REDES:

_

MOB Ceará conhece as instalações da Ferraria JG - Marcopolo Viação Penha mostra sua casa e aquisições ao MOB Ceará Sindiônibus convida MOB Ceará para uma conversa aberta sobre mobilidade urbana Busólogos conhecem DD de 15 metros da Neqta Conhecimento fez diferença na visita da São José

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

18 anos sem a Empresa Nossa Senhora Aparecida

Dona do código 17, a saudosa Empresa Nossa Senhora Aparecida foi uma das principais empresas de ônibus da história de Fortaleza.

Fundada em 1963 por José Gonçalves de Alencar, que ficou popularmente conhecido por "Zezão", a companhia atuava em linhas da região da Parangaba, tais como: 307-Itaoca/Expedicionários, 403-Expedicionários/Parangaba, 371-Parangaba/Centro além da 306-Couto Fernandes e outras linhas compartilhadas com outras empresas. Sua garagem ficava na Rua Cônego de Castro, no bairro Vila Pery e seus ônibus marcaram o SIT-For com as cores azul e branco.

A empresa fez sua última encomenda de carros novos no ano de 1997, quando comprou 2 Caio Alpha de chassis Mercedes-Benz OF-1620 de prefixos 17110 e 17120, que foram financiados, segundo informações, pela Maraponga Transportes, empresa que também vendeu alguns Thamco Dinamus à ENSAL, sigla das iniciais da razão social da Nossa Senhora Aparecida.


Em 2000, a Santa Maria e a Maraponga adquiriram a empresa, e dividiram suas linhas, fazendo com que a Santa Maria ganhasse mais participação no Terminal Parangaba bem como a ampliação da frota da Maraponga, que passou a contar com mais de 60 ônibus, recebendo inclusive os dois Alphas que ganharam os prefixos 26710 e 26720, que posteriormente foram vendidos à Salete e São Francisco.


Mesmo de portas fechadas, era possível ver um ônibus da empresa que ficou por muitos anos em um terreno na avenida José Bastos, próximo ao INCRA. Era o Torino de prefixo 17115, um Mercedão O-371UP que ficou sucateado no local citado e que foi removido após mais de 10 anos do fim da saudosa empresa.

Fonte: MOB Ceará

2 comentários:

  1. A saudosa empresa já comprou Caio Vitória oriundo do RJ que posteriormente foi emplacado em Fortaleza, ainda possuía 2 letras que era do RJ.

    ResponderExcluir
  2. Estou matando uma saudade imensa dessa empresa, me convidaram pra trabalhar nessa empresa quando tinha 13 anos era um trabalho simples. Era pra colar os vales transporte, foi uma realização de um sonho. Era apaixonado por ônibus, desenhava e fazia adesivos para os motoristas do desenho dos ônibus. Era o xibica conhecido na empresa , só que quando a empresa fechou fui trabalhar de moto boy e achava de nunca mais trabalhar em empresa de ônibus , mas passei a trabalhar de motorista e trabalhei quase 4 anos na Dragão do Mar. Tô passando por problemas de família, mas vou voltar se Deus quiser, adoro ser motorista de ônibus

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário sobre nossas matérias, ou mande sugestões através do contato [email protected]
Ressaltamos que não nos responsabilizamos pelo conteúdo dos mesmos.