REDES:

_

MOB Ceará participa de passeios São José de Ribamar: a empresa extinta mais falada na busologia Marcopolo apresenta plataforma BioSafe para empresários no Ceará RCR Locação acrescenta em sua frota cearense novos Ideale 800 Horizonte Transportes inova com aquisição de ônibus 0km

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Com caixa baixo, transportadoras separam veículos para repor peças em outros

Algumas empresas de ônibus de Fortaleza adotaram uma prática muito comum no transporte público na década de 1990. Com muitos veículos sobrando, e a escassez de revenda de ônibus usados, algumas companhias estão separando dois ou três veículos para retirada de peças para fazer reposição no restante da frota.


A prática se dá em um momento delicado na economia do país, e é absolutamente normal essa estratégia para imobilizar capital sem comprometer a eficiência das operações. A Fretcar, por exemplo, separou o carro 0171941, um Marcopolo Paradiso G7 1200 com chassi Scania K310IB. A Siará Grande, por exemplo, pegou seus 3 carros mais velhos e sem elevador para PCD e está retirando as peças do chassi para repor na frota operante.


No caso da Siará Grande, os carros 14901, 902 e 905 são de ano 2008/2009 e podem ser recuperados para revenda assim que o transporte público melhorar. O MOB Ceará acredita que estes citados não devem mais voltar a operar, e já podem considerar como desativados, caso que difere do veículo da Fretcar que ainda tem pouco tempo de idade.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcisio Santos

0 comentários: