MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Ranking das frotas mais novas do metropolitano Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Linha do Dia: Fortaleza x Crateús

Hoje o quadro ''Linha do dia'' vai abordar um pouco sobre a linha Fortaleza/Crateús, uma linha que liga a capital da luz à cidade de Crateús, que possui cerca de 80 mil habitantes.
 
A linha Fortaleza/Crateús, a alguns anos atrás, era operada pela Rápido Crateús. Empresa esta que, atualmente, disponibiliza um dos mais luxuosos serviços de fretamento dentre os disponíveis na capital cearense, mas que no ano de 2009 teve que entregar suas linhas para as empresas vencedoras de uma licitação ocorrida naquele ano, e com isso, a Viação Princesa dos Inhamuns recebeu a linha em questão no quadro de hoje.


A linha possui dois itinerários, sendo que um deles vai pela cidade de Independência, ou seja, após partir de Fortaleza, segue por Madalena, Boa Viagem, Cruzeta, Independência e chega no ponto final na cidade de Crateús.

Confira os horários da linha clicando aqui:


A outra rota é via Santa Quitéria, e passa por Canindé, Santa Quitéria, Catunda, Tamboril e Sucesso, até que, finalmente, chega ao seu destino: A cidade de Crateús, no sertão dos Inhamuns.

Clique aqui e veja os horários de partida:

Fonte: MOB Ceará/ Viação Princesa

2 comentários:

fme disse...

Esse tipo de matéria é muito boa, parabéns para quem teve a iniciativa.

Contudo, a matéria em si merecia ser mais aprofundada, com mais riqueza de detalhes, de fotos...
Houve uma época em que essa linha operada pela Rápido Crateús saia de Fortaleza via Patos, um lugarejo depois da cidade de Irauçuba.

Fco. Souza

Anônimo disse...

Pelos idos dos anos da década de 1970 - 1972/1980 - quando as partidas ainda eram realizadas na Praça da Estação, duas empresas: a Rápido Crateus e Viação Horizonte, executavam as duas linhas - Fortaleza à Crateus - da primeira, via Patos; e, da segunda, via Quixadá; que depois, a segunda transferiu para a primeira, a referida linha. Portanto, os interesses, sempre foram os mesmos.

Tradutor