MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Saiba quantos ônibus a gigante Gontijo possui MS Turismo renova frota com Caio Solar 2013 Viação Penha se mantém com a 4ª frota mais nova João Pessoa-PB renovando a frota com Torino São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Volvo amplia frota de ônibus híbridos na Inglaterra

Frota de híbridos aumenta na Inglaterra.
Região de Thurrock recebeu seis unidades de dois andares.

Da esquerda para a direita, Phil Fletcher, da Volvo Bus Corporation, Peter Newman, da Ensign Bus and Steve Jackson, da Wrightbus.






Os ônibus elétricos híbridos estão cada vez mais presentes no dia a dia das cidades em todo o mundo. Com dois motores, são menos poluentes, mais silenciosos e confortáveis, consomem menos combustíveis e são mais flexíveis que os trólebus, por serem independentes de rede aérea. Embora que os ônibus elétricos híbridos reduzem a poluição, já os trólebus não emitem nenhum gás poluente em suas operações.


Na Inglaterra, a adoção deste tipo de ônibus tem sido comum, não apenas na capital, Londres, mas em cidades ao redor.


A Volvo, uma das fabricantes mundiais de elétricos-híbridos, acaba de entregar seis ônibus de dois andares elétricos híbridos que vão operar na região de Thurrock, nordeste de Londres. No mundo, a empresa fabrica ônibus híbridos na Suécia, sua sede, e no Brasil.


Os veículos são encarroçados pela Wrightbus. O modelo é o B5LH que utiliza o sistema híbrido paralelo, pelo qual os dois motores, o elétrico e o a combustão, são responsáveis pela movimentação dos ônibus. Segundo a Volvo, a tecnologia implementada neste modelo permite redução de consumo de combustível.


De acordo com nota da Volvo, “este inovador sistema paralelo combina a potência de um motor diesel de 4,8 litros com um motor elétrico, que pode ser utilizado independentemente ou de forma conjugada. A energia é recuperada quando o veículo aciona os freios, armazenando-a na bateria de bordo para uso posterior pelo motor elétrico. Quando a bateria está suficientemente carregada, o motor diesel pode ser “desativado” quando o veículo estiver numa parada de ônibus ou parado no tráfego, oferecendo uma substancial economia de combustível para os operadores.”



Fonte: Blog Ponto de Ônibus.

Nenhum comentário:

Tradutor