MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Ranking das frotas mais novas do metropolitano Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Padron Cidade: O último Ciferal legítimo

O MOB Ceará apresenta hoje um pouco da trajetória de uma carroceria que marcou época, tanto para as empresas quanto para os busólogos: O Ciferal Padron Cidade.



O início


O ano era 1997 quando o primeiro Padron Cidade foi produzido. Ele nasceu com a missão de substituir o polêmico Ciferal GLS Bus, que teve uma carreira de apenas três anos. Ele era uma ótima carroceria, porém a exótica dianteira dividiu opiniões.




O Padron Cidade herdou diversas características do GLS Bus, tanto que a estrutura do Cidade é quase idêntica de seu antecessor. Generalizando, o Padron Cidade praticamente teve apenas a frente diferenciada do GLS Bus, pois até a traseira é quase igual. Confira um comparativo na imagem abaixo:



A esquerda o GLS Bus e a direita o Padron Cidade I
Assim como a traseira, as laterais e a parte interna de ambos se diferenciam apenas em pequenos detalhes.

Outra interessante característica desse modelo é o chapéu, semelhante ao do modelo Padron Rio, onde se concentra a caixa do letreiro.




A segunda versão

No fim de 1998 o Padron Cidade sofreu uma reformulação, que deixou seu design mais sofisticado e elegante. Perdeu o chapéu similar ao do Padron Rio; ganhou novos para-choques; a frente ganhou um novo desenho e a nova traseira passou a contar com um conjunto de lanternas redondas, sendo 4 de cada lado.

Esta reformulação acabou definindo a nomenclatura desta versão como Padron Cidade II.


Nos últimos modelos do Padron Cidade II, o molde da caixa de rodas é alterada e o interior recebe uma iluminação semelhante ao do Torino GV.

No detalhe a diferença de formato da caixa de roda dos primeiros modelos do Padron Cidade II (como 43929) e nos últimos(como o 43932)

Durante a fabricação do Padron Cidade II, a Ciferal entrou em processo de aquisição pela Marcopolo. Assim, neste período, a produção do Padron Cidade foi encerrada e um novo modelo o substituiu: O Ciferal Turquesa não passava de uma cópia do Marcopolo Torino 1999.


O Padron Cidade em Fortaleza


Confira a quantidade de carrocerias Padron Cidade que foram adquiridas em Fortaleza, relacionados ano a ano:

1997

A pioneira e a única a adquirir, neste ano, o modelo da Ciferal foi a Viação Fortaleza, que comprou 15 veículos com chassi Mercedes-Benz OF-1620, os prefixos eram do 02720 ao 02734.

1998

O ano de 1998 foi um estouro de Padron Cidade nas empresas cearenses: Foram adquiridos o total de 162 veículos.
A seguir vamos apresentar quantos veículos cada empresa adquiriu:

A Autoviária São Vicente de Paulo adquiriu 10 unidades do Padron Cidade I (01830 ao 01839);

A Viação Fortaleza adquiriu ao todo 23 unidades, sendo do 02800 ao 02814 Padron Cidade I e do 02815 ao 02822 Padron Cidade II;


A CTC adquiriu 50 unidades do Padron Cidade I: 09200 ao 09249; Ressalta-se que, posteriormente, eles foram renumerados com números não consecutivos entre 09800 a 09896. 

A Siará Grande adquiriu 4 unidades do Padron Cidade I, que tinham os prefixos 14081;14099; 14100 e 14110. Depois foram respectivamente renumerados para 14881; 14899; 14800 e 14840.


A Salete adquiriu 6 unidades do Padron Cidade I, com os prefixos: 18007; 18017; 18019; 18035; 18044 e 18045.

A Santa Maria adquiriu apenas uma unidade do modelo Padron Cidade II: O 20327, que foi renumerado para 20827. 
A Transportadora Irmãos Bezerra adquiriu 8 unidades do Padron Cidade I, prefixos 24801 ao 24808.
A São Francisco adquiriu uma unidade do Padron Cidade I, de número 25300, que foi renumerado para 25809.
A Maraponga adquiriu 12 unidades em 1998, sendo 10 Padron Cidade I (26813, 817, 819, 825, 827, 837, 861, 863, 865, 867) e duas unidades do Padron Cidade II (26823 e 26869).
A Via Urbana foi autora da segunda maior compra de Padron Cidade do ano, foram ao todo 47 unidades. 30800 ao 830 (Padron Cidade I) e 30831 ao 846 (Padron Cidade II).



1999

Neste ano, todas as unidades adquiridas eram de Padron Cidade II novos. Confira a relação das empresas e suas aquisições:

A Viação Fortaleza adquiriu 16 unidades (02900 ao 02915);

A Viação Bons Amigos adquiriu 4 unidades (05115, 05150, 05157 e 05158);

A Maraponga adquiriu 9 unidades (26921, 929, 949, 951, 953, 971, 975, 977 e 979);

A Via Urbana adquiriu 20 unidades: 30900 ao 30919.
2001

A Empresa São Benedito comprou um Padron Cidade I oriundo da empresa carioca Braso Lisboa. O último Padron Cidade I a entrar no sistema de Fortaleza ganhou a numeração 27822, que foi renumerada para 39822 quando ele foi transferido para a São Benedito Autovia.

2004

Neste ano a Cidade Luz trouxe do Rio de Janeiro quatro Padron Cidade II com chassi Mercedes-Benz OF-1417, de numerações 40968, 40969, 40970 e 40971, encerrando assim, as aquisições de Padron Cidade no sistema urbano de Fortaleza.

A quantidade de Ciferal Padron Cidade adquiridos para o sistema urbano de Fortaleza, é a seguinte:

151 Padron Cidade I e 80 Padron Cidade II, totalizando 231 unidades.


Fonte: MOB Ceará

3 comentários:

Didi Alves disse...

E depois do Turquesa o último modelo Ciferal foi o Minimax acompanhado do Citmax.

Francisco Roberto disse...

Só uma coisa que eu não gostava nestes ônibus, os seus bancos que além de desconfortáveis, os passageiros deslizavam nas frenagens, pois eles eram extremamente, lisos!

Clovis disse...

As fotos do Peterson Pedrosa são todas show, pq a minha empresa favorita é a VIAÇÃO SIARÁ GRANDE
Bela materia MOB.

Tradutor