MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Ranking das frotas mais novas do metropolitano Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Pernambucana; 60 anos de historia

Uma história cheia de desafios e conquistas, estas são as palavras que marcam o início da Viação Pernambucana. No início da década de 50, o Sr. José Gonçalves de Oliveira, fundador da Empresa, possuía um caminhão que fazia o comércio de peles e couros da cidade do Crato-CE para Ouricuri-PE e vice-versa. Não demorou muito para perceber um alto fluxo de agricultores, comerciantes e estudantes da região de Pernambuco para o Cariri, que era transportado na carroceria do caminhão em cima da carga, daí veio à ideia de melhorar a estrutura do caminhão para melhor acomodar os passageiros. 

Em 1958 associou-se aos seus irmãos Antonio Gonçalves de Oliveira Neto e José Hilário de Oliveira, para expandir os negócios. No ano de 1965 foi adquirido o primeiro ônibus com bagageiro em cima, com a finalidade de melhor atender os passageiros e ao mesmo tempo, transportar as mercadorias dos comerciantes que vinham de Pernambuco com seus produtos. Mal sabia os seus fundadores, que este seria apenas o começo de uma grande história, que iria se expandir e trazer desenvolvimento para as regiões dos dois estados.

No dia 20 de setembro de 1988, a Viação Pernambucana recebe a certificação da EMBRATUR para atuar na área de transporte Turístico, a partir daí, uma nova história começa a ser construída, e assim, a empresa vai se fortalecendo também na área do fretamento.

Quem pensa que a Pernambucana somente atuou no transporte rodoviário está enganado, o transporte municipal da cidade do Crato foi feito pela empresa até o ano de 1997, quando o seu sócio, o Sr. Antonio Gonçalves de Oliveira, decide sair da sociedade recebendo 13 linhas estaduais, nas quais ligavam Juazeiro do Norte para várias cidades do sul do Ceará, e 5 municipais, correspondendo a cidade do Crato. Aproveitando estas linhas, o Sr. Antonio Gonçalves decide fundar a extinta Transceará, que até o ano de 2009 realizou operações.
60 anos se passaram, e a VIPETTUR (Viação Pernambucana Transporte e Turismo) segue como sendo uma das principais empresas do transporte rodoviário do Ceará. Em comemoração a estas 6 décadas de história, a empresa realizou a poucos meses uma renovação surpreendente, adquirindo 6 novos ônibus da carroceria Comil, sendo 4 modelos Campione 18-330 OT Euro V, com terceiro eixo adaptado, e 2 Campione 17-230 OD Euro V, para circularem nas linhas Juazeiro do Norte x Juazeiro da Bahia, e atuarem na área de Fretamento e Turismo.
Atualmente a frota é composta por vinte e nove veículos com a idade média aproximada de 4 anos. Destacam-se na região em função da sua preferência pelas carrocerias Comil, com variação dos modelos entre micro ônibus (Piá) até o rodoviário (Campione 3.45 e 3.65), sendo todos equipados com ar-condicionado, poltronas semi leito e toalete. 

Além dos mesmos, há também cinco Mascarellos modelo Gran Flex, convencional, destinados as linhas de curta distância e conhecidas por serem do tipo “para-para”. Tendo uma forte preferência pela encarroçadora gaúcha, outra característica é que toda a sua frota é composta por ônibus com motorização Volkswagen/MAN, com chassis que variam do leve 9-150 até a mais recente aquisição: rodoviário 18-330 OT Euro V, motor traseiro, com terceiro eixo adaptado, juntamente com as unidades do 15-190 e do 17-230, predominante na empresa.

Acompanhe abaixo a relação com a numeração e motorização de todos os veículos que fazem parte da frota da empresa:

Comil Piá Volkswagen 9.150 EOD / Veículos: 249, 251, 255 257.

Comil Campione 3.65 Volkswagen 18.310 OT / Veículo: 245.

Mascarello Gran Flex Volkswagen 15.190 OD / Veículos: 263, 265, 267 e 269.

Mascarello Gran Flex Volkswagen 17.230 EOD / Veículos: 271 e 273.

Comil Campione Vision 3.45 Volkswagen 17.230 EOD / Veículos: 275, 277, 279 e 281.

Comil Campione 3.45 Volkswagen 17.230 EOD / Veículos: 283, 285, 287, 289, 291, 293 e 295.

Comil Campione 3.45 Volkswagen 17.230 OD Euro V / Veículos: 297, 307 e 309.

Comil Campione 3.65 Volkswagen 18.330 OT Euro V / Veículos: 299, 301, 303 e 305.

Uma curiosidade que sempre é tida pelo busólogo, é com respeito a pintura da empresa, e durante a entrevista, o Sr. Junior Gonçalves (Diretor Executivo da empresa), nos revelou que a atual padronização da frota refere-se à fase pela qual a mesma sofreu uma cisão, havendo uma divisão entre a sua sociedade, onde se iniciou uma parceria junto a Comil, que cedeu sugestões para uma nova pintura e foram expostas a votação pública. O padrão escolhido veio com uma homenagem a seus usuários, pois é uma representação dos estados do Pernambuco e Ceará, na parte principal do desenho, e os traços representam todas as cidades que a empresa atende nas respectivas regiões.

A Viação Pernambucana dispõe de um quadro de funcionários composto por 78 pessoas empregadas de forma direta, porém, com o quadro geral de colaboradores, é cerca de um ônibus para cada 5 pessoas, que se dedicam diariamente nos serviços prestados pela empresa.

A empresa atende os seus passageiros nas respectivas linhas diárias:

Juazeiro do Norte x Juazeiro da Bahia via Milagres
Juazeiro do Norte x Juazeiro da Bahia via Exu
Juazeiro do Norte x Araripina
Juazeiro do Norte x Ouricuri
Juazeiro do Norte x Bodoco

Outro segmento que vem ganhando bastante destaque na empresa pela qualidade que é prestada está no setor de fretamento e turismo, dispondo de uma das frotas mais modernas da região sul do Ceará, a qualidade e as opções oferecidas na hora de se utilizar destes serviços fazem com que a Pernambucana venha se tornando uma das pioneiras neste setor. 

A equipe MOB Ceará, aproveita o espaço para parabenizar toda a equipe desta bela empresa, que no decorrer destes 60 anos de estrada, vem conquistando muitos admiradores e passageiros, e desde já, também agradece também pela recepção e atenção na qual tiveram com os busólogos. 

Fonte: MOB Ceará
Reportagem: Davi Salomão (Representante MOB Ceará no Cariri)
Colaboração Arley Santos.

Nenhum comentário:

Tradutor