MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Saiba quantos ônibus a gigante Gontijo possui MS Turismo renova frota com Caio Solar 2013 Viação Penha se mantém com a 4ª frota mais nova João Pessoa-PB renovando a frota com Torino São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

sábado, 4 de julho de 2015

O último monobloco urbano Mercedes-Benz

O ano era 1987, quando a Mercedes-Benz do Brasil apresentava um novo produto que prometia ser o "ônibus do futuro".

Com detalhes mecânicos e de acabamento nunca visto antes em ônibus urbanos, o monobloco O-371 foi um das grandes novidades do segmento na época, trazendo a mesma áurea de revolução, provocado pelo primeiro monobloco Mercedes-Benz brasileiro, em fins da década de 1950.

Conheça nesta matéria especial do MOB Ceará, algumas curiosidades acerca do Monobloco Mercedes-Benz O-371 Urbano.


Os ônibus monobloco Mercedes-Benz começaram a ser produzidos no Brasil no ano de 1958, na fábrica de São Bernardo do Campo-SP, que já produzia os caminhões LP-321. O projeto, desenvolvido na Alemanha trazia um conceito incomum em terras brasileiras: Chassi e carroceria integrados em uma única peça. Assim, motor, suspensão, direção e outros agregados mecânicos, seriam fixados ao monobloco, tornando-se uma única peça no final.

Apesar de a Mercedes-Benz ter lançado o primeiro monobloco a ser produzido em larga escala, este não foi o primeiro monobloco nacional.

A GM, quando fabricava carrocerias para ônibus no Brasil, produziu o Coach ODC-210 nacional, na segunda metade da década de 1940.

A partir do projeto do O-321 de 1958, o monobloco da Mercedes-Benz evoluiu bastante com o passar dos anos, buscando na Alemanha o que existia de mais moderno em ônibus urbanos e trazendo para os usuários brasileiros. Modelos como o O-352, O-362 e O-364 foram lançados e utilizados largamente em diversos locais em todo o Brasil.

A última etapa ocorreu com o lançamento do modelo O-371, conforme descrito no início desta matéria. O O-371 Urbano foi lançado em três versões:

U (Urbano), com motor OM-366 de 136 cavalos;


UL (Urbano Longo), com 12 metros de comprimento, suspensão metálica, motor OM-366 LA de 184, 204 ou 210 cv e opção para duas ou três portas.


UP (Urbano Padron), com 12 metros de comprimento e duas opções de motor, OM-355/5 de 187cv e OM-355/5 A Turbinado de 238 cv. Era disponível com duas e três portas.


Versões Especiais
O-371 U movido a Gás Natural - possuía motor M-366 G, adaptado de fábrica a consumir o GNV como combustível. Foi utilizado em algumas capitais do Brasil como incentivo a produção do combustível alternativo.


Trólebus - Alternativa de propulsão ainda mais limpa, que era 100% elétrica, com emissão zero de poluentes. Alguns protótipos foram utilizados em Araraquara-SP, com motor e sistema eletrônico fabricados pela Villares.


O Monobloco O-371 em Fortaleza

Na capital cearense, o O-371 teve uma boa participação, mas nada comparado aos vários O-362 e O-364 que circulavam na cidade até meados da década de 1980 e 1990, respectivamente. Diversas empresas possuíram o modelo mais moderno e o MOB Ceará vai relacionar abaixo as empresas que já possuíram algumas unidades do Monobloco.

04 - Cialtra
Em 1991, a empresa adquiriu cinco unidades do monobloco O-371U, que tinham pintura diferenciada.


05 - Viação Bons Amigos
A empresa possuiu ao menos três unidades do O-371UP, com prefixos 05168 a 05170.


07 - Empresa Iracema
Um modelo O-371U fez parte da frota da empresa, que possuía prefixo 07144.


09 - CTC
A companhia municipal teve em sua frota um total de seis monoblocos O-371U movidos à Gás Natural Veicular. Eles ostentavam os prefixos 09113 a 09118.


17 - Empresa Nossa Senhora Aparecida
Quatro unidades do monobloco operaram na empresa, um O-371U com prefixo 17030 e três O-371UP com prefixos 17080, 17098 e 17099.

23 - Viação Brasília
A empresa possuiu pelo menos dois O-371U, com prefixos 23021 e 23025.


29 - Transpenha
Certamente a Transpenha foi a empresa que trouxe a maior quantidade de monoblocos O-371 para operar no sistema urbano. O MOB Ceará conseguiu contabilizar um total de 37 unidades do O-371UP, com prefixos 29001 a 29037.


Todos operaram com a pintura azul troncal, atendendo as especificações do sistema urbano de Fortaleza, entretanto, ao menos um deles chegou a operar por pouco tempo com a pintura predominantemente amarela e com uma faixa branca que circulava todo o ônibus.

A pintura amarela mostrada no desenho acima é herança da origem da empresa, que era oriunda do município de Vila Velha-ES, fato que pode ser visualizado pela imagem abaixo, que mostra o monobloco que futuramente operaria em Fortaleza com o prefixo 29037.


30 - Via Urbana
Pelo menos um monobloco O-371U circulou na empresa com a pintura branca e os aros dourados. Especula-se que ele seria oriundo da Empresa Iracema ou Cialtra.


Fonte: MOB Ceará

4 comentários:

André Luiz Gomes de Souza disse...

O Monobloco que a Via Urbana possuiu ela herdou da Cialtra.

Marinaldo P. D. Junior disse...

Urbano TOP! Dentro do seu segmento, foi um ônibus à frente do seu tempo, o melhor urbano que utilizei. Parabéns, excelente matéria!

apimenta disse...

A IRACEMA POSSUIU 02 UNIDADES O-371, O OUTRO PREFIXO ERA N° 169 E TAMBEM ERA FIXO NA LINHA "DOM LUIZ".

Joao Evaldo disse...

Parabéns mais o o 371u foi até hoje o melhor ônibus urbanos.

Tradutor