOB Ceará Marcovel, concessionária Volare, apresenta novidades Busólogos procuram relíquias em Redenção-CE MOB Ceará conhece Via Metro e Guanabara de Juazeiro do Norte

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Nota de Pesar: Francisco de Albuquerque Lima

Com pesar, o MOB Ceará informa o falecimento do Sr. Francisco de Albuquerque Lima, um dos fundadores da mais antiga empresa em atividades no sistema urbano: A Viação Fortaleza.

É uma grande perda, tanto para a família, como para a empresa, além da história do transporte coletivo de passageiros, que acaba perdendo uma memória viva de toda a luta para o desenvolvimento de um serviço essencial para a população.


A Viação Fortaleza foi fundada em 1952, com a compra de algumas caminhonetes para operar na linha Campo de Aviação, atual Aerolândia e atualmente se encontra entre as cinco maiores frotas do sistema urbano, com mais de 200 ônibus operantes.

Pesquisa: Total da Frota de ônibus do SIT

O MOB Ceará, sempre buscando a excelência das informações, acaba de realizar uma grande pesquisa sobre a frota de ônibus urbanos. Diversos parâmetros foram medidos, comparados e analisados para chegar aos denominadores que serão abordados em seguida.

A capital cearense tem um transporte coletivo que se caracteriza por um constante crescimento, e nos últimos três anos ocorreu uma forte renovação da frota, fenômeno causado principalmente pela licitação das linhas do sistema urbano, ocorrida em 2012.

Atualmente, Fortaleza conta com xxx ônibus que percorrem toda a extensão da cidade, em xxx linhas, operadas por 14 empresas e que transportam diariamente, segundo informação da Etufor, um total de xxx passageiros.

O ano de 2014 revelou também um crescimento no índice de ônibus equipados com Ar-condicionado, já que a partir daquele ano, o equipamento passou a ser obrigatório.

Também neste ano ocorreu a chegada dos novos ônibus articulados, que representaram um ápice na retomada dos tempos áureos do transporte, que pode ser visto anteriormente apenas na década de 1990.


Já em 2015, ocorreu uma maior presença de ônibus convencionais com maior desempenho, e que são classificados pelo órgão gestor como "pesados". Os ônibus possuem potência maior que 230cv e carroceria mais longa, que proporciona um maior espaço interno e, consequentemente, uma maior capacidade de passageiros. 


Vale ressaltar que, até o momento, todos os ônibus considerados "pesados" que operam atualmente no sistema urbano de Fortaleza possuem em comum o PBT de 17 toneladas e o motor dianteiro.

Características do Sistema

Carrocerias
--
Chassi
--
Classe Operacional
--
Idade
--
Idade Média
--
Acessibilidade
--
Ar-condicionado
--
Layout do SIT
--

Esta matéria contabiliza e estuda toda a frota de ônibus de Fortaleza, em uma pesquisa atualizada em no dia xxx, para chegar aos resultados vistos acima.

Os dados revelados nesta edição são gerais, e os detalhes mais específicos, como as características da frota de cada empresa, serão abordados em futuras matérias do quadro "Conhecendo a Frota".

Fonte: MOB Ceará

A chegada do 34º Viale da São José de Ribamar

A São José de Ribamar, tradicional e renomada empresa do transporte urbano de Fortaleza, operante entre os anos de 1967 e 2012, ficou marcada pela maciça aquisição do modelo de carroceria Marcopolo Viale.


Em seu período de atuação, a empresa adquiriu um total de 36 veículos, entre os anos de 2001 e 2012, sendo que 28 deles eram equipados com elevador para cadeirantes e seis unidades possuíam Ar-condicionado e poltronas similares às dos ônibus rodoviários.

O 34º ônibus Viale da São José de Ribamar chegou na garagem há pouco mais de 4 anos, na manhã do dia 5 de Julho de 2011 e surpreendeu por causa de um curioso erro da encarroçadora, que aplicou um adesivo com a marca "Torino" na parte externa acima da janela do motorista.


O equívoco logo foi solucionado e antes mesmo de o veículo entrar em operação, teve este incorreto adesivo removido para que um novo logotipo do Viale fosse colocado em seu devido local.


Equipado com chassi Mercedes-Benz OF-1722, o ônibus começou as suas operações em Agosto do mesmo ano, e ficou efetivo na linha 650 - Messejana/Centro via BR Nova - Expresso até o fim das operações da empresa, substituindo o 10317. 


O veículo dispunha de um amplo espaço interno, e com 33 assentos à disposição dos passageiros.
É destaque também a atenção da empresa com a acessibilidade, pois assim como vários ônibus da empresa, este Viale possuía duas vagas para usuários cadeirantes.


O 10154 também estreou o novo multiplex, que possuía botões flexíveis e que aproveitava melhor o espaço do painel.
 
Painel 10154
Painel 10153

Após o impedimento das operações da Empresa São José de Ribamar, todos os seus ônibus ficaram paralisados, e, pouco a pouco, alguns veículos foram absorvidos por outras empresas de Fortaleza e RMF.


O ônibus mostrado nesta matéria foi adquirido pela Via Metro ainda em 2012 e circula até os dias de hoje na linha 338 - Maranguape/Ceasa, com o prefixo 0211133.


Confira a seguir um vídeo que mostra um pouco do 10154 no mesmo dia que chegou de fábrica, ainda sujo por causa dos vários quilômetros que ele percorreu momentos antes.



Fonte: MOB Ceará

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Flagrado Caio Apache Vip IV de demonstração com padronização de Fortaleza

Foi fotografado na cidade de Juiz de Fora, no estado de Minas Gerais, um Caio Apache Vip IV encarroçado no chassi Mercedes-Benz OF-1724L.

O ônibus foi fabricado sob parceria entre a Caio Induscar e Mercedes-Benz, para ser apresentado em algumas concessionárias da marca alemã em algumas capitais. O ônibus possui 13,20 metros de comprimento e suspensão pneumática, e como não pertence a nenhuma empresa de ônibus, o veículo não possui nenhum logotipo nem logomarca, somente a pintura padrão do transporte urbano de Fortaleza.

O ônibus vai participar no estado de Minas Gerais de uma exposição, para empresários daquela região, e brevemente, estará em Fortaleza na concessionária Ceará Diesel para serviço de pronta entrega.




Fonte: MOB Ceará

Desativados: Carros da Viação Fortaleza e Dragão do Mar

As empresas Viação Fortaleza e Auto Viação Dragão do Mar, foram algumas das empresas de ônibus que receberam veículos novos nos últimos dias.


Devido isso, ambas substituíram seus carros mais velhos. A Viação Fortaleza, por exemplo, retirou de circulação pelo menos mais 2 Torinos da frota, os carros são montados sob o chassi Mercedes-Benz OF-1722 e ostentavam os prefixos 02810 e 02811.


Os carros que possuem ano de fabricação 2008, iniciaram as operações na linha 052-Grande Circular 2, e ultimamente, estavam escalados como frota reserva, junto de mais outros do mesmo modelo. O MOB Ceará ainda aguarda a confirmação de que os carros 02809 e 02814 também estejam fora de circulação.

Além dos Torinos, a empresa também retirou de escala o Sênior 2010 de prefixo 02015. O carro possui o chassi Mercedes-Benz LO-915 e estava ultimamente operando como veículo reserva. O carro iniciou suas operações na linha 611-Estrada da Cofeco/Lago Jacarey. 


Já Na Auto Viação Dragão do Mar até o momento, foram  retirados de circulação, pelo menos mais 3 Torinos 2007 equipados com o chassi OF-1418. Os ônibus que possuem os prefixos 42752, 42757 e 42764 já não estão mais na lista de veículos operantes da empresa. Com isso, restam 12 carros com 8 anos de uso para serem retirados do sistema. Alguns serão confirmados na próxima semana.




Fonte: MOB Ceará

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Faixa de ônibus na Rua Padre Valdevino concluirá ligação entre terminais

O projeto de implantação de faixa exclusiva de ônibus na Rua Padre Valdevino, ainda com data incerta, gerou repercussão em Fortaleza. Via estreita, com apenas duas faixas, e grandes congestionamentos são alguns dos motivos citados pelas pessoas contrárias à mudança. Em resposta, o Sindicato das Empresas de Ônibus de Fortaleza (Sindiônibus) explicou ao Tribuna do Ceará que a implantação tem o objetivo de concluir o circuito de ligação dos terminais Antônio Bezerra e Papicu.

A prefeitura já previa a ligação dos terminais. Na saída do Antônio Bezerra em direção ao Papicu, já existem vias com faixas exclusivas para ônibus. Mas raramente se falava no retorno, que é exatamente a Rua Padre Valdevino”, indica o superintendente-técnico do Sindiônibus, Pessoa Neto.

Dessa forma, na ida, os ônibus têm a opção de trafegar pela Bezerra de Menezes (possui corredor exclusivo para coletivos) e Avenidas Domingos Olímpio e Antônio Sales (têm faixas exclusivas). Na volta ao terminal do Antônio Bezerra, acessarão a Rua Padre Valdevino. “Realmente, a via é bem mais estreita que a Antônio Sales, porque só ficaria uma faixa para carros particulares. O que a gente tem visto de iniciativa da prefeitura, como alternativa, é a intervenção na Rua General Tertuliano Potiguara”, aponta.

A mudança na Rua Tertuliano Potiguara (via paralela à Padre Valdevino) conta com a implantação de um corredor de tráfego, criado uma nova alternativa de ligação entre a Aldeota e o Centro de Fortaleza. O corredor terá cerca de quatro quilômetros de extensão, com início na Rua Monsenhor Catão e término na Avenida Aguanambi, contemplando as ruas Tertuliano Potiguara, Dom Expedito Lopes e João Brígido.

Para o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Ceará (Sintro), apesar de a existência de faixas exclusivas para ônibus aumentarem a agilidade do transporte coletivo, é preciso um estudo mais adequado sobre as vias que receberão a iniciativa. “Na Rua Padre Valdevino ficará complicado, porque ela é bem estreita. Lembrando que todos têm o direito de ir e vir, não adianta fazer uma faixa exclusiva privando o direito dos outros”, dá a dica o diretor-executivo, Tobias Neto.

Projeto na Tertuliano Potiguara

O projeto, desenvolvido pelo órgão, prevê mudança na geometria da Rua Tertuliano Potiguara promovendo a abertura de canteiros centrais, instalação de novos semáforos, alteração na circulação e renovação da sinalização horizontal e vertical. 

A implantação do corredor será realizada em duas etapas. A primeira teve início com a instalação do semáforo no cruzamento da Rua Tertuliano Potiguara x Avenida Desembargador Moreira. Na mesma data, a AMC inverteu o sentido de circulação da Rua Tertuliano Potiguara, entre Desembargador Moreira e Tibúrcio Cavalcante, passando a ser Leste-Oeste. Foi instalado ainda semáforo na Rua Tertuliano Potiguara x Senador Virgílio Távora e implantado sentido único em um novo trecho da Rua Tertuliano Potiguara, compreendido entre a Rua Fonseca Lobo e a Senador Virgílio Távora. 

Nesta última semana, iniciando a segunda etapa da intervenção, está prevista a instalação de dois semáforos no cruzamento da Rua João Brígido com Avenida Barão de Studart e Dr. José Lourenço. Além disso, a AMC inverterá o sentido de circulação da Rua João Brígido, no trecho compreendido entre a Rua Dr. José Lourenço e Avenida Rui Barbosa. Agora, é aguardar os próximos passos.


Fonte: Tribuna do Ceará

Os dois primeiros ônibus 0Km da Transnacional

Conhecida no setor de fretamento e turismo por ter uma frota bastante variada e conservada, a Transnacional foi criada no ano de 1990, e surgiu com a finalidade de realizar o transporte de pessoas mantendo um ótimo nível de serviço, sentido por quem já foi conduzido por algum dos seus mais de 180 veículos.

Em 1990, a empresa que pertence ao senhor Júlio César Mourão, iniciou suas atividades com apenas um veículo, e 11 anos depois, a empresa já contava com 26 ônibus, que estavam espalhados por Fortaleza e região metropolitana, realizando o transporte de funcionários de algumas indústrias. Hoje o proprietário também possui caminhões agregados ao serviço de logística da Guanabara, o (Gbex), além de dois guindastes que estão realizando serviços no estado do Pará.


Em 2001, a Transnacional adquiriu os seus dois primeiros ônibus 0Km. A empresa trouxe para Fortaleza, um Comil Campione 3.45 montado sob o chassi Mercedes-Benz OF-1721,com câmbio de 5 marchas. O ônibus recebeu o prefixo 160 e foi escalado para o setor de turismo. O ônibus possui sistema de Ar-condicionado, e possui três eixos, dando mais conforto aos passageiros.

No mesmo ano, a empresa se destacou entre as demais, por trazer um modelo de carroceria que, para época, ainda era muito raro ver nas frotas cearenses. 

A Transnacional adquiriu um Irizar Century 370 montado sob o robusto chassi Mercedes-Benz O-400RSE. O carro ganhou o prefixo 165, e semelhante ao 160, também foi escalado para operar no setor de turismo. Um detalhe é que o proprietário da empresa veio no veículo desde a fábrica até a garagem, em Fortaleza.

A Transnacional que já operou no transporte intermunicipal e metropolitano até o ano de 2009, atualmente possui mais duas filiais, sendo uma em Horizonte, onde a garagem comporta mais veículos que a sede no bairro Bela Vista, e outra no estado da Bahia, onde a empresa mantém uma frota transportando funcionários da empresa Azaleia/Vulcabrás. 

A empresa informou ao MOB Ceará, que adquiriu dois Marcopolo Paradiso G7 1200 equipados com o chassi O-500 RS, e que deverão chegar no mês de Agosto, adotados de uma nova pintura. Confira um pequeno vídeo com mais detalhes de um dos dois primeiros ônibus novos adquiridos pela empresa:



O MOB Ceará agradece a Transnacional, pelo convite e gentileza que prestou aos dois representantes do MOB Ceará,  nas garagens de Fortaleza e Horizonte.

Fonte: MOB Ceará

terça-feira, 28 de julho de 2015

Interior do estado do Ceará mantém centenas de relíquias

Em viagens realizadas pelos busólogos de Fortaleza, é possível comprovar que no interior do estado do Ceará, ainda estão em operação realizando viagens de curtas ou médias distâncias, modelos antigos de ônibus que um dia fizeram parte do sistema de transporte cearense, e alguns que foram adquiridos de estados vizinhos.


Na semana passada, dois dos integrantes do MOB, flagraram com suas câmeras, diversos modelos que estavam ás margens da BR-116 ou em centros de pequenos municípios, ao longo da rodovia federal.


Em sentido ao município de Iguatu, foram encontrados ao longo da
viagem, alguns ônibus rodoviários, como um Marcopolo Viaggio 800 do ano de1989 encarroçado sob o chassi Mercedes-Benz OF-1315. O ônibus pertencia a empresa A.F.S Turismo, que possui sede em Aquiraz. Não se sabe por quem o veículo foi comprado 0Km porém ele não opera há mais de 3 anos de sua anterior empresa.
Além do rodoviário, também foram encontrados alguns ônibus do modelo Caio Amélia, sendo que um, estava com a pintura azul com branco,  um outro completamente branco que, pelas características, pode ter pertencido a empresa Santo Antônio, além de outro pintado de azul com vermelho, que possui emplacamento de São Paulo e, segundo o motorista, o ônibus foi comprado do município de Caucaia. 




Um dos Caio Amélias chamou mais a atenção, devido sua pintura muito semelhante a Redenção Transporte e Turismo. Porém, como a empresa nunca possuiu tal modelo, e pelo adesivo no para brisa esquerdo, percebe-se que tem um adesivo antigo usado nos ônibus de Fortaleza quando foi instalado um equipamento de leitura de carteiras de estudante, o GET. Confira na imagem:

Durante a viagem, alguns Torinos de diversas gerações foram encontrados, dentre eles, os modelos lançado em 1983, 1989, 1994 e 1999. O mais novo deles, foi fotografado em Quixadá, o carro possui o chassi Mercedes-Benz OF-1417 e pertencia a Vega Transportes. O ônibus possuía o prefixo 35119, mas depois foi renumerado para 35137 e 35166.


Os Torinos da geração V da Marcopolo pertenciam a empresa Vitória, de Caucaia, porém, os prefixos são desconhecidos. Os carros foram encontrados nos municípios de Quixeramobim e Acopiara.

O outro Torino pertenceu a Auto Viação Dragão do Mar sob o prefixo 42402. O carro já foi ex São Judas 32402, 32445 e Cialtra 04445. O carro foi fotografado em Quixadá.

E o mais antigo dos Torinos, foi fotografado em Choró. O carro possui toda a pintura da Transnacional e ainda está operando firme e forte no transporte escolar daquela região. Com prefixo não identificado, o Torino 1988 possui o chassi OF-1315.

Na viagem, também foram encontrados outros modelos, como um Busscar Urbanus ex Vitória, e um Engerauto Thor, que pertenceu a Viação Timbira. O ônibus possuiu por último o prefixo 36733 e foi vendido para a Fretar, ganhando a numeração 763. Após pouco tempo na Fretar, o carro foi vendido e agora está sucateado, no município de Ocara, mantendo apenas a carroceria e algumas peças do motor Ford B-1618.

Enquanto algumas relíquias estão sendo sucateadas, a Vega Transportes está reformando um dos veículos que pertenceram a Autoviária São Vicente de Paulo nos anos 90. O carro ostentava o prefixo 01210, e rodava nas linhas do bairro Messejana. Agora para relembrar suas origens, a Vega está o reformando para ganhar  pintura que marcou a estadia da saudosa empresa, fundada por Carlos de Albuquerque Lima em 1952. Agora o empresário Francisco Feitosa quer relembrar o início de tudo, mantendo viva a memória da empresa que foi fundida em Rota Sol e Rota Expressa em 1999, mantendo hoje suas raízes nas empresas Terra Luz e Vega Transportes.

Fonte: MOB Ceará

Tradutor