MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Ranking das frotas mais novas do metropolitano Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Expresso Guanabara adquire 593 unidades de G7 em 7 anos

A Expresso Guanabara, que é conhecida pelas grandes renovações anuais do setor de transporte rodoviário do país adquiriu, ao longo dos últimos anos um total de 623 novos ônibus, que dá em média quase 90 ônibus novos por ano.


Diante dos modelos adquiridos ao longo desses 7 anos, é notória a preferência pelo modelo Paradiso da geração 7 da Marcopolo, pois diante do total de 623 novos ônibus adquiridos de 2009 até o início de 2016, apenas 30 carros não fazem parte da geração de modelos lançados a partir de 2009 da maior montadora de carrocerias do Brasil.



No ano de 2009, a Expresso Guanabara renovou sua frota com 84 carros novos, sendo 5 da marca Neobus e 79 da geração 7 da Marcopolo. Dos G7 adquiridos, dois possuíam o modelo Paradiso 1050 e 77 eram um pouco mais altos, fazendo parte do modelo Paradiso 1200, modelo que a empresa adquire desde o seu lançamento, naquele ano.

Em 2010 dos 58 ônibus recebidos, 43 possuíam o modelo Paradiso G7 1200, equipados com o chassi Mercedes-Benz O-500RS. Os demais 15 veículos possuíam o modelo Neobus Spectrum Road 350. No ano de 2011 a empresa adquiriu um total de 100 ônibus, todos da montadora Marcopolo, entretanto do montante a empresa experimentou o modelo Ideale 770 para operar em linhas mais curtas, mas como os veículos não tinham banheiro, a empresa preferiu retirar os carros de circulação com pouco mais de um ano de uso e manter a sua boa imagem, ponto bastante trabalhado pelo marketing da empresa.



De 2012 em diante, as aquisições foram padronizadas totalmente no modelo Paradiso G7 1200, tendo alguns veículos equipados com 3 eixos. Do total adquirido até o momento, o MOB Ceará contabilizou um total de 593 unidades dos modelos da geração 7 da Marcopolo. O MOB não contabilizou o LD de testes de prefixo 490.



Fonte: MOB Ceará

2 comentários:

Marinaldo P. D. Junior disse...

Muito interessante.
A famosa Viação Cometa, de São Paulo/SP, no auge de sua atuação com os modelos CMA/Scania "Flecha Azul" tinha uma média anual de renovação de 10% da frota, que girava em torno de 700 unidades. A Guanabara está seguindo o mesmo caminho pelo menos em relação à carroceria, já que ela atua com "tocos" e trucados (a Cometa só usava "tocos", somente aderindo aos trucados com a chegada do "Estrelão".

Parabéns pela matéria, MOB!

francisco chagas disse...

GB TÁ CONFIGURADA NA CONDIÇÃO DAS MAIORES EMPRESA RODOVIARIO DE PASSAG DO BRASIL, LOGO PERTENÇE AO GRUPO GB, QUE TEM GRANDES LINHAS RODOVIARIO NO PAÍS. A PINTURA TÁ IGUAL A DA UTIL.

Tradutor