REDES:

_

MOB Ceará conhece as instalações da Ferraria JG - Marcopolo Viação Penha mostra sua casa e aquisições ao MOB Ceará Sindiônibus convida MOB Ceará para uma conversa aberta sobre mobilidade urbana Busólogos conhecem DD de 15 metros da Neqta Conhecimento fez diferença na visita da São José

segunda-feira, 3 de junho de 2019

Há 5 anos: São José testa articulado de piso baixo em Fortaleza

Em Fevereiro de 2014, a São José Transporte Urbano colocou em operação um ônibus do modelo Caio Mondego com chassi Volvo B360S para realizar testes na linha 041-Parangaba/Oliveira Paiva/Papicu.

O ônibus com piso baixo foi o primeiro da história de Fortaleza a possuir tal configuração, e serviu de experiência para a população sentir o que estava para ser adquirido. Seu equipamento de ventilação dava mais admiração pra quem o olhava de perto. Semanas depois, a concessionária Apavel enviou outro ônibus articulado para testes, sendo na versão piso alto, e foi alí que as empresas tiveram a maior certeza do que iriam adquirir. No último trimestre, chegaram os 8 articulados que circulam até hoje, e a Viação Santa Cecília foi quem comprou o chassi Volvo B340M, modelo que foi testado no Comil Doppio BRT pela São José.

Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

5 comentários:

  1. Esse veículo não possuía ar condicionado como mencionado na matéria, "Seu equipamento de ar-condicionado dava mais admiração pra quem o olhava de perto".
    Esse " topetão" era a imensa entrada de ar do motor, que é central e toma um bom espaço dentro do veículo, visto que ele é piso baixo.

    ResponderExcluir
  2. Que ridículo so a caio pra fazer um absurdo desse

    ResponderExcluir
  3. Acho lindo esse modelo, um Vitória do século 21. Volvo é vida!! Sou fanzaco dessa Volvo e da Caio

    ResponderExcluir
  4. Ainda tem uma possibilidade desse articulados virem p fortaleza ou vai optar pelos carros de 15metros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você ainda sonha com isso? Sonhar não custa nada mesmo...

      Excluir

Deixe seu comentário sobre nossas matérias, ou mande sugestões através do contato [email protected]
Ressaltamos que não nos responsabilizamos pelo conteúdo dos mesmos.