MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Conheça os dois hobbys que andam juntos: Busologia e Spotting Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

terça-feira, 1 de maio de 2012

SEMANA SÃO JOSÉ DE RIBAMAR - 45 ANOS DE HISTÓRIA NO TRANSPORTE


Empresa São José de Ribamar: 45 anos transportando bem


Hoje vamos iniciar uma série de matérias em comemoração aos 45 anos de fundação da Empresa São José de Ribamar, que será no próximo dia 3 de Maio. Com ênfase na frota, vamos contar um pouco de sua história, inovações e curiosidades que marcaram a trajetória desta tradicional empresa nascida na capital cearense.
  
A Empresa

Com data de fundação a 3 de Maio de 1967, a São José de Ribamar começou suas atividades no então quase desabitado Bairro de Fátima. João Alberto Leite Barbosa é o sócio fundador e sempre esteve à frente da empresa ao lado de sua esposa Maria do Livramento Barcelos, mais conhecida como Marion. O casal permaneceu no comando até o ano de 2009, ano em que dona Marion faleceu. Desde então, João Alberto, conta com a ajuda de seus filhos para superar as dificuldades do dia-a-dia.

Antes da fundação

International KB-5 1948
Na década de 1950, João Alberto Leite Barbosa compra a sua primeira caminhonete – uma International KB-5 1948, em sociedade com Leopoldo Nunes, para operar na linha de Parangaba. 

João comprou logo depois a parte de Leopoldo e seguiu sozinho por algum tempo. Foi neste período que João Aberto conheceu Marion e algum tempo depois eles se casaram.

Para o inicio das operações da Empresa Nossa Senhora de Fátima em Parangaba, todos os empresários individuais que trabalhavam ali foram obrigados a se retirar, incluindo João Alberto, que foi para o bairro da Aldeota. Lá ele permaneceu cerca de um ano fazendo um itinerário que ligava aquele bairro à Praça dos Leões, no Centro.

Em 1958, João novamente teve que se retirar de seu local de trabalho, desta vez para as operações da Empresa São Jorge no bairro da Aldeota, e foi ai que começou a história da família Barcelos Barbosa com o Bairro de Fátima.


O casal construiu sua residência onde seria até a atualidade a sede da Empresa São José de Ribamar. No quintal foi feita uma garagem, onde João guardava suas caminhonetes e ali mesmo fazia a manutenção delas, além de posteriormente, montar os chassis de ônibus para ser encarroçados em Recife.

Lá no Bairro de Fátima, a família aumentou e os negócios prosperaram, tanto que na metade da década de 1960 eles já tinham 10 caminhonetes servindo aquele bairro e a nova linha "Vila Simone".


Com a criação do FGTS em 1966, e o surgimento do Estatuto dos Transportes, teve inicio a corrida do setor, que finalmente permitiu o surgimento da Empresa São José de Ribamar.

Curiosidade

João Alberto Leite Barbosa manteve até 1981 uma sólida parceria com Milton Camelo Santos. João trabalhou pouco tempo na linha “Vila Simone”, mas desistiu, porém Miltão, como era conhecido, convenceu João Alberto a retornar para a linha, que logo depois veio a se chamar “Av. 13 de Maio”.
Chevrolet 1959, conhecido como "Asa Branca"

Nesta parceria, João Alberto tinha uma caminhonete e Milton tinha outra trafegando no novo itinerário. E com o passar dos anos e do aumento da frota, Milton acabou por ficar com quatro veículos na linha.

Era uma parceria interessante, pois apesar de Milton e João serem “Empresas” diferentes, eles compartilhavam a sequência numérica da São José de Ribamar e o local de manutenção dos dois era na garagem de João Alberto.

Tudo ia muito bem até uma norma da Prefeitura obrigou os empresários a possuir ao menos quinze veículos. Milton Camelo só tinha quatro veículos e como não tinha condições financeiras, teve que encerrar suas atividades no setor.

Caio Jaraguá de Milton Camelo Santos


Campanhas

Durante sua história, a Empresa São José de Ribamar presou pelo uso de campanhas informativas e educativas. Campanhas como "Viva Mais, Não Fume" e "Motorista, seu filho também anda na rua" são as mais conhecidas. Em comemoração ao dia do trabalhador, vamos mostrar aqui uma das campanhas promovidas pela Empresa.


Amanhã, na segunda matéria, falaremos um pouco da trajetória da Empresa São José de Ribamar, detalhando alguns acontecimentos e a frota adquirida em cada década. Não perca.


In memoriam

Nesta primeira matéria, o grupo MOB Ceará homenageia a figura matriarcal da Empresa São José de Ribamar. Dona Marion se eternizou na memória e no coração dos seus familiares e amigos.

4 comentários:

Flávio Eduardo(Transbrasil Oficial) disse...

Essa empresa é a que eu mais gosto no urbano de Fortaleza, pela tradição e também pela maneira carinhosa com que ela trata seus passageiros!

Didi Alves disse...

Só uma correção,é corrompe e não conrope.Gostei da matéria de hoje em pleno dia 1º de maio dia do trabalho.E hoje é a Empresa Maraponga quem aniversaria.

Ismael Bernardino disse...

A correção sobre o "corrompe" é válida Didi, mas o erro ai foi na digitação de que fez o adesivo da campanha dos trabalhadores.

Robertão disse...

Essa renomada empresa, desmascara o argumento de que, não podem melhorá o serviço, por causa da tarifa baixa. Pois, com a mesma tarifa, a São José de Ribamar presta um ótimo serviço! Isso só mostra a preocupação dela, com o seu passageiro, frente a ganância financeira, e desrespeito das demais, que só sabem chorar! Meus parabéns a todos que fazem esta empresa exemplar!

Tradutor