MOB Ceará participa de reportagem acadêmica sobre busologia Ranking das frotas mais novas do metropolitano Conheça a nova linha da Busscar Veja a lista dos ônibus mais geladinhos de Fortaleza. Concorda? Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Pernambucana; 60 anos de historia

Uma história cheia de desafios e conquistas, estas são as palavras que marcam o início da Viação Pernambucana. No início da década de 50, o Sr. José Gonçalves de Oliveira, fundador da Empresa, possuía um caminhão que fazia o comércio de peles e couros da cidade do Crato-CE para Ouricuri-PE e vice-versa. Não demorou muito para perceber um alto fluxo de agricultores, comerciantes e estudantes da região de Pernambuco para o Cariri, que era transportado na carroceria do caminhão em cima da carga, daí veio à ideia de melhorar a estrutura do caminhão para melhor acomodar os passageiros. 

Em 1958 associou-se aos seus irmãos Antonio Gonçalves de Oliveira Neto e José Hilário de Oliveira, para expandir os negócios. No ano de 1965 foi adquirido o primeiro ônibus com bagageiro em cima, com a finalidade de melhor atender os passageiros e ao mesmo tempo, transportar as mercadorias dos comerciantes que vinham de Pernambuco com seus produtos. Mal sabia os seus fundadores, que este seria apenas o começo de uma grande história, que iria se expandir e trazer desenvolvimento para as regiões dos dois estados.

No dia 20 de setembro de 1988, a Viação Pernambucana recebe a certificação da EMBRATUR para atuar na área de transporte Turístico, a partir daí, uma nova história começa a ser construída, e assim, a empresa vai se fortalecendo também na área do fretamento.

Quem pensa que a Pernambucana somente atuou no transporte rodoviário está enganado, o transporte municipal da cidade do Crato foi feito pela empresa até o ano de 1997, quando o seu sócio, o Sr. Antonio Gonçalves de Oliveira, decide sair da sociedade recebendo 13 linhas estaduais, nas quais ligavam Juazeiro do Norte para várias cidades do sul do Ceará, e 5 municipais, correspondendo a cidade do Crato. Aproveitando estas linhas, o Sr. Antonio Gonçalves decide fundar a extinta Transceará, que até o ano de 2009 realizou operações.
60 anos se passaram, e a VIPETTUR (Viação Pernambucana Transporte e Turismo) segue como sendo uma das principais empresas do transporte rodoviário do Ceará. Em comemoração a estas 6 décadas de história, a empresa realizou a poucos meses uma renovação surpreendente, adquirindo 6 novos ônibus da carroceria Comil, sendo 4 modelos Campione 18-330 OT Euro V, com terceiro eixo adaptado, e 2 Campione 17-230 OD Euro V, para circularem nas linhas Juazeiro do Norte x Juazeiro da Bahia, e atuarem na área de Fretamento e Turismo.
Atualmente a frota é composta por vinte e nove veículos com a idade média aproximada de 4 anos. Destacam-se na região em função da sua preferência pelas carrocerias Comil, com variação dos modelos entre micro ônibus (Piá) até o rodoviário (Campione 3.45 e 3.65), sendo todos equipados com ar-condicionado, poltronas semi leito e toalete. 

Além dos mesmos, há também cinco Mascarellos modelo Gran Flex, convencional, destinados as linhas de curta distância e conhecidas por serem do tipo “para-para”. Tendo uma forte preferência pela encarroçadora gaúcha, outra característica é que toda a sua frota é composta por ônibus com motorização Volkswagen/MAN, com chassis que variam do leve 9-150 até a mais recente aquisição: rodoviário 18-330 OT Euro V, motor traseiro, com terceiro eixo adaptado, juntamente com as unidades do 15-190 e do 17-230, predominante na empresa.

Acompanhe abaixo a relação com a numeração e motorização de todos os veículos que fazem parte da frota da empresa:

Comil Piá Volkswagen 9.150 EOD / Veículos: 249, 251, 255 257.

Comil Campione 3.65 Volkswagen 18.310 OT / Veículo: 245.

Mascarello Gran Flex Volkswagen 15.190 OD / Veículos: 263, 265, 267 e 269.

Mascarello Gran Flex Volkswagen 17.230 EOD / Veículos: 271 e 273.

Comil Campione Vision 3.45 Volkswagen 17.230 EOD / Veículos: 275, 277, 279 e 281.

Comil Campione 3.45 Volkswagen 17.230 EOD / Veículos: 283, 285, 287, 289, 291, 293 e 295.

Comil Campione 3.45 Volkswagen 17.230 OD Euro V / Veículos: 297, 307 e 309.

Comil Campione 3.65 Volkswagen 18.330 OT Euro V / Veículos: 299, 301, 303 e 305.

Uma curiosidade que sempre é tida pelo busólogo, é com respeito a pintura da empresa, e durante a entrevista, o Sr. Junior Gonçalves (Diretor Executivo da empresa), nos revelou que a atual padronização da frota refere-se à fase pela qual a mesma sofreu uma cisão, havendo uma divisão entre a sua sociedade, onde se iniciou uma parceria junto a Comil, que cedeu sugestões para uma nova pintura e foram expostas a votação pública. O padrão escolhido veio com uma homenagem a seus usuários, pois é uma representação dos estados do Pernambuco e Ceará, na parte principal do desenho, e os traços representam todas as cidades que a empresa atende nas respectivas regiões.

A Viação Pernambucana dispõe de um quadro de funcionários composto por 78 pessoas empregadas de forma direta, porém, com o quadro geral de colaboradores, é cerca de um ônibus para cada 5 pessoas, que se dedicam diariamente nos serviços prestados pela empresa.

A empresa atende os seus passageiros nas respectivas linhas diárias:

Juazeiro do Norte x Juazeiro da Bahia via Milagres
Juazeiro do Norte x Juazeiro da Bahia via Exu
Juazeiro do Norte x Araripina
Juazeiro do Norte x Ouricuri
Juazeiro do Norte x Bodoco

Outro segmento que vem ganhando bastante destaque na empresa pela qualidade que é prestada está no setor de fretamento e turismo, dispondo de uma das frotas mais modernas da região sul do Ceará, a qualidade e as opções oferecidas na hora de se utilizar destes serviços fazem com que a Pernambucana venha se tornando uma das pioneiras neste setor. 

A equipe MOB Ceará, aproveita o espaço para parabenizar toda a equipe desta bela empresa, que no decorrer destes 60 anos de estrada, vem conquistando muitos admiradores e passageiros, e desde já, também agradece também pela recepção e atenção na qual tiveram com os busólogos. 

Fonte: MOB Ceará
Reportagem: Davi Salomão (Representante MOB Ceará no Cariri)
Colaboração Arley Santos.

Nenhum comentário:

Tradutor