MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Saiba quantos ônibus a gigante Gontijo possui MS Turismo renova frota com Caio Solar 2013 Viação Penha se mantém com a 4ª frota mais nova João Pessoa-PB renovando a frota com Torino São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Funcionários da São José de Ribamar realizam manifestação

Funcionários da empresa de transporte público São José de Ribamar realizaram uma manifestação em frente ao Paço Municipal, no bairro Centro. Cerca de 300 trabalhadores se concentraram no local desde o início da tarde desta quinta-feira (19). A manifestação tem como objetico tentar achar uma solução para garantir aos motoristas e cobradores da empresa melhores  garantias de emprego. 

 De acordo com o Sintro, o principal objetivo da reunião é tentar uma autorização para que a empresa possa operar por mais alguns meses até conseguir pagar todos os funcionários. Segundo informações da assessoria do Sintro, o assessor político da Prefeitura de Fortaleza, Valdemir Catanho, irá negociar com a prefeita Luizianne Lins um acordo para tentar remanejar os motoristas e cobradores da São José de Ribamar para outras empresas de ônibus. A resposta será dada em outra reunião, marcada para a próxima terça-feira (24), no Paço Municipal.

Uma reunião entre o Sintro e a prefeitura visa conseguir garantias de emprego aos trabalhadores da empresa São José de Ribamar
Atividades paralisadas

No dia 1 de julho os funcionários da empresa foram informados que as atividades teriam que parar. O contrato que a empresa tinha com a prefeitura acabaria no dia 28 de dezembro de 2013, no entanto, o prazo da licitação para explorar o serviço de transporte público foi perdido.

Desde então, ela está impossibilitada de atender as 17 linhas que cobre. No dia quatro de julho os funcionários realizaram uma manifestação em frente à garagem da empresa, localizada no bairro Vila União. O objetivo dos motoristas e cobradores era reivindicar garantias trabalhistas. De acordo com o motorista Jardelino Vale, mais de 300 funcionários estão parados.

Fonte: CNews
Foto: Ismael Bernardido

Um comentário:

Magnum Fernandes disse...

Somente interessa o retorno das operações da empresa, pois o remanejamento, sem que a empresa tenha como arcar com os custos de demissão, não iria ser útil. Para que as autoridades possam dar importancia, deveriam estes forçarem uma paralização de parte da frota que hoje circula pela cidade.

Tradutor