MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Conheça os dois hobbys que andam juntos: Busologia e Spotting Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Millennium BRT vai ser usado em Volks articulado para demonstração

A Caio encarroçou um chassi articulado da MAN/Volkswagen Caminhões e Ônibus com o modelo Millennium BRT Articulado. O ônibus será usado para demonstração pela fabricante de chassi. O modelo tem capacidade para transportar 38 pessoas sentadas, uma cadeira de rodas e 112 pessoas em pé. A carroceria tem 19 metros de comprimento e 2,6 metros de largura. Atendendo às normas atuais de acessibilidade, oferece elevador para cadeira de rodas, espaço para usuários com cadeira ou quem precisa de acompanhamento de cão guia e bancos para pessoas com deficiência física, idosos, gestantes, obesos, pessoas machucadas e recém operadas ou com crianças de colo.

O chassi é um Volkswagen 26.330 OTA articulado.

O mercado para veículos de grande capacidade deve registrar um acréscimo entre este ano e 2014 por causa dos investimentos em corredores de ônibus que são previstos nos planos de mobilidade das cidades que vão sediar a Copa do Mundo e as que contam com o PAC da Mobilidade. A Caio quer ampliar a participação neste segmento com o Millennium BRT . O ônibus é dotado de um design mais moderno, exigência do mercado nestes corredores de trânsito rápido, luzes internas e externas de LED, itinerários eletrônicos e poltronas injetadas.

É o primeiro modelo da encarroçadora paulista com a designação BRT. Este com chassi Mercedes-Benz O-500UDA

A Volkswagen/MAN também é nova no segmento de articulados e ônibus de alta capacidade e para corredores e da mesma forma quer aproveitar o momento que pode ser único. O Governo Federal passou décadas se eximindo da questão da mobilidade urbana que recaía sobre as costas de estados e municípios. Foi só a Fifa anunciar que o Brasil sediaria a Copa de 2014, que começaram as participações mais intensas do Governo Federal na área, investindo inclusive também em cidades que não vão sediar o evento mundial de futebol.
 
Após passarem a Copa e as Olimpíadas, ainda é uma incerteza se o governo continuará com vistas para a mobilidade urbana, ao menos com a mesma intensidade. Então, o momento é agora e as fabricantes sabem disso.

Fonte: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Nenhum comentário:

Tradutor