MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Ranking das frotas mais novas do metropolitano Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Morre aos 90 anos Paulo Bellini, fundador da Marcopolo

O presidente emérito da Marcopolo, Paulo Bellini, morreu na manhã desta quinta-feira (15). O fundador da fabricante de ônibus de Caxias estava internado no Hospital da Unimed desde a semana passada com uma infecção. O velório será no Memorial São José em Caxias do Sul, mas ainda não há confirmação do horário de início.
 
O presidente da companhia completou 90 anos no mês de janeiro, quando reuniu mais de 800 convidados nos pavilhões da Festa da Uva. Em agosto do ano passado, para comemorar o aniversário de 67 anos da Marcopolo, Bellini também participou da inauguração do espaço memória Valter Gomes Pinto, que homenageou o outro sócio da empresa. Valter Gomes Pinto morreu aos 81 anos, em 2013.

Neto de imigrantes italianos, Bellini fundou em 1949 a empresa com um grupo de 17 colaboradores. Das primeiras carrocerias em madeira, que levavam 90 dias para serem fabricadas, foi pioneiro em um novo segmento da indústria automotiva. Os chassis eram próprios para caminhões na época.

Na década de 1960, a empresa ingressou no mercado exterior e realizou a primeira exportação de ônibus brasileiros, para o país vizinho Uruguai. Ainda na década de 60, foi lançado o modelo Marcopolo e o sucesso alcançado fez com que, em 1971, a empresa adotasse o nome Marcopolo.
 
Nos anos 1990, a Marcopolo iniciou o programa de internacionalização e passou a abrir fábricas fora do Brasil.  Atualmente, a empresa tem unidades em 12 países, além de seis fábricas no Brasil.

Paulo Bellini introduziu nas unidades da empresa na Serra Gaúcha o sistema de produção Marcopolo, focado na valorização e no aperfeiçoamento dos colaboradores para produção em larga escala de “ônibus customizados”, como ele mesmo definiu: uma grande alfaiataria, onde o chassi é a calça, e a carroceria, o paletó. No ano passado, Bellini comemorou os 30 anos do Simps (Sistema Marcopolo de Produção Solidária) e Sumam (Sugestões de Melhoramentos do Ambiente Marcopolo), tendo também como base o Sistema Toyota de Produção.

O Simps surgiu em 1986 depois que Paulo Bellini, atualmente presidente do Conselho de Administração da Marcopolo, viajou ao Japão com um grupo de empresários caxienses com o objetivo de conhecer a filosofia de administração e de produção utilizadas naquele país.

Repercussão
 
O vice-presidente de Indústria da Câmara da Indústria Comércio e Serviços de Caxias (CIC), Carlos Zignani, que foi CEO da Marcopolo entre 1996 e 2000 e trabalhou por 33 anos na companhia, lamentou a notícia da morte de Bellini.

"Paulo Bellini é um ícone de Caxias, para a industrialização de Caxias do Sul, principalmente na área de veículos pesados. Contribuiu para a introdução de Caxias do Sul no mundo. Hoje, a Marcopolo exporta para mais de 30 países", disse Zignani.

O presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias e Região (Simecs), Reomar Slaviero, destaca a inteligência estratégica de Bellini que, segundo Slaviero, fez a Marcopolo ser o que é hoje. O presidente do Simecs também destaca a paixão que Bellini tinha pela SER Caxias.

Vice-presidente de Relações Institucionais da Marcopolo, José Antônio Fernandes Martins,  conheceu Bellini em 1965 durante um voo em que também estava o irmão Dorval Nicola. Bellini acabou transportando ferramentas de Martins para Porto Alegre e foi o início de uma amizade e uma relação profissional duradoura.

"Ele foi uma pessoa exemplar, que se dedicou de corpo e alma para a empresa", destacou o vice-presidente.

Martins conversou pela última vez com o fundador da companhia no hospital, mas disse que eram frequentes os encontros na Marcopolo, pois até cerca de um mês Bellini continuava indo à fábrica.

Biografia
 
Nascido em 20 de janeiro de 1927, em Caxias do Sul, Paulo Bellini era filho dos descendentes italianos Alberto e Ermelinda Segalla Bellini. Casado com Maria Célia, já falecida, teve três filhos, James Eduardo, Mauro Gilberto e Paulo, conhecido como Paulinho.

Iniciou suas atividades em 1949, quando participou da constituição da Carrocerias Nicola (hoje Marcopolo).

Bellini exerceu suas funções em diversos setores da empresa, fazendo serviços de contabilidade, caixa, compras, recursos humanos, atendimento a clientes, fornecedores e bancos.

Premiações Recebidas
 
Recebeu vários prêmios e homenagens de diversas entidades locais e nacionais, como  o Homem do Aço da Associação do Aço. Também foi presidente da CIC – Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul.

Fonte: Portal ClicRBS Gaúcha

Nenhum comentário:

Tradutor