MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Ranking das frotas mais novas do metropolitano Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

domingo, 13 de setembro de 2015

Dia 13: O dia de ver os ''amarelinhos da Ribamar''

Tradição: "4. Símbolo, memória, recordação, uso, hábito. (Dicionário Priberam)

Tradição é lembrar de um passado em que três símbolos de uma história recente de Fortaleza eram intimamente ligados e vistos corriqueiramente: A Empresa São José de Ribamar, com seus lendários ônibus "amarelinhos", que circulavam no Bairro de Fátima.


Todos os dia 13 do mês, muitos seguidores da igreja católica vão para a igreja de Fátima, para acompanhar as missas celebradas na igreja. Até 2012, muitos que não costumavam ter compromissos na região e visitavam o bairro no emblemático dia, tinham a oportunidade de ver de perto os ônibus mais famosos do sistema urbano de Fortaleza nas últimas décadas. 


Inspirada em um padrão original de companhias do sul do Brasil, a pintura padrão da empresa do empresário João Alberto Leite Barbosa, marcou o sistema urbano de Fortaleza, principalmente na região do bairro Vila União, São João do Tauape e Bairro de Fátima, ostentando as cores da bandeira nacional, um orgulho para o empresário, seus colaboradores e usuários.

O primeiro ônibus com a pintura padrão da empresa chegou em 1968, com carroceria Caio-Norte Jaraguá, sobre chassi LP-321, que ostentava o prefixo 01.

O design marcou época e foi mantido na empresa até o encerramento de suas operações.

Os últimos ônibus que a empresa encomendou com o referido layout, chegaram na empresa nos anos de 1995, 1996 e 1997, e operavam nos últimos anos na linha 501-Bairro de Fátima. Após meados de 1998, as empresas do sistema urbano de Fortaleza, foram orientadas a não adquirir veículos mantendo a padronização própria, e sim, a padronização oficial do sistema integrado de Fortaleza, a troncal.


Algumas empresas ainda trouxeram algumas poucas unidades, porém com poucos anos, foram repintados. Dentre as operadoras, a São José de Ribamar foi a única empresa que conseguiu manter cerca de 7,5% de sua frota, com veículos pintados em sua marca, que a mesma manteve ininterruptamente por cerca de 46 anos.

Por fim, a linha 501-Bairro de Fátima, operava com 4 dos 5 veículos ''amarelinhos'', que possuíam os prefixos 10502, 10603, 10606 e 10701.

Na madrugada, os amarelinhos também operavam em outras linhas, como o 10502, que operava na linha 033-Corujão-Circular 1 e o 10540, que era efetivo na linha 064-Corujão-Aeroporto/Benfica. Durante o dia, o 10540 ficava como veículo reserva, e as vezes era visto na linha 501, além de raramente rodar em outras linhas da empresa, em último caso.

Os 5 veículos possuíam o chassi Mercedes-Benz OF-1318 importado, sendo que alguns deles, possuíam a caixa de marcha diferenciada.

Os carros 10502, 10540 e 10603, possuíam o ronco semelhante ao OF-1618 e a primeira marcha era para trás, semelhante aos ônibus mais antigos da Mercedes-Benz, e os 10606 e 10701, possuíam ronco semelhante ao modelo OF-1620, e a primeira marcha era posicionada para cima.

No ano de 2008, o órgão gestor alterou o quadro de horários da linha 075-Campus do Pici/Unifor, e com isso, a empresa São José de Ribamar se sentiu prejudicada com alguns horários.

Como forma de protesto, a empresa retirou todos os carros novos da linha, e escalou seus carros reservas, inclusive o 10540, que operou no lugar do 10113, equipado com Ar-condicionado. A operação durou alguns dias e logo o problema foi solucionado, e a empresa recolocou seus 3 ônibus climatizados e um equipado com elevador para cadeirantes.

Os veículos foram desativados em Julho de 2012, quando a empresa encerrou suas atividades no setor urbano de Fortaleza, e ficaram marcados para a história do transporte cearense.

O MOB Ceará teve a honra de realizar o seu primeiro evento de busólogos junto à empresa, e os bons momentos vividos naqueles últimos meses antes da empresa encerrar serão guardados para sempre na memória.

Fonte: MOB Ceará

Nenhum comentário:

Tradutor