MOB visita Viação Princesa e as duas garagens da Vega Mercedes-Benz domina 84% do sistema urbano de Fortaleza A história mais recente da linha 200 Costa Verde vende Ideales e padroniza com G7 Volvo ganha representatividade em Fortaleza Recorde o carro 48 da Viação Paraipaba MOB Ceará realiza visita técnica na Cequip

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Ônibus incendiados chegam a 22 e cobrador tem corpo atingido pelo fogo

O sistema de transporte urbano amanheceu perdendo mais 5 ônibus por conta dos incêndios provocados por criminosos.


O primeiro ônibus foi queimado por volta das 9:30 horas da manhã, no bairro Vila Velha. O ônibus da Vega de prefixo 35932 fazia a linha 221-Vila Velha/Rio Mar e teve perda total. Logo em seguida, o ônibus da Via Urbana de prefixo 30329 da linha 907-Castelo Encantado/Centro também foi incendiado, sendo impossível a sua recuperação.


Logo com alguns minutos, um outro ônibus da Vega foi incendiado, no bairro Padre Andrade. O micrão de prefixo 35130 também teve perda total. Após esse incêndio, o carro de prefixo 19325 da Fretcar e o 26049 da Maraponga também foram queimados. O cobrador da Fretcar, por possuir deficiência física, teve mais complicações de sair do ônibus em chamas, tendo queimaduras de 3° grau em seu corpo. Até o momento, o trabalhador está passando bem.


Durante toda a tarde de hoje, helicópteros da policia sobrevoaram a capital cearense na busca de suspeitos. Alguns ônibus que fazem linhas consideradas perigosas foram recolhidos após meio dia. As linhas que ligam os terminais ao centro ou a outros terminais se mantiveram em operação, mesmo com baixa demanda. Na Messejana, a maioria das linhas da periferia não tinham ônibus em circulação. Algumas empresas substituíram seus veículos equipados com ar-condicionado por ônibus mais velhos, para evitar maiores prejuízos.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

5 comentários:

Lauro disse...

Que falta de governo falta atitude falta coragem falta Boa vontade do que adianta a polícia andando de Toyota se se o governo e frouxo São da toca toma atitude.

Beto CCA disse...

Legislação frouxa que favorece o criminoso. E Estado omisso. Só poderia dá no que deu e no que ainda está, dando. Deus nos proteja!

MARCOS NASCIMENTO disse...

Desde que começaram os primeiros ataques à ônibus pelo Brasil se não me engano no ano de 2006 na cidade de São Paulo, o que se viu foi uma multiplicação desta ação por N cidades e capitais Brasil afora. Até SANTA CATARINA um dos mais tranquilos Estados do Brasil entrou nesta lista com CINCO ondas de incêndios criminosos em 2012 e 2013.
O curioso é que antes de 2006 o que se via era um caso ou outro e normalmente por outros motivos bem diferentes e que nem assim justificam tais atos.
Muito bem, ocorre que já se passaram 11 longos anos e pelo menos 1.000 ônibus ou mais foram destruídos completamente e nesse intervalo de tempo um projeto parado no congresso nacional que tipifica como ato terrorista: incendiar ônibus e outros equipamentos públicos NÃO foi votado ainda e enquanto isso tantas outras leis que ampliam o número de penas para criminosos diversos segue no mesmo curso, ou seja TUDO PARADO. São "apenas" 513 deputados federais. Dá para acreditar que eles votem tudo isso antes das eleições de outubro de 2018 ???

Lauro disse...

Cara esse país tá dominando por bandidos em todos os cantos do país só se fala em violência e muitos come dorme ganhando muito e nada fazem

Lauro disse...

Cara esse país tá dominando por bandidos em todos os cantos do país só se fala em violência e muitos come dorme ganhando muito e nada fazem

Tradutor