MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Ranking das frotas mais novas do metropolitano Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Lançamento do Volksbus 16.180 CO em Fortaleza

No fim da década de 1980, surgiu uma enorme demanda por ônibus com maior capacidade que os tão bem sucedidos veículos com porte leve. Naquela época a única alternativa superior ao leve, era o ônibus de categoria pesado, dominado pela Scania, Volvo e, em menor fatia, pela Mercedes-Benz.

Nas ruas de Fortaleza do início dos anos 90, podia ser visto uma grande mudança na frota, que contava com vários ônibus pesados das marcas referidas acima. 

As constantes queixas do empresário com relação ao alto consumo de combustível e elevado custo de manutenção dos pesados, gerou uma nova classe de ônibus, que é sucesso até os dias de hoje. O ônibus semi pesado é uma versão intermediária entre o tipo leve e pesado, carregando as vantagens de ambos: uma maior capacidade com baixo consumo e manutenção mais simples.

Uma das marcas que apostaram no segmento semi pesado foi a Autolatina - marca criada da parceria das montadoras Ford e Volkswagen, que lançou os modelos Ford B-1618 e Volkswagen 16-180 CO.
Este último, inclusive, foi apresentado em Fortaleza em Fevereiro de 1993, como uma grande novidade no segmento de ônibus. 


O evento de apresentação do novo semi pesado "Volksbus" contou com a presença de várias autoridades, empresários frotistas de de concessionárias, e teve o propósito de apresentar as características técnicas do veículo, e as vantagens da utilização do modelo, com aplicação nos segmentos urbano e rodoviário.

A novidade foi registrada pela Jornal Diário do Nordeste, que compareceu à festa e divulgou no periódico poucos dias depois.

A unidade exposta na solenidade possuía carroceria Caio Vitória com comprimento de aproximadamente 12 metros, duas portas e acabamento mais requintado, com vidro panorâmico e calotas nas rodas.

O veículo, que era um protótipo pré-série, passou por diversas cidades no Brasil para demonstrar o novo chassi da Volkswagen Ônibus, que seria lançado em Março de 1993. 

Poucos meses após a divulgação, começaram a chegar à capital as primeiras aquisições das empresas do segmento urbano.

Uma delas foi a Transpessoa, que adquiriu duas unidades com carroceria Busscar Urbanus equipados com três portas. Os ônibus 13101 e 13102 foram renumerados depois para 13301 e 13302.


O modelo 16-180 CO foi produzido até o ano de 1998, sendo substituído pelo Volksbus 16-210 CO.

Fonte: MOB Ceará
Pesquisa: ViaCircular/Diário do Nordeste

5 comentários:

Francisco Roberto disse...

Se aproveitando da oportunidade, os chorões "empresários' de "ônibus", empestaram nossas ruas avenidas e terminais, com estes verdadeiros caminhões disfarçados de ônibus. Pouco se importando com o conforto e com a acessibilidade dos passageiros, desde os dias de hoje. Tudo com a clara conivência do poder público.

Santiago disse...

Padron de verdade e utopia em Ftza.

Santiago disse...

Essa epoca marca o fim de uma frota repleta de volvos e scanias. Coincide com inicio da Via Urbana, que impoe a precariedade da MB. E digo mais, introduziu em massa os encurtados, os tais cabritos... Lamentavel!

Gabriel Sales disse...

olha, na verdade, tinha uns transcol 16-180 aqui no espirito santo.
depois sairam de circulação há 17 anos atrás. na primeira, a viação netuno,satélite já compraram estes volks. os primeiros onibus da viação satélite,netuno de chassi vw 16-180 já foram comprados desde 1993. a história da volksbus 16-180 já faz 14 anos de lançamento.

PAULO CESAR ALMEIDA SILVA disse...

Concordo

Tradutor