MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Conheça os dois hobbys que andam juntos: Busologia e Spotting Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Scania aposta em ônibus urbano com motor dianteiro

Depois de anos mais focada no segmento de ônibus rodoviários, a Scania cedeu à realidade do mercado brasileiro, que consome apenas 20% de rodoviários e 80% de modelos urbanos. A fabricante acaba de vender 42 chassis F 250 de ônibus urbanos com motorização dianteira para a empresa Jundiá. Eles estão sendo encarroçados pela Neobus e passam a circular no interior de São Paulo em março, segundo Eduardo Monteiro, chefe de vendas de chassis urbanos da Scania do Brasil.

Monteiro não revela o valor envolvido na negociação, mas diz que um ônibus Scania com motor dianteiro e já encarroçado custa em média R$ 300 mil. “Estamos muito felizes com essa primeira grande venda do chassi F 250. A Scania ficou um bom tempo sem comercializar ônibus urbanos com motorização dianteira, priorizando as vendas de rodoviários. Participávamos apenas das vendas de modelos urbanos com motor traseiro, mais elaborados. Mas o negócio com a Jundiá mostra que voltamos fortes em 2013 para esse segmento, responsável por 95% das vendas do segmento de urbanos no Brasil.”

O chassi F 250 foi apresentado pela Scania em outubro na FetransRio. Com tração 4x2, ele sai de fábrica com distância entre-eixos de 6,5 metros, comportando carroceria de até 13,2 metros de comprimento. A versão possui motor diesel de 9 litros e 250 cavalos de potência.

“O produto é reconhecido pela robustez e força no pesado serviço urbano. Além disso, garante ao operador excelente economia de combustível devido ao alto torque em baixas rotações, uma das maiores vantagens do propulsor Euro 5”, declara Monteiro. Ele acrescenta que o acesso ao corredor do ônibus foi otimizado.
Fonte: Automotive Business

Nenhum comentário:

Tradutor