MOB conhece novos Caio Apache Vip da Santa Cecília Ranking das frotas mais novas do metropolitano Motta encomenda G7 1800 DD para 2018 Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Verdes Mares resgata memórias da Praça da Estação

No último dia 22, a TV Verdes Mares produziu uma belíssima reportagem sobre a Praça Castro Carreira, popularmente conhecida por "Praça da Estação". A matéria chamou a atenção de todos os busólogos principalmente pela quantidade de ônibus antigos mostrados em imagens de arquivo da emissora.


A história da velha praça é bem antiga: Em 1830, o espaço entre as ruas General Sampaio, 24 de Maio, Dr. João Moreira e Castro e Silva, recebe o nome de Campo da Amélia, em homenagem à princesa Amélia de Leuchtemberg, segunda esposa do imperador D. Pedro I.

Em 1871, foi iniciada a construção da Estação Ferroviária da Estrada de Ferro de Baturité, com inauguração dois anos depois.
 
Sede da Estação Ferroviária (Arquivo Nirez)

Em 1882, o Campo de Amélia passou a ser chamado Praça Senador Carreira, e, com a proclamação da República, foi chamado Praça da Via Férrea. Uma nova nomenclatura foi adotada em 1932, com o nome atual Praça Castro Carreira.

Com o grande desenvolvimento do transporte coletivo por ônibus em Fortaleza, o Prefeito José Walter Cavalcante inaugurou, em 1971, uma nova configuração da praça, que ganhou várias plataformas para servir aos ônibus, para desafogar o então caótico terminal da Praça José de Alencar.


Em 1991, mais uma reforma foi feita na praça, e que foi mostrado em vários trechos da matéria do canal de TV, com a participação dos ônibus de várias empresas da capital e que tinham ponto inicial no referido logradouro.

Pouco a pouco, com a inauguração dos sete terminais de integração, várias linhas de ônibus do Centro foram deslocadas para os novos terminais, e o movimento dos coletivos foi diminuindo.

Com o passar dos anos, diversos espaços da Praça da Estação foram ocupados por vendedores ambulantes, e estes foram retirados pela Prefeitura em 2013, sendo notícia em vários canais de comunicação. Assim, os ônibus voltaram a ter seu espaço na praça.


Atualmente, a Praça recebe 28 linhas do SIT, além da linha metropolitana de Maranguape, que é operada pelas empresas Viação Penha e São Paulo.


Confira abaixo, o vídeo produzido pela TV Verdes Mares:




Fonte: MOB Ceará

Nenhum comentário:

Tradutor