REDES:

_

MOB Ceará conhece as instalações da Ferraria JG - Marcopolo Viação Penha mostra sua casa e aquisições ao MOB Ceará Sindiônibus convida MOB Ceará para uma conversa aberta sobre mobilidade urbana Busólogos conhecem DD de 15 metros da Neqta Conhecimento fez diferença na visita da São José

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Extra: Veja detalhes do Caio Apache Vip IV da Penha

O MOB Ceará recebeu da empresa mais imagens do novo ônibus adquirido. Confira;







Edição de fotos: Nemezio Neto

Aprenda o por quê dos ônibus rodarem em linhas diferentes (Leia até o fim)

Sempre houve uma discussão nas redes sociais do MOB Ceará sobre o motivo de alguns ônibus, que possuem suas linhas fixas, estarem rodando em outras rotas de vez em quando.



Os motivos podem ser vários, mas o principal é o aproveitamento de tabelas que operam apenas nas horas de pico e recolhem para a garagem, levando consigo um ônibus que necessite de fazer algum serviço de manutenção. Veja um exemplo de Fortaleza:

No mês de Junho, os veículos do sistema urbano de Fortaleza que possuem mais de 6 anos de idade cujo prefixo termina em 5 ou 6, são programados para realizar a vistoria da ETUFOR. A vistoria  exige que o carro esteja dentro dos padrões estabelecidos de segurança e limpeza, como o bom funcionamento das portas, parte elétrica entre outros.

A empresa precisa fazer a devida checagem desses e outros itens, e para realizá-los, o veículo deve estar na garagem. Para não ser necessário parar o ônibus para fazer todos os procedimentos, caso ele pertença a um horário que rode o dia todo, a empresa o escala em horários da mesma linha, ou de outras linhas em que a jornada encerre entre 8hs e 11hs da manhã para que, ao chegar na garagem, o carro receba os devidos reparos.


Com isso, o ônibus que é efetivo em uma tabela que rode apenas em horário de pico, vai para o lugar do ônibus que precisa fazer serviço de manutenção, e assim se fazem as trocas.

Pela manhã ou tarde geralmente também ocorrem essas trocas com outras situações. Por exemplo: se um ônibus está programado a sair em determinada linha, mas dá algum problema na hora da partida, imediatamente a empresa escala outro veículo que pode ter sua mesma classe operacional ou não, para não atrasar ou perder a saída. Com isso, os veículos podem sair em linhas ou tabelas alternadas, para que o passageiro não fique sem seu coletivo e a empresa não fique no prejuízo.


A linha 016-Cuca Barra/ Papicu conta com 7 ônibus e só opera em horários de pico. A empresa Vega escala os seguintes veículos: 35836, 35838, 35839, 35602, 35603, 35604 e 35605. Entretanto, esses ônibus dificilmente operam na linha, principalmente no turno da tarde, pois os horários são aproveitados para escalar carros que tenham algum serviço para fazer, podendo ocorrer também dos ônibus serem remanejados para outras linhas enquanto estão na garagem. Ontem 29/06, a linha estava operando a tarde com o seguintes carros: 35836, 35603, 35604, 35154, 35711, 35016 e 35531, ou seja, com 4 ônibus diferentes do que estava previsto em escala.

A Equipe MOB Ceará espera ter esclarecido as dúvidas dos busólogos cearenses, bem como a de seguidores de outros estados, que podem adaptar esse contexto no sistema de sua região.

Hoje, as 16:45hs, o MOB Ceará terá uma pequena participação na rádio FM 95,5 e AM 1010 (O Povo /CBN), falando sobre busologia. Não perca!

Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

Os DD's 2017 da Guanabara estão a caminho

Os Marcopolo Paradiso G7 1800 DD de 2017 da Expresso Guanabara já estão viajando em sentido ao Ceará.

Um busólogo de Fazenda Rio Grande, no Paraná, flagrou um dos 3 ônibus que estavam vindo de Caxias do Sul, onde se localiza a fábrica da Marcopolo. Os carros deverão receber os prefixos 700 a 720, totalizando as 21 unidades anunciadas pela empresa. Logo depois, a Guanabara deve receber os 40 carros do modelo G7 1200 da mesma montadora, totalizando 61 novos ônibus.

Em Julho, os possantes já devem iniciar suas operações, rodando nas atuais linhas da empresa bem como nas novas que a Viação Penha está repassando, conforme informado em primeira mão pelo MOB Ceará.





Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

Caio finaliza produção do primeiro Apache Vip da Viação Penha

A Caio Induscar finalizou o pedido do seu cliente Viação Penha, de Maranguape.

O ônibus possui ar-condicionado, terá sistema de internet via Wi-Fi, e vem com a motorização Mercedes-Benz, representada pelo chassi OF-1721. Para estrear a nova fase da empresa, a companhia alterou o layout de pintura, dando mais ênfase no branco nas chapas laterais e viabilizando a rapidez quando for necessário fazer reparos. O ônibus vai operar na linha Fortaleza x Maranguape e vai impactar na melhoria da idade média da frota, que teve um grande ''Up'' de 2013 até então.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Maraponga coloca seus Neobus Spectrum City para rodar

A Maraponga colocou ontem em operação seus 5 novos ônibus fabricados pela Neobus.


Os ônibus foram escalados da seguinte forma: 26700 a 26703 (014-Av. Aguanambi 2), no lugar dos carros 26301, 309, 441 e 443, que foram transferidos para a linha 317-Cidade Nova/Parangaba. Já o veículo com 3 portas, estilo ''micrão'', operou na linha 377-José Walter/Parangaba/Av.J. 

Os veículos com chassi Volkswagen 15-190 OD vão ocupar a vaga de cerca de 5 ônibus, com ano de fabricação 2010, possivelmente também desativando de um a dois micrões de 2011.

A Maraponga se classifica, atualmente, como a empresa com a segunda frota mais nova do SIT-For. A companhia sempre ficou entre o primeiro e segundo lugar em relação ao ranking das frotas mais novas da cidade de Fortaleza.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Fretcar transfere 3 Torino 2008/09 do metropolitano ao urbano

A Fretcar transferiu 3 ônibus do sistema metropolitano para o segmento urbano de Fortaleza.


Os Marcopolo Torino que foram adquiridos 0km em 2009, possuem o chassi Mercedes-Benz OF-1418, e são compostos por 2 portas. Os veículos fazem parte do lote de 4 novos ônibus que o grupo adquiriu ao comprar a Fretcar dos antigos proprietários em 2008, a família Barcelos. Os ônibus de prefixos 549, 551 e 553 foram enumerados respectivamente como 19818, 19821 e 19824, priorizando o ano de fabricação do chassi, ao invés da carroceria. No metropolitano, a Fretcar ainda mantém o carro 0171547 em operação. Acredita-se que a empresa vai, com essa decisão, desativar o Busscar Urbanuss Ecoss de prefixo 19620, além de aumentar 2 carros na frota reserva.




Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

Mais Torino 2008,2009 e Sênior 2013 são desativados na Viação Fortaleza e Via Urbana

A Viação Fortaleza desativou mais carros com o início das operações dos 11 novos ônibus.

O micro ônibus de prefixo 02302 foi um deles. O carro é dotado do chassi Mercedes-Benz LO-916 e carroceria Marcopolo Sênior e saiu por que a empresa tinha uma tabela de semi leve na linha 701-Parque Americano, que foi substituída por midi (micrão), fazendo com que os 5 veículos da linha sejam da mesma classe, o que ocasiona menos lotação na linha. O carro está sendo reformado na Via Metro e vai se tornar o 319 do municipal de Maracanaú, recebendo a bancada acolchoada do micro-ônibus de prefixo 134 que está sendo vendido. A Via Metro também recebeu um Torino 2011 climatizado do Rio de Janeiro, que será enumerado de 0211136.

A Viação Fortaleza também retirou das ruas os Torino de duas portas de prefixos 02906, 02917 e 02922, deixando apenas o 02920, único de duas portas com fabricação em operação.


Já a Viação Urbana retirou mais dois 2008 que faltavam, totalizando 11 carros do ano citado que estavam previstos a serem desativados. Os veículos escolhidos foram os de prefixos 30821 e 30822. Com isso, os mais velhos da frota são os seguintes: 30823, 824, 826, 828 a 836.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

terça-feira, 27 de junho de 2017

Testes com OF-1724 da Mercedes-Benz gerou bons resultados: mais de 60 unidades vendidas

Após empresas de Fortaleza e região metropolitana realizarem os testes com o chassi Mercedes-Benz OF-1724L, entre os anos de 2013 e 2014, a marca já vendeu 61 unidades para empresas do segmento, além de mais algumas pro fretamento e turismo cearense.

O chassi havia sido adquirido inicialmente pela Via Urbana e Neuri Tur, entre 2012 e 2013.



Ele foi testado semanas depois da aquisição da Via Urbana, quando a montadora enviou um Marcopolo Torino  com suspensão metálica, cujo veículo passou pelas seguintes empresas: Vitória, São José, Vega, Viação Fortaleza e Terra Luz. A aprovação foi percebida através da aquisição de 8 empresas dos segmentos urbano e metropolitano, reação que refletiu também nas empresas de fretamento, como Fretar, Uruburetama, Redenção, etc.



Com a nova configuração dos sistemas de transporte, que exige veículos climatizados, algumas empresas optam por trabalhar com chassis mais potentes, para compensar a perda de rendimento do motor causada pelo equipamento de ar-condicionado, conseguindo transportar mais peso com menor esforço do motor, trabalhando com baixas rotações.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

segunda-feira, 26 de junho de 2017

17-280 OT da Volkswagen está começando a ganhar espaço no Ceará

Chassi em linha de produção desde 2012, o 17-280 OT da Volkswagen está ganhando espaço entre os frotistas cearenses.

Com motorização MAN DO836 280, que oferece potência de 277 cv e torque máximo de 1050Nm já a partir de 1100 rpm, o chassi foi adquirido por empresas como a  Prime Plus, empresa genuinamente cearense que comprou as primeiras unidades ainda em 2013, mas os colocaram nas rotas de Pernambuco e Aracaju. Em 2016, a empresa trouxe ao Ceará, para operar nas rotas do Porto do Pecém, os 8 primeiros do modelo referido.

Antes disso, no Ceará, o chassi que suporta 17 toneladas de PBT já havia sido adquirido pela Girafa Tur e Branco Turismo, empresas do segmento do fretamento que fizeram suas compras em 2013, juntamente do Governo do Estado do Ceará. Todas as aquisições foram encarroçadas com os produtos da Comil.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

Mascarello lança Gran Via de 15 metros

A Mascarello acaba de lançar mais uma alternativa nova ao mercado de ônibus do Brasil e exterior - é o Mascarello Gran Via com 15 metros de comprimento.



O modelo foi desenvolvido para operar em cidades onde a demanda de passageiros é muito grande. Alguns sistemas possuem linhas onde a frequência de ônibus é de 2 a 3 minutos, o que ocasiona excesso de veículos para transportar os passageiros. Com um ônibus maior, o frotista pode economizar na mão de obra, combustível e ainda reduzir a emissão dos gases atmosféricos, trocando, por exemplo, 10 ônibus do tipo semi pesado com 12 metros por 8 carros com 15 metros, levando a mesma demanda com um menor custo total.

O Mascarello de 15 metros comporta 45 pessoas sentadas e 66 em pé. Confira uma foto interna do modelo:

Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

domingo, 25 de junho de 2017

Diplomata 1985 da Pinheiro

Rodava em Fortaleza ainda nos anos 2000 um dos ônibus que marcaram o transporte rodoviário dos anos 80.

A Viação Pinheiro possuía um Nielson Diplomata 2.40 que ostentava o prefixo 235, que foi fabricado em 1985. O ônibus rodava na linha Fortaleza x Palmácia e tinha o chassi Mercedes-Benz LPO-1113. Um detalhe chamativo no carro era que os espaços dentro do circulo da logomarca da Mercedes-Benz eram pintados coloridamente com base nas cores do ônibus, ou seja, vermelho, verde e branco. Confira a foto do ''baixinho'':



Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

Grupo JAL: O terceiro maior grupo de transportes de passageiros do estado do Rio de Janeiro

DÉCADA DE 1970 - O INÍCIO DE TUDO

José Alves Lavoura foi um imigrante português radicado no Brasil. Em 1974 teve a oportunidade de adquirir uma pequena empresa de transporte urbano de passageiros que atuava na ligação dos municípios de São João de Meriti e Duque de Caxias, com duas pequenas linhas de cerca de 10 km de trajeto (São João x Caxias via Matadouro e São João x Caxias via Vilar dos Teles). Era a Empresa de Transportes Flores, que havia nascido na vizinha cidade de Nilópolis em 1957 mas já em 1959 havia se transferido para a cidade de São João de Meriti. Ainda na década de 1970, a empresa Turismo Três Amigos seria adquirida pela FLORES, com ambas as empresas adotando a mesma identidade visual.



Com o passar dos anos, notadamente na década de 1980, algumas pequenas empresas de ônibus da Baixada Fluminense foram sendo adquiridas, total ou parcialmente, pela já consolidada Flores, bem como diversas linhas avulsas de várias empresas também foram negociadas. Algumas transações mantiveram os nomes originais das empresas, como a Transportes Planalto e a Rio D‘ Ouro Transportes Coletivos, por exemplo.

Começava assim a formação do Grupo JAL .

GRUPO JAL EM 2017

O Grupo JAL tem sua sede em São João de Meriti/RJ, município localizado a 25 km do Centro da capital Rio de Janeiro.

Com uma frota de mais de 800 ônibus distribuídos pelas oito empresas do gupo, é o terceiro maior grupo de transporte rodoviário de passageiros do Estado do Rio de Janeiro, atrás do Grupo JCA (Auto Viação 1001 + Viação Macaense no Estado do Rio de Janeiro) e do Grupo Rio Ita ( Rio Ita, Rio Minho, Rio de Janeiro, Fagundes, Tanguá e Tanguaense), ambos com mais de 1000 ônibus no somatório da frota das empresas. 

Dentro da área de transporte de passageiros, o Grupo JAL atua em dois segmentos distintos, o de transporte regular urbano e o de turismo/fretamento rodoviário. 

Além do segmento de transporte urbano e rodoviário de passageiros, o Grupo JAL possui uma revenda Mercedes-Benz, a MIRIAM – Minas Rio Automoveis e Máquinas, localizada na cidade do Rio de Janeiro, na Av. Brasil - Bairro de Ramos .

AS EMPRESAS DO GRUPO JAL E SUAS FROTAS

O segmento de transporte regular urbano de passageiros é formado por sete empresas:

1 – Empresa de Transportes Flores – linhas intermunicipais entre São João de Meriti, Duque de Caxias, Belford Roxo, Nilópolis, Mesquita, Nova Iguaçu e Rio de Janeiro.













2 – Viação Brazinha – linhas municipais em Nova Iguaçu.




3 – Transportes Planalto – linhas municipais em São João de Meriti.



4 – Rio D’Ouro Transportes Coletivos – linhas municipais em São João de Meriti e em Belford Roxo.





5 – Transportes Mageli – linhas intermunicipais entre São João de Meriti e Rio de Janeiro.




6 – Viação Beira Mar – linhas intermuncipais entre São João de Meriti e Duque de Caxias.


7 – Expresso Real Rio – linhas intermunicipais entre Seropédica, Paracambi, Piraí, Itaguaí, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro e Niterói.









A oitava empresa de ônibus do Grupo JAL é a Turismo Tres Amigos, e atua setor de turismo /fretamento rodoviário. 






Sendo o Grupo JAL representante da marca Mercedes-Benz através da MIRIAM, naturalmente 100 % de sua frota é composta pelos modelos dessa montadora.

GARAGENS, SEDES E ADMINISTRAÇÃO DAS EMPRESAS DO GRUPO JAL

As empresas do Grupo JAL contam com uma grande sede principal e mais duas auxiliares

As empresas FLORES, BRAZINHA, PLANALTO, RIO D’OURO, MAGELI e BEIRA MAR tem sua sede e administração concentradas num verdadeiro parque industrial com 56.000m2 de terreno e 28.000m2 de área construída, localizado as margens da BR 116-Rod. Pres. Dutra, em São João de Meriti, onde ficam cerca de 635 ônibus das seis empresas citadas, e onde são realizados todos os serviços possíveis de serem realizados numa garagem de ônibus.




Já a empresa Expresso Real Rio tem sede e administração no município de Seropédica, na região metropolitana, a 70 km do Centro da cidade do Rio de Janeiro.

A Turismo Tres Amigos, por sua vez, também tem sede e administração em São João de Meriti, porém, com garagem independente das empresas urbanas do grupo. 

Fonte: MOB Ceará
Colaboração: Marinaldo Júnior