REDES:

_

Novos LD's da Satélite Norte são conferidos por busólogos cearenses Ceará Diesel enfatiza DD's da Marcopolo e Busscar em Happy Hour Neuri Tur convida busólogos para aproximação Sindiônibus convida MOB Ceará para conversa sincera sobre mobilidade urbana MOB Ceará visita as instalações da Ferrari JG - Marcopolo MOB confere novos micros e rodoviários da Princesa

quinta-feira, 5 de março de 2020

Expresso Asa Branca 467: conheça o atual paradeiro deste Busscar

O MOB Ceará, com o objetivo de manter o seu leitor sempre atualizado, traz o atual paradeiro de um dos veículos que fizeram parte da frota da saudosa Expresso Asa Branca. O Busscar El Buss 340 é montado sobre o chassi 17-230 EOD da Volkswagen. O ônibus que foi fabricado no ano de 2007 operou pouco pela Expresso, visto que pouco tempo depois, houve a licitação. O veículo recebeu o número de ordem 5322467 e foi registrado na capital cearense pelo busólogo Márcio Alves Pimentel.


Após a licitação, o Busscar foi repassado a empresa Viação Caparaó que possui sede na cidade de Manhuaçu, no estado de Minas Gerais. Na empresa, o ônibus operou ainda com a pintura da Expresso Asa Branca, porém recebeu o prefixo 2820.


Atualmente, o ônibus pertence a empresa paulista União do Litoral, onde ostenta o número de ordem 5660. O último registro do veículo foi feito pelo busólogo Adailton Cruz, na cidade de Aparecida (SP), onde o mesmo estava operando no turismo.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Nemezio Neto

9 comentários:

  1. Eita lembrei agora da Expressul !!!
    Axho que essa pintura originalmente era da Expressul.

    ResponderExcluir
  2. saudade dessa época
    ipu brasilia rapido crateus transcrateus horizonte Canindé rapido limoeiro transceara rapido juazeiro. hoje só essa megera Guanabara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desde que o Grupo Guanabara do mafioso carioca, Jacob Barata. Pois seus pés e garras sujas, na Empresa Auto Viação Fortaleza. Bem no início na década de 90. Estranhamente os ônibus pesados começaram a sumir das ruas de Fortaleza. A começar pela a sua própria Viação Fortaleza. Que fez sumir seus, exclusivos, Ciferais Padron Rio MB 0-371 UP. Das avenidas de nossa capital. Dando seu mau exemplo as demais empresas do sistema. Que decidiram fazerem o mesmo. Aí está a causa primeira de só vermos caminhÔnibus em nossas avenidas. E no setor rodoviário também seus efeitos. Onde a empresa do mesmo nome do grupo. S u s p e i t a m e n t e teve e ainda tem supremacia quase que total no setor. Deste que este funesto grupo empresarial carioca. Entrou no nosso estado. A qualidade do transporte urbano e até rodoviário, segundo conhecidos meus. C a i u vertiginosamente. Tomara que futuramente outros grupos possam atuar no nosso estado. Para poder q u e b r a r o quase monopólio do Grupo Guanabara e melhorar a qualidade do serviço!

      Excluir
  3. quase monopólio, não é monopolio total

    ResponderExcluir
  4. É d a í cara! Tu vai me dizer que este quase monopólio do grupo Guanabara. Não está prejudicando a qualidade do serviço prestado a nós usuários?

    ResponderExcluir
  5. Só se eu fosse um analfabeto funcional como você! Se é que sabe o que é isto! Já que nem sequer sabe analisar um texto simples como os das minhas postagens! Analfabeto como é! Deve ser eleitor do PT. Só pode!kkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário sobre nossas matérias, ou mande sugestões através do contato [email protected]
Ressaltamos que não nos responsabilizamos pelo conteúdo dos mesmos.