REDES:

_

Brasileiro 5045: um raro G6 Volvo que operou no intermunicipal cearense Sistema urbano de Fortaleza com 100% da frota acessível Expresso Cabral comemora 65 anos com renovação de frota Vega Manaus já passa de 160 ônibus e recebe 4 Marcopolo 0km Prime Plus recebe o MOB Ceará pela primeira vez Expresso Tur apresenta seus rodoviários ao MOB Ceará

quarta-feira, 6 de março de 2019

Exclusivo: Itapebussu negociou suas linhas com a Cearense mas operação foi cancelada

Em 2010, os empresários donos da Cearense Transporte fizeram uma negociação com a Auto Viação Maranguape (Empresa Itapebussu), na linha metropolitana que liga Fortaleza ao distrito do município de Maranguape.

Para o investimento, a Cearense pintou dois de seus veículos (43743 e 43265) na pintura da Expresso União, que pertencia a família e já atuava no sistema metropolitano. Além disso, ela também adquiriu alguns ônibus da Maraponga e Santa Maria para colocar na frota urbana de Fortaleza bem como na nova linha, que haveria de adquirir.

Porém, a negociação acabou sendo interrompida devido um dos sócios da Itapebussu desistir da venda, e a família Uchôa já havia feito algumas aquisições. Segundo informações na época, a empresa que realizou os investimentos teria, ainda, perdido uma determinada quantia em dinheiro em referência a um sinal para segurar o negócio, o que ocasionou em outras reações que não convém citar nesta matéria.


Os veículos que haviam sido pintados de branco e cinza com para choques amarronzados, em alusão as pinturas da Viação Real e São Francisco foram, novamente, caracterizados no padrão SIT-For, e as aquisições que a empresa tinha feito foram também para as duas empresas urbanas da família. Os carros comprados foram o 43407, 25575 e 25580.

Com a negociação desfeita, a Itapebussu continuou no sistema por mais dois anos, fazendo aquisições de usados da Viação Fortaleza e de fora do estado, encerrando suas atividades em 2012.

Fonte: MOB Ceará 
Redação: Narcísio Santos

0 comentários: