São Benedito oferece visita ao MOB Ceará Viação Penha com ótimos índices Viaje no tempo com uma miniatura da Angelim Para os amantes das relíquias, conheça nosso blog especializado MOB visita Viação Princesa e as duas garagens da Vega

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Aprenda sobre a classificação dos ônibus no Brasil

Caro leitor, na matéria de hoje, a Equipe MOB Ceará visa corrigir um erro comum, reflexo da falta de conhecimento sobre o assunto, que consiste no fato de muitos usuários acreditarem que “ônibus é tudo igual”.

Se quiser saber mais sobre o ônibus e aprender um pouco mais sobre as suas variações, continue a leitura, você vai se surpreender com a variedade de classificações deste veículo tão comum no dia a dia, não só dos fortalezenses, mas também de boa parcela dos brasileiros e até mesmo da população mundial.



A norma técnica ABNT NBR 15.570/2011 estabelece os requisitos mínimos para as características construtivas e os equipamentos auxiliares aplicáveis nos veículos produzidos para operação no transporte coletivo urbano de passageiros, de forma a garantir condições de segurança, conforto, acessibilidade e mobilidade aos seus condutores e usuários, independentemente da idade, estatura e condição física ou sensorial.


Assim, os ônibus são classificados de acordo com sua tipologia, composição e classe, considerando-se ainda as características técnicas e operacionais das linhas onde serão utilizados.


Quanto à tipologia, existem duas: Micro-ônibus, com lotação entre 10 e 20 passageiros sentados, e o Ônibus em si, com capacidade para mais de 20 passageiros sentados, ainda que, em virtude de adaptações ou modificações com vista à maior comodidade destes, passe a transportar números menores.

Quanto à composição, os ônibus são separados em três formas:

Piso simples: constituído por uma única unidade rígida, com motor próprio e solidário e o compartimento de passageiros situado em um piso único (plano), o qual pode ser rebaixado parcial ou totalmente, no caso, por exemplo, os ônibus Low Entry. O compartimento do motorista pode ser intercomunicável com o compartimento de passageiros, ou seja, com cabine, a exemplo dos ônibus rodoviários.
Exemplos de tipos de piso de ônibus

Piso duplo: constituído por uma unidade rígida, com motor próprio e solidário, possuindo dois compartimentos de passageiros, situados em pisos diferentes e superpostos, que são conectados por meio de escada(s) ou outro qualquer dispositivo de acesso, ou seja, são os ônibus Double Decker (DD). O compartimento do motorista pode ser intercomunicável com o compartimento de passageiros.
Foto de revista
Articulados: são constituídos por duas ou três unidades rígidas, devidamente acopladas, que permitem comunicação entre elas. Pelo menos uma unidade deve possuir sistema de tração.

Atualmente, no Brasil, os ônibus são divididos em sete classes (categorias) que estão detalhadas a seguir:

Micro-ônibus


Capacidade: Entre 10 e 20 passageiros, exclusivamente sentados, incluindo área reservada para acomodação de cadeira de rodas ou cão-guia.
Peso Bruto Total mínimo: 05 toneladas.
Comprimento total máximo: 7,4m

Mini-ônibus


Capacidade: Mínimo de 30 passageiros, sentados e em pé, incluindo área reservada para acomodação de cadeira de rodas ou cão-guia.
Peso Bruto Total mínimo: 08 toneladas
Comprimento total máximo: 9,6m

Midiônibus


Capacidade: Mínimo de 40 passageiros, sentados e em pé, incluindo área reservada para acomodação de cadeira de rodas ou cão-guia.
Peso Bruto Total mínimo: 10 toneladas
Comprimento total máximo: 11,5m

Ônibus Básico


Capacidade: Mínimo de 70 passageiros, sentados e em pé, incluindo área reservada para acomodação de cadeira de rodas ou cão-guia.
Peso Bruto Total: 16 toneladas
Comprimento total máximo: 14m

Ônibus Padron

Capacidade: Mínimo de 80 passageiros, sentados e em pé, incluindo área reservada para acomodação de cadeira de rodas ou cão-guia.
Peso Bruto Total mínimo: 16 toneladas.

Comprimento total máximo: 14m. *No caso do Padron, permite-se o comprimento do ônibus de até 15 m, desde que o veículo seja dotado de terceiro eixo de apoio direcional.

Ônibus Articulado


Capacidade: Mínimo de 100 passageiros, sentados e em pé, incluindo área reservada para acomodação de cadeira de rodas ou cão-guia.
Peso Bruto Total mínimo: 26 toneladas
Comprimento total máximo: 18,6m

Ônibus Biarticulado


Capacidade: Mínimo de 160 passageiros, sentados e em pé, incluindo área reservada para acomodação de cadeira de rodas ou cão-guia.
Peso Bruto Total mínimo: 36 toneladas
Comprimento total máximo: 30m

Vale ressaltar que a norma ainda prevê a admissão de veículos com dimensões e PBT excedentes aos valores estabelecidos, desde que devidamente regulamentados pelo CONTRAN.

Fonte: MOB Ceará
Redação/Revisão: Peterson Pedrosa/Cândido Sousa
Edição de fotos: Peterson Pedrosa/Narcísio Santos

6 comentários:

fran chagas disse...

Muito importante essas especificaçoes, referente os modelos de ônibus, que operam nas cidade, seja grande ou não.

fran chagas disse...

ESSAS MATERIAS É DE SUMA IMPORTANÇIA DE MODO GERAL, PARA QM GOSTA DO ASSUNTO E TBM LEVA O CONHECIMENTO, PARA TODOS SOBRE O QUE É O ONIBUS E COMO SE DIVIDE, OS DEMAIS MODELOS E O TIPO DE ÔNIBUS, QUE OPERAM LINHAS URBANAS E METROPOLITANAS.

fran chagas disse...

AGRADEÇO MUITO OA MOBCE PELAS MATÉRIAS DE ESCLARECIMENTOS SOBRE O ASSSUNTO DOS ONIBUS, NA SUA MANEIRA GERAL,

João Lopes Amaral disse...

Sabe nada vcs não são do ramo a penas curiosos

fran chagas disse...

OBRIGADO AMIGÃO PELA CITAÇÃO, ELES ENTENDEM DE TRANSPORTES EM TDA NATUREZA, ELES TEM PESSOAS QUE TEM CCONHECIMENTO,TEM ENTROSAMENTO COM ASENCARROÇADORAS, E COM OS SISTEMAS REGEM A OPERAÇÃO DE MODO GERAL, TEM PROF DO RAMO EM TDAS CATEGORIAS .

Alexandre Costa disse...

Será que fortaleza terá ônibus biarticulados?

Tradutor