São Benedito oferece visita ao MOB Ceará Viação Penha com ótimos índices Viaje no tempo com uma miniatura da Angelim Para os amantes das relíquias, conheça nosso blog especializado MOB visita Viação Princesa e as duas garagens da Vega

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Ranking das empresas que mais contribuiram na renovação de 1998

Afim de relembrar momentos históricos do transporte cearense e alimentar o conhecimento dos leitores deste site, os busólogos do MOB trazem uma pesquisa referente à renovação de frota de 1998 do setor urbano de Fortaleza, que contou com 273 novos ônibus.


Com dados com margem de erro de 0,4% para menos, a pesquisa vai apontar quais empresas mais contribuíram com a renovação do ano citado. Das 25 empresas que compunham o sistema urbano naquele momento, a lista de empresas será composta apenas pelas companhias que adquiriram veículos 0Km, sem considerar os diversos ônibus semi novos incorporados na época, seja oriundo de empresas de Fortaleza ou não.


Em 1998, apenas algumas empresas não renovaram a frota com carros novos. Algumas delas, foram recém criadas, como é o caso da São Judas Tadeu (32), que havia surgido da Cialtra no final daquele ano e que, inicialmente, operou com o código 31 ostentando o nome de fantasia da empresa vendida. Ao mudar para 32, a empresa de Frederico Lopes ainda manteve por pouco tempo o nome da Cialtra nos veículos, mudando em 1999 para Auto Viação São Judas Tadeu.



As empresas Nossa Senhora Aparecida, Viação Brasília, São Benedito, Transpenha também não renovaram com carros novos. O MOB não conseguiu confirmar se a empresa São Cristóvão ainda estava em operação naquele ano. Confira o ranking que mostra a empresa, quantidade de carros e o percentual em relação ao total de carros novos adquiridos naquele ano:

09-CTC - 50 carros - 18,3%
30-Viação Urbana - 47 carros - 17,2%
01-São Vicente de Paulo - 43 carros - 15,8%
02-Viação Fortaleza - 23 carros - 8,4%
12-São José - 16 carros - 5,8%
26-Maraponga - 12 carros - 4,4%
05-Bons Amigos - 10 carros - 3,7%
24-Irmãos Bezerra - 8 carros - 2,9%
20-Santa Maria - 8 carros - 2,9%
14-Siará Grande - 8 carros - 2,9%
03-Expresso Timbira - 7 carros - 2,6%
22-Autoviária Freitas - 7 carros - 2,6%
13-Transpessoa - 6 carros - 2,2%
18-Salete - 6 carros - 2,2%    
11-Montenegro - 6 carros - 2,2%
10-São José do Ribamar - 5 carros - 1,8%
08-Viação Angelim - 5 carros - 1,8% 
04-Cialtra/Via Máxima - 5 carros - 1,8%
25-São Francisco - 1 carro - 0,4%



Observações:

O critério de desempate usado entre as empresas marcadas na cor vermelha foi a proporção da aquisição mediante ao porte da companhia.

Já nas empresas marcadas de verde o desempate foi no ano de fabricação dos veículos, cujo 6 carros da  Freitas tinham o chassi fabricado em 1997.

Em relação as empresas que adquiriram 6 carros cada, o critério de desempate foi o peso do valor comercial das carrocerias na época.

As empresas que empataram com cinco carros, foram classificadas pelo peso das aquisições mediante ao seu porte e o valor comercial das carrocerias e chassis. O MOB está disponível para possíveis correções.

Fonte: MOB Ceará
Redação/Edição: Narcísio Santos   

Um comentário:

sergio holanda disse...

O meu Carro de Trabalho esse 10051. em 2000/2001. 🔟 851 o Carro do Sucesso no Vila União! 😎

Tradutor