MOB Ceará participa de reportagem acadêmica sobre busologia Ranking das frotas mais novas do metropolitano Conheça a nova linha da Busscar Veja a lista dos ônibus mais geladinhos de Fortaleza. Concorda? Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Transporte público de Fortaleza será destaque em Campo Grande

Na quinta-feira (24), às 19h, o PT estará promovendo uma palestra sobre transporte coletivo no Comitê da Pré-Campanha de Campo Grande. Com o título "Sistema de Transporte no Município de Fortaleza - Principais Avanços e Melhorias", a diretora técnica da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Calina Bertini, estará apresentando a experiência da capital cearense com seu transporte público, atualmente um dos que possui a menor tarifa do Brasil: R$ 2,00.

O evento tem o objetivo de fomentar o debate em torno de soluções para a redução da tarifa de ônibus em Campo Grande - a segunda mais cara do País, atrás somente de São Paulo. A palestra deve apontar ações que serão incorporadas ao Programa de Governo a ser defendido pelo PT na Capital. Entre os pontos a serem abordados na palestra estão a planilha tarifária de Campo Grande, quilometragem produtiva, quilometragem improdutiva, demanda de passageiros transportada, arrecadação do sistema e controle das gratuidades.
 


Currículo

Calina Barros de Oliveira Bertini é engenheira civil graduada pela Universidade Federal do Ceará (UFC), possui MBA em Finanças pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec-RJ), Mestrado em Engenharia de Produção pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) e Doutorado em Economia pelo consórcio UFC/University of Illinois at Urbana-Champaign. 

Entrou para a Etufor em 2005, Justamente a partir de 2005, a capital cearense passou a ser conhecida nacionalmente pelo transporte coletivo de qualidade e com uma das tarifas mais baixas do País. Até fevereiro de 2011, enquanto o campo-grandense pagava R$ 2,70 pelo passe de ônibus, os fortalezenses desembolsavam apenas R$ 1,80, valor que estava congelado há quatro anos. Em abril de 2011 a tarifa foi reajustada para R$ 2,00, mas permaneceu como a mais barata do Brasil, ao lado de Brasília (com exceção da tarifa para algumas cidades satélites) e Belém. 

Fonte: MS Notícias
Foto: Acervo MOB Ceará

Nenhum comentário:

Tradutor