REDES:

_

Com novidades, Viação Itapemirim recebe o MOB Ceará São José de Ribamar: a empresa extinta mais falada na busologia Marcopolo apresenta plataforma BioSafe para empresários no Ceará RCR Locação acrescenta em sua frota cearense novos Ideale 800 Horizonte Transportes inova com aquisição de ônibus 0km

segunda-feira, 4 de janeiro de 2021

Técnica: 17-230OD Euro V x OF- 1721 Blue Tec 5, conheça os detalhes de ambas motorizações

Neste especial de hoje, o MOB Ceará apresentará os detalhes dos chassis 17.230 OD da Volkswagen e o OF-1721 Blue Tec 5 da Mercedes-Benz. A matéria exibirá detalhes como torque, potência, quantidade de cilindros e etc.


Iniciando pelo chassi Volkswagen 17-230OD Euro V, o MOB Ceará narrará os detalhes a seguir. A motorização que foi lançada 2012 detém a tecnologia MAN, onde dispõe de 04 cilindros, potência máxima de 226Cv, torque máximo de 850Nm, sistema de injeção Common Rail, compressor de ar Wabco 238, sistema de tratamento de gases EGR, transmissão ZF 6S 1010 BO, sistema de tração 4x2, sistema elétrico com tensão de 24V, freio a ar, com tambor nas rodas dianteiras e traseiras e freio motor de cabeçote (MAN exhaust valve brake).



O chassi OF-1721 Blue Tec 5 da Mercedes-Benz também começou a ser produzido no ano de 2012 e serão apresentados os seus componentes e informações técnicas a seguir. O chassi que dispõe de 208cv de potência, tem torque máximo de 780Nm, qual cilindros verticais em linha, filtro de ar tipo seco, com elemento de papel, unidade injetora DTC (Diesel Technology Company), injetores individuais com controles mecânicos, transmissão MB G85-6 (com radiador de óleo), embreagem MF 395 com acionamento hidropneumático e direção ZF 8097 tipo hidráulica. O motor por sua vez, apresenta dois modelos: freio motor tipo borboleta no coletor de escapamento (convencional) com acionamento eletropneumático , com válvula no assoalho, freio motor Top Brake (válvula localizada no cabeçote) com acionamento eletropneumático , por tecla, conjugado com o freio de serviço.



Brevemente, o MOB Ceará trará uma análise de outros tipos de chassis para melhor informar seus seguidores e seus leitores.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Nemezio Neto

4 comentários:

Unknown disse...

Boa matéria, pois, assim sabemos a diferença entre ambos.

Francisco Roberto disse...

É uma pena que a indústria brasileiria ainda fabrique e ofereça este tipo u l t r a p a s s a d í s s i m o de modelo de chassi para caminhônibus. Invejo o Chile que vem se livrando deste tipo de chassi!

Daniel Forte disse...

O problema é a manutenção,e peças de reposição. Pra sair do arroz com feijão, requer alto investimento em profissionalismo dos mecânicos e distribuição de peças. Por esse motivo tbm que a Iveco não cresce no Nordeste.

aasj disse...

O 17230 tem só 2 desvantagens: se arrasta pra andar igual ao 1722 e o velho preconceito contra os chassi da VW