MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Ranking das frotas mais novas do metropolitano Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Viação Fortaleza: A mais tradicional completa 63 anos de atividades

Há exatos 63 anos, surgiu a empresa mais antiga em operação na atualidade do Sistema Integrado de Transporte de Fortaleza. A empresa que carrega em seu logotipo a nomenclatura da capital cearense, se destaca em sua modernidade, herança de várias décadas de experiência no  transporte coletivo.


Antes mesmo de sua fundação, em 20 de Maio de 1952, o nome fantasia "Auto Viação Fortaleza" já era estampado em algumas caminhonetes pertencentes ao Sr. Alonso Herculano Barroso desde meados da década de 1940.

Na data supracitada, a empresa foi fundada, com razão social "Albuquerque Irmão e Cia", pelo Sr. Francisco de Albuquerque Lima, após adquirir a concessão da linha "Campo de Aviação", atual Aerolândia. A empresa operou inicialmente com oito veículos, sendo que dois deles pertenciam a Alonso Herculano. 


Aos poucos a empresa cresceu e ganhou o direito de operar em novas linhas, como, por exemplo, Djalma Petit e Dias Macedo, com suas caminhonetes construidas artesanalmente sobre chassis de caminhão movido à gasolina.


As caminhonetes vistas acima eram comuns na época, não só na Auto Viação Fortaleza, mas nas diversas empresas que operavam nas precárias linhas urbanas entre as décadas de 1950 a 1970.

Para modernizar sua frota na década de 1960, a empresa adquiriu seus primeiros ônibus movidos à diesel com chassi Mercedes-Benz, com carrocerias construidas no Recife e outras cidades das Regiões Sul e Sudeste do Brasil.


O crescimento da área de atuação da empresa continuava com a operação nas linhas Alto da Balança, Cidade dos Funcionários e Jardim das Oliveiras.

Com o propósito de modernizar ainda mais a sua frota, a empresa marcou sua história ao ser uma das primeiras companhias a utilizar em sua frota os luxuosos ônibus monoblocos Mercedes-Benz. Na época, poucas empresas possuíam o modelo monobloco: Entre outras vale destacar São Cristóvão, Autoviária São Vicente de Paulo, Vale do Jaguaribe (com uma versão rodoviária), além da Auto Viação Fortaleza.


A década de 1970 representou mais uma etapa no crescimento da área de atuação da empresa, que passou a operar na Região do Montese, após adquirir, em 1972, a concessão da linha do bairro, que era operada pela Viação Montese. Em 1973, a empresa incorporou a Viação Silvano, que operava nas linhas Vila Sarita e Montese.


Nesta década, a Auto Viação Fortaleza adquire a segunda geração de monoblocos Mercedes-Benz: O modelo O-362, que atuava nas linhas Aerolândia, Cidade dos Funcionários e Dias Macedo, entre outras.

A terceira geração dos monoblocos foi incorporada à frota da empresa na década de 1980, foram adquiridos vários ônibus O-364, a exemplo de várias empresas da capital.


No final da década, a empresa experimenta em sua frota o chassi Scania K-112, quando estava prestes a acontecer mudanças no corpo gestor da empresa, bem como sua identidade visual. O primeiro e único Scania da frota da empresa tinha carroceria Marcopolo Torino.


Uma forte mudança ocorreu na empresa no início da década de 1990, após a admissão do grupo empresarial Jacob Barata ao corpo acionário da Auto Viação Fortaleza.

Com os novos sócios, a Auto Viação Fortaleza ganhou novo fôlego. Nesse período houve uma grande renovação de frota, e foi inaugurada em 1993 uma nova identidade visual, que, segundo a empresa, remete as nuvens, o céu, o sol, o mar e o povo.

A utilização inicial da pintura ocorreu em algumas unidades 0km do Ciferal Padron Rio, equipados com chassi Mercedes-Benz OF-1618.

Aos poucos, os ônibus da frota da empresa que tinham a pintura antiga, ganharam a nova identidade e novos ônibus foram adquiridos também com a nova pintura.


Em 1996, houve uma cisão parcial da Auto Viação Fortaleza, o que resultou no surgimento da Auto Viação Fortaleza Filial, que, tempos depois, ganhou o nome de Viação Urbana Ltda, ou simplesmente, Via Urbana.

Após a cisão, a Auto Viação Fortaleza transferiu para sua filial a maioria das linhas que ela havia adquirido da Empresa Iracema, como por exemplo: Av. Dom Luiz; Varjota e Serviluz.


Ainda naquele ano, a Auto Viação Fortaleza recebeu, pela primeira vez na sua frota, os ônibus da fábrica catarinense Busscar. Os primeiros veículos, em um total de 19 unidades (02600 a 02618), eram equipados com chassi Mercedes-Benz OF-1620 e tinham apenas duas portas.

A empresa adquiriu ainda mais cinco unidades com características de carroceria e chassi idênticos aos anteriores, sendo que tinham três portas e a pintura era azul troncal.


Em 1997, foram adquiridos os últimos ônibus com a tradicional pintura da empresa.

Nesse ano chegaram 35 trinta ônibus, com carroceria Busscar Urbanus e, o até então inédito, Ciferal Padron Cidade, todos com chassi Mercedes-Benz OF-1620.


Após 1998, todos os ônibus novos já tinham, na sua pintura, o padrão determinado pelo Sistema Integrado de Transporte. 
Em 1999 a Viação Fortaleza foi uma das primeiras companhias a adquirir o recém lançado modelo Turquesa, da montadora carioca Ciferal. Inicialmente foram adquiridos quatro veículos, que foram escalados na linha 322-Granja Portugal. 

No ano 2000, a empresa apostou em uma nova tecnologia, e adquiriu quatro ônibus com motorização eletrônica e menos poluente ao meio ambiente.
Os carros que possuíam os prefixos 02020 ao 023, eram montados sobre chassi Mercedes-Benz OF-1417.
Em 2002, ano em que a Auto Viação Fortaleza completou 50 anos de fundação, a empresa estampou em seus ônibus um símbolo alusivo as comemorações do cinquentenário.  


A empresa fez a maior aquisição de ônibus usados em Fortaleza em um mesmo ano, foram adquiridos um total de 37 ônibus com idade média de 2 a 3 anos de uso. A compra se deu entre o final de 2003 e o começo de 2004. Os ônibus reduziram drasticamente o consumo de combustível da empresa e retirou de circulação todos os carros com ano de fabricação 1997.


No final de 2004 a empresa adotou um novo logotipo: A logo das jangadinhas não durou muito tempo, pois em 2007 surgiu o novo e atual logotipo.

Em 2007, a Viação Fortaleza foi a primeira empresa a experimentar o destino auxiliar eletrônico na dianteira, no carro 02732 com chassi Mercedes-Benz OF-1418.


O teste foi aprovado, fazendo com que a empresa adquirisse mais 21 unidades com o equipamento no ano de 2008.

Após estas aquisições, outras empresas, como a São José e Via Urbana, adquiriram alguns ônibus equipados com o destino auxiliar eletrônico.

Em 2008 a empresa conseguiu deixar a sua frota de ônibus grandes 100% composta por ônibus de motores eletrônicos, o que a deixou caracterizada como a frota mais moderna de Fortaleza.


Em 2009 fez a única aquisição de um veículo com chassi OF-1218, foi o 02933, que logo foi vendido pra São José.


A empresa foi a primeira a possuir na sua frota um ônibus com a tecnologia BlueTec 5, que reduz a emissão de poluentes do escapamento através da utilização do aditivo Arla-32. O veículo de prefixo 02218 possui chassi Mercedes-Benz OF-1721 Euro 5.


Atualmente, a empresa conta uma ampla garagem no bairro Cajazeiras e uma frota de 215 veículos, com excelente idade média.

Além de sua frota, que se destaca por ser uma das mais novas da cidade, a empresa possui diversos projetos sociais e ambientais, como a escola de cobradores e motoristas; programas de melhoria contínua do ambiente de trabalho; treinamentos; reciclagem de lixo e óleo e; uso racional de água.


Estas são ações que mostram que tradição e modernidade podem andar juntas, colaborando para que a empresa se torne cada vez melhor aos usuários.

Parabéns, Viação Fortaleza!

Fonte: MOB Ceará/ Banco de Dados - Cepimar
Colaboração: Francisco Souza

Fonte: MOB Ceará

Um comentário:

santiago disse...

Reduziu combustível e de quebra conforto. Início dos anos 2000, pior época com o reaproveitamento dos usados cariocas. 63 anos depois e somente um Brt. Triste....

Tradutor