REDES:

_

MOB Ceará participa de passeios São José de Ribamar: a empresa extinta mais falada na busologia Marcopolo apresenta plataforma BioSafe para empresários no Ceará RCR Locação acrescenta em sua frota cearense novos Ideale 800 Horizonte Transportes inova com aquisição de ônibus 0km

terça-feira, 11 de agosto de 2020

Com saídas do Ceará, Empresa Gontijo tem 16 linhas paralisadas

A Empresa Gontijo de Transportes operava diversas linhas com partidas do estado do Ceará. Atualmente, a empresa do Sr. Abílio conta com 16 linhas inoperantes.

O MOB Ceará consultou o site da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e apresentará os mercados paralisados. Confira na imagem a seguir quais são os mercados.



Fonte: MOB Ceará
Redação: Nemezio Neto

10 comentários:

Tales Henrique disse...

Eu acho que a empresa deveria reabrir essa linha nunca ouvir falar Fortaleza x picos via Quixadá

Tales Henrique disse...

Eu acho que a empresa deveria reabrir essa linha nunca ouvir falar Fortaleza x picos via Quixadá

Unknown disse...

Os ônibus tá sendo higienizado em cada viagem

Nao disse...

nao nada disso

Unknown disse...

Se vao mesmo parar,eu gostaria de comprar um ônibus usado dessa empresa, pois me falaram que sao carros de primeira

Nao disse...

ue procura a empresa

xikim disse...

Dois (2) fatos: o porque NÃO fizeram para todas as linhas da Gontijo; bem como, compare as Datas - Autorização e Cancelamento - algumas, muito próximas!!!!! - a primeira da Lista, é uma delas!!!!!!

xikim disse...

ANTES, Compreenda, que o prefixo 03-0915-00 Fortaleza – Floriano, via Icó – Autorizada ago1978 e Cancelada nov2015
no jornal Correio do Ceará, do dia 02 de março de 1951 -p.5-, esse trajeto era percorrido pela Viação Picos, via Icó et Iguatu, onde realizava o pernoite, para no dia seguinte seguir em direção à Campos Sales, “km 60” (lugar, no Piauí, ainda hoje conhecido por essa denominação), e então chegar a Picos. As viagens partiam de Fortaleza, às 5ª feiras, às 6:30 horas; chegando, também em Fortaleza, às 2ª feiras, às 20 horas.

TODAVIA, antes de tudo isso, deve-se saber que é a empresa Expresso Vale do Jaguaribe, segundo dado mais antigo – informação colhida no Anuário do DNER, 1974, (órgão responsável pelo Transporte Interestadual, à época) Autorizada à linha Fortaleza - Floriano, via Icó, Iguatu et Picos; que em 1979 é a Empresa Viação Bonfinense, e em 1983 desta, é registrada para a Empresa Gontijo de Transportes. Sendo que, após o registro Bonfinense, a referida linha – Fortaleza – Floriano, passou também a circular via Quixadá et Canindé, bem como, uma rota, só até Picos.

ENQUANTO, o prefixo 03-0742-00 Fortaleza – Picos, via Quixadá – Autorizada fev1984 e Cancelada nov2015
no acima referido Anuário do DNER, o primeiro registro constado, em 1980, para a Organização JG Costa et LG Costa (os irmãos Ludgero et José Guilherme) com a fantasia Empresa Redenção, na linha Fortaleza – Picos.

xikim disse...


Acrescente um fato, algo NÃO conhecido na atualidade; qual seja, a Viação Varzealegrense, desde a década 1950/1960, já corria em algumas ocasiões, a linha Iguatu – São Paulo, via Rio, como sempre fez na constituição da empresa, desde a cidade do Crato.
Então, já pelo final da década de 1970, a linha foi prolongada de Iguatu para Quixadá, cumprindo a mesma rota; TODAVIA, como ouvi de um cidadão, em Fortaleza, que existia no Ceará, mais donos de ônibus que empresa, à época, desse feito, havia uma linha – da empresa Divino Espírito Santo – que corria, de Quixadá para Morada Nova (dúvida??) e depois até Limoeiro do Norte. E, esse trajeto foi incorporado pela Viação Varzealegrense, pois, lhes era bastante interessante à época – servia para arrebanhar passageiros para São Paulo, haja vista, muitas das rotas diretas, ainda NÃO eram autorizadas; completando, no que, a mesma Varzealegrense, depois, conseguiu outra rota intermunicipal - foi acrescentada - entre Quixadá até Sobral. Com a compra pela Gontijo, tornou interestadual – todo o trajeto, a partir de Sobral.
A disputa foi completada, quando a Real Caririense, do grupo Itapemirim, conseguiu no Ceará, a rota Crato/Juazeiro, Iguatu, Canindé até Sobral – a disputa pelas extremidades.
O que, de outro modo, os documentos em que órgãos do Poder Público estadual, analisava a economia local, quando dimensionava o Transporte no Ceará, só apresentava dados da empresas locais, mesmo considerando, que já havia outra rotas autorizadas para cidades do Estado, sendo de outra origem – como exemplo, Recife para o Crato; de Maceió para o Crato; de Natal para o Crato et, também de Natal para Fortaleza – LEIAM, que a Autorização de Crato para Caicó et Natal, têm a mesma data jun.1984, que era de uma empresa criada em Caicó – a Viação Princesa do Seridó. A mesma Progresso, atualmente, de Maceió para o Crato, já correu ônibus na década de 1960, no que desistiu e repassou para outrem, até retomar – assim como fez a Expresso de Luxo, quando desistiu da rota Fortaleza – Parnaíba, para à época Viação Horizonte, até retornar para a mesma LUXO.

xikim disse...

BEM COMO, havia, também, outras, quais sejam, de Teresina para Crateús, pela empresa Campelo et Barroso, por rotas distintas; para São Benedito, pela empresa Livramento, que depois foi adquirida pela Itapemirim; para Iguatu, via Campos Sales, pela Miguel Leal, que depois foi adquirida pela Ipu-Brasília, e dessa então, para a Timbira.