MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Conheça os dois hobbys que andam juntos: Busologia e Spotting Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Passagem de ônibus volta a R$ 2 a partir de meia-noite, diz Prefeitura

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, assinou, por volta de 12h desta sexta-feira (15), o decreto que regulamenta o retorno da tarifa de ônibus a R$ 2. A medida já vale a partir de 0h deste sábado (16), segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura.
Passagem havia sido aumentada para
R$ 2,20 no dia 12 de janeiro na antiga gestão

A Prefeitura foi notificada da decisão por meio do Diário da Justiça Eletrônico desta sexta-feira (15). O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) confirmou que o sistema de bilhetagem eletrônica já está programado para operar no novo valor, na data prevista. 

O aumento da passagem foi revogado por decisão judicial na sexta-feira (8), mas só valeria, na prática, após a notificação oficial à Prefeitura. A administração municipal havia prometido um prazo máximo de 48 horas entre a notificação e a redução do preço, mas optou por anunciar o retorno do preço antigo no mesmo dia em que ficou formalmente ciente.

A homologação da tarifa ocorreu durante assinatura de um decreto na tarde desta sexta-feira, 15, pelo prefeito Roberto Cláudio (PSB).

Confira a nota da prefeitura na íntegra:

O prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio, assinou, agora há pouco, o decreto que revoga o aumento da passagem de ônibus urbano de Fortaleza e determina que o valor volte a ser de R$ 2,00, valor cobrado até o aumento autorizado na gestão anterior. A previsão é de que esse valor de R$ 2,00 já passe a vigorar a partir da meia noite de hoje.

O decreto do prefeito tem por base a decisão do desembargador Francisco de Assis Filgueira Mendes, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), que suspendeu o aumento da passagem de ônibus de Fortaleza assinado pela gestão anterior. Logo que assumiu o cargo de prefeito, Roberto Claudio informou que iria recorrer e, por meio da Procuradoria Geral do Município, interpôs agravo de instrumento (nº 0026077-53.2013.8.06.0000) no TJCE requerendo o efeito suspensivo da decisão do Juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública, que concedeu liminar para aumentar o preço da tarifa de ônibus.

Ao julgar o recurso, o desembargador Filgueira Mendes considerou a segurança jurídica, o contraditório e a ampla defesa. “A medida se impõe como meio de resguardar a segurança jurídica e a estabilidade das relações travadas na ambiência judicial, evitando-se que as partes venham a ser surpreendidas no curso do processo com alterações indevidas que possuam aptidão potencial de prejudicar os direitos da ampla defesa e do contraditório”. 


Sindiônibus recorre

O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado (Sindiônibus) recorreu à Justiça cearense e pediu uma nova análise da decisão que suspendeu o aumento no valor da passagem na Capital. Na última quarta-feira, 13, o sindicato patronal deu entrada em Embargos de Declaração, para esclarecer alguma dúvida que possa existir acerca da decisão.

De acordo com o Sindiônibus, o motivo do pedido é que o retorno da tarifa ao valor anterior (R$ 2) trará sérios prejuízos, o que afetaria a capacidade das empresas honrarem os compromissos com funcionários, fornecedores e investimentos. 

Fonte: Diário do Nordeste/O Povo

Nenhum comentário:

Tradutor