MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Conheça os dois hobbys que andam juntos: Busologia e Spotting Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Busólogos e a evolução do hobby nos últimos anos

''Achava que somente eu gostava de ônibus'', ''Minha família achava que eu era louco'', ''Brincava com caixas de pasta dental ou caixas de ovos como se fossem ônibus'' - Essas são algumas frases frequentes que são ouvidas entre os busólogos quando se reúnem para conversar.


Estima-se que hajam mais de 11 mil busólogos no Brasil, entretanto, a Equipe MOB Ceará vem descobrindo a cada dia, a cada mês, mais adeptos pela paixão pelos ônibus, principalmente quando eles não percebem que são busólogos. Algumas crianças participam das reuniões, se espelhando nos mais velhos que não tiveram tantas oportunidades como se há hoje.

Busólogo é todo aquele que tem paixão pelo ônibus e gosta de todos os assuntos que envolvem o objeto. Alguns deles preferem modelos antigos, outros gostam das novidades do mercado. Há quem apenas aprecie os veículos devido as belas pinturas, outros gostam do ronco do motor ou detalhes no design dos modelos e tem também aqueles que colecionam miniaturas.

Alguns são apaixonados por fazer fotografias, outros preferem estar alimentados de informações e a unificação dessas pessoas, com gostos diferentes formam uma grande integração no Brasil, através das redes sociais e sites de catalogação de fotos.


Após o ano de 2010, a facilidade para obter um celular com câmera aumentou, e foi ficando cada vez mais fácil catalogar a frota de todas as empresas, visto que anteriormente os veículos eram lembrados por poucos e, em alguns casos, por desenhos de quem sabe desenvolver.


A era digital auxiliou no encontro desses entusiastas, que começaram a descobrir que não eram os únicos que tinham a mesma paixão. As comunidades no Orkut e Facebook foram o pontapé para a grande integração com milhares de pessoas que possuem a mesma paixão em comum.


Alguns grupos foram organizados, e começaram a se fazer eventos junto das empresas, uma das melhores formas de apresentação do hobby em massa para funcionários internos e externos das companhias. Hoje em dia, as empresas encaram os busólogos como parceiros, e um ótimo meio de divulgação das boas ações promovidas por elas, seja mostrando os investimentos financeiros como social.



Os busólogos quiseram mais, e eventualmente possuem reuniões e visitas técnicas em fornecedores de peças de reposição, aumentando ainda mais o conhecimento sobre o assunto, saindo da era onde o conhecimento se baseava apenas em saber o nome dos modelos. Empresas de ônibus convidam busólogos para palestrar sobre o hobby e sobre a história do transporte.

Mega eventos também são possíveis hoje em dia. Em Londrina, por exemplo, uma turma organiza o maior encontro de busólogos do Brasil. O evento é uma exposição de relíquias bem como novidades do setor das principais empresas de transporte da região, e recebe gente de todo o Brasil. O mesmo formato é feito em outros estados do sul e sudeste do país.

Também são feitas exposições de miniaturas, onde as réplicas são exibidas em shoppings, empresas de ônibus e em diversos outros locais, onde é perceptível o olhar brilhante até daqueles que não são fanáticos, mas admiram as obras de arte que em sua maioria são de inteira semelhança ao original.

No Ceará iniciou-se uma prática até então desconhecida - a busca de relíquias pelo interior do estado. Alguns entusiastas pegam o automóvel e viajam por algumas cidades buscando registros de ônibus velhos, observando a lataria e alguns sinais de sua possível primeira empresa.


Os busólogos ganharam a mídia, recebendo convites de jornais, rádio, TV e canais interativos das redes sociais e hoje poucos são os que desconhecem a busologia, hobby que mais cresceu nos últimos anos e que rompeu com preconceitos.


Fonte: MOB Ceará
Redação: Narcísio Santos

3 comentários:

franciscojose teixeiradaconceicao disse...

Não sou busólogo, mas, tenho admiração pelos ônibus rodoviários, desde quando comecei a viajar neles, no início da década de 90, com as empresas do senhor Raimundo Ferreira aqui no Ceará, gostava muito daqueles ônibus que apesar do design não tanto sofisticados como os modelos de hoje, davam show de conforto, exemplo: os busscar B10M . Passei tbm a admirar a profissão de motorista rodoviário, pois achava bonito aquelas fardas com gravata, enfim, passei a desejar tbm essa profissão, mas, por outros motivos não entrei nela. Fica registrado a minha admiração tbm pelos ônibus, mas exclusivamente pelos rodoviários, deixo tbm a minha homenagem aos motoristas, que muitas das vezes trabalham exaustivamente com baixos salários e ainda tendo que passar muito tempo longe de suas famílias, digo isso, porque vi isso de perto. Abraço a todos!

leandro dos santos disse...

Eu tambem nao sou da busulogos mas eu sou apaixonado pelos onibus quando era um simples criança andana os em terminal em terminal gostava quando o meu pai era motorista da empressa nossa senhora de fatima assiim um onibus antigo eu acho se nao me gano o.meu pai dirigia um caio. Alvorada eu a numeraçao do carro

leandro dos santos disse...

Eu tambem nao sou da busulogos mas eu sou apaixonado pelos onibus quando era um simples criança andana os em terminal em terminal gostava quando o meu pai era motorista da empressa nossa senhora de fatima assiim um onibus antigo eu acho se nao me gano o.meu pai dirigia um caio. Alvorada eu a numeraçao do carro

Tradutor