MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Conheça os dois hobbys que andam juntos: Busologia e Spotting Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

sábado, 26 de maio de 2012

Marcopolo quer 50% do mercado de ônibus para a Copa

A Marcopolo pretende ficar com cerca de 50% das novas encomendas de ônibus que serão feitas visando à Copa do Mundo de 2014. Segundo Paulo Corso, diretor de operações comerciais para o mercado brasileiro da Marcopolo, as encomendas totais de ônibus para a Copa devem ficar em torno de 1,5 mil a 2 mil unidades. "Pretendemos vender 50% desse total."

Corso disse que as cidades sede da Copa terão de passar por uma atualização de seus sistemas de transporte e construir corredores de ônibus. "Porto Alegre, por exemplo, já está pensando nos corredores." Ele disse, porém, que como as obras de infraestrutura para o evento estão atrasadas, os corredores só devem ficar prontos a partir da metade do ano que vem.

Conforme o executivo, essas encomendas devem começar a deslanchar no começo de 2013. Quanto à Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro, Corso acredita que deva ser aproveitada parte das melhorias em transporte feitas para a Copa. "Ainda não temos projeção (de vendas). O que pode haver é uma demanda por ônibus 'normais', não articulados."

Nesta semana, começaram a circular na cidade do Rio de Janeiro 49 ônibus Marcopolo Viale BRT. Segundo Corso, este é o primeiro sistema de BRT (ônibus articulados que trafegam em corredores) em funcionamento no Brasil dentro dos mais modernos conceitos, com integração de diferentes modais, como o metrô, já prevendo a Copa do Mundo.

O executivo informou que o valor da aquisição desses ônibus foi de aproximadamente R$ 42 milhões, e que as encomendas deste novo modelo estão em cerca de 70 unidades. Em 2012, a Marcopolo espera atingir receita total de vendas de R$ 3,6 bilhões. De acordo com Corso, as exportações a partir do Brasil devem representar entre 15% e 20% desse total.

Fonte: Agência Estado
Foto: Divulgação/MOB Ceará

Nenhum comentário:

Tradutor