REDES:

_

Com novidades, Viação Itapemirim recebe o MOB Ceará São José de Ribamar: a empresa extinta mais falada na busologia Marcopolo apresenta plataforma BioSafe para empresários no Ceará RCR Locação acrescenta em sua frota cearense novos Ideale 800 Horizonte Transportes inova com aquisição de ônibus 0km

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Através de decreto, Governo do Estado do Ceará suspende o transporte intermunicipal

Devido ao aumento comprovado de casos de Covid-19 no estado, o governador Camilo Santana anunciou através de redes sociais a suspensão de alguns serviços, entre eles, o transporte intermunicipal. A suspensão começou a vigorar hoje (12/02) e vai até a próxima quarta-feira (17/02), período esse que se caracteriza como o Carnaval. A medida foi adotada como uma forma de conter o deslocamento de pessoas entre a capital e o interior e também as aglomerações dentro dos coletivos.



A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado de 10/02/2021, que além de suspender as atividades do transporte rodoviário, suspende também qualquer outro tipo de deslocamento dentro do estado de âmbito individual, coletivo, regular ou complementar.

O transporte metropolitano não será afetado, mas seguirá com medidas de prevenção e uma frota reforçada.

As empresas que compõem o transporte intermunicipal no estado já anunciaram, em suas redes sociais, as suspensões das viagens e orientam os passageiros com bilhetes marcados a procurarem os guichês físicos ou os atendimentos via SAC para obterem mais informações ou remarcarem as passagens.



Vale reforçar que a medida não afetará o transporte interestadual, que continuará a operar normalmente durante o período.

Clique aqui e confira as medidas adotadas pelo Governo do Ceará através de decreto.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Roger Gomes


4 comentários:

Anônimo disse...

Qual o sentido de paralisar o transporte intermunicipal e não paralisar o transporte interestadual? É muita palhaçada !

Nos-767 disse...

ué, e o governador do CE tem influência na esfera federal como?
Pode não, fi...

No "primeiro lockdown" o governador da Bahia tentou barrar todo e qualquer tipo de transporte e ganhou um monte de processo pro governo responder. A Gontijo deitou e rolou....

Fanáticos Bus disse...

Mais Ele poderia fechar a fronteira e controlar quem entra e sai, igual aos outro município daqui.

Nos-767 disse...

De novo...

A Gontijo disse que era deliberação federal (por ser concessionada ANTT) o impedimento ou não do embarque/desembarque nos mercados baianos, mesmo com o lockdown em vigor. Foi lá no Tribunal Federal e conseguiu um mandado de Segurança que impediu até a PM-BA de vistoriar os ônibus, que dirá apreendê-los.