MOB Ceará participa de reportagem acadêmica sobre busologia Ranking das frotas mais novas do metropolitano Conheça a nova linha da Busscar Veja a lista dos ônibus mais geladinhos de Fortaleza. Concorda? Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Assaltos a ônibus na Br-116 viram rotina e são ignorados

Os assaltos a ônibus no trecho da Br-116 entre os bairros Aerolândia e Cajazeiras estão acontecendo todos os dias, em todas as linhas que param na rodovia.

Os assaltantes sobem próximo a passarela da Aerolândia ou no Makro e ameaçam, com armas de fogo ou branca, os passageiros a entregarem seus celulares e bens. Os meliantes costumam descer próximo à garagem da Guanabara mas, mesmo com os poucos boletins de ocorrências de vítimas já desanimadas com o trabalho da policia e justiça, nada é resolvido.

Os ''protegidos da lei'' sobem em linhas que param nos pontos da Br-116, sendo raros os casos em que atacam linhas expressas como a 600 e 650. Os ônibus metropolitanos também são alvo dos assaltantes. A verdade é que o poder público só reage aos fatos ou se mostram interessados em resolver após os casos serem veiculados na imprensa, pois é comum escutar nos ônibus que rodam no trecho o testemunho de pessoas vítimas dos assaltos e não há, sequer, uma uma ação preventiva dentro dos coletivos no trecho. Boletins de ocorrência são realizados mas o custo do traslado das viaturas parece ser maior que o prejuízo psicológico e material que os cidadãos sofrem.

As principais linhas urbanas afetadas possuem os seguintes códigos: 026, 226, 609, 610, 613, 670 e principalmente a 660-Conj. Palmeiras/Centro.

Fonte: MOB Ceará

3 comentários:

cleiton disse...

Obrigado equipe mob por abordar esse assunto em sua matéria.

Evelano Oliveira Da Silva Evelano disse...

Parabéns Mob Ceará pelas informações, a um mês atrás o veículo de prefixo 35625 da 026 , fizeram um verdadeiro arrastão por volta das 15:00 , graças a Deus eu escondi o meu celular, entre a cadeira e a parede do ônibus ...

Demyson Ernesto disse...

Boa matéria, porém a população também tem culpa por não ficar registrando B.O

Tradutor