REDES:

_

Brasileiro 5045: um raro G6 Volvo que operou no intermunicipal cearense Sistema urbano de Fortaleza com 100% da frota acessível Expresso Cabral comemora 65 anos com renovação de frota Vega Manaus já passa de 160 ônibus e recebe 4 Marcopolo 0km Prime Plus recebe o MOB Ceará pela primeira vez Expresso Tur apresenta seus rodoviários ao MOB Ceará

terça-feira, 20 de setembro de 2022

Média de combustível é crucial para a sobrevivência das empresas de ônibus

Nunca foi tão preocupante na história do transporte o desempenho dos motoristas de ônibus em relação a sua operação com o veículo.


No passado, quando as companhias possuíam margens obesas de lucro, raras eram as que se preocupavam com o assunto, pois o custo com combustível em relação aos outros da cadeia de manutenção da frota não era tão significativo como vem sendo nos tempos atuais.

No passado, as empresas eram oneradas com uma enorme evasão de renda, o que diminuiu nos tempos atuais, tinham veículos menos eficientes mas mesmo assim construiram patrimônios e expandiram negócios paralelos, embora houve quem mesmo assim por questões familiares e de gestão acabaram quebrando.

O MOB Ceará mostra, através de um comparativo, o quanto faz a diferença entre um motorista que trabalha disciplinado com as recomendações de seus instrutores e quem dirige sem focar na economia de óleo diesel.

Exemplo

Uma rota de linha urbana onde um ônibus com o chassi Volkswagen 17-230 OD rode 120km por dia e os motoristas consigam fazer os seguintes resultados, considerando o valor do litro a R$ 6,30

Média 2,2km/L custo R$ 343 (8918/mês)
Média 3,2km/L custo R$ 236 (6,142/mês)
Diferença R$107/dia (26 dias = R$2776)

Se o ônibus operar 26 vezes por mês na mesma tabela sem sair do mesmo par de motoristas, no comparativo, a diferença entre um e outro chegaria próximo de R$2,776, o que daria para comprar um pneu novo todo mês, ou mesmo o custeio dos impostos de um funcionário com carteira assinada. Multiplicando isso em uma frota com 120 ônibus já é mais da metade do preço de um ônibus novo à vista.


Vale ressaltar que o exemplo numérico que o MOB Ceará citou acima é apenas estimativo, uma vez que não se sabe o valor real do litro comprado pelas empresas e a diferença de consumo, na maioria dos casos, é bem mais distante do que 1 km/L.

Redação: Narcisio Santos

9 comentários:

Sérgio Ferreira disse...

A muito se fala desse gasto do combustível e hoje isso piorou pois no passado as empresas de ônibus funcionavam em regiões, hoje às garagem ficam muitas vezes distante dos bairros onde circulam e com certeza o gasto aumenta, ainda querem colocar a culpa no pobre do motorista. Mais todos nós sabemos onde está o verdadeiro culpado.

acnoca disse...

Tem motorista da 21 que faz media de mais de 4km.

Narcisio Santos disse...

Atrasado quantos minutos e em qual linha e em qual chassi?

acnoca disse...

Essa primeira media na linha grande circular com um m.b.of 1724 e faz 4.9 com um v.w.15190 em outra linha

André Régis disse...

Atrasado nada, pois temos as manhas.
Horário é excelente na linha 114.
VW 15.190

Jw disse...

Qual empresa está na frente do ranque de combustível?

acnoca disse...

Tenho 0 video do fim do dia de ontem as 17:10 com o consumo e a media.

aasj disse...

Várias vezes vi (em 2015 ) o nível do tanque de combustível na metade às 23h. Linha 076. Ex: 14503. Então 5km/l num ônibus com motor 6 cilindros é impossível. Com ou sem ar ligado.

Narcisio Santos disse...

Faz 5 nao mah tem nem perigo kkk conheço uns que se gabam por media mas so andam adiantado e colam no da frente