REDES:

_

Brasileiro 5045: um raro G6 Volvo que operou no intermunicipal cearense Sistema urbano de Fortaleza com 100% da frota acessível Expresso Cabral comemora 65 anos com renovação de frota Vega Manaus já passa de 160 ônibus e recebe 4 Marcopolo 0km Prime Plus recebe o MOB Ceará pela primeira vez Expresso Tur apresenta seus rodoviários ao MOB Ceará

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Perde e ganha: Com recontratação de cobradores, renovação carioca poderá diminuir

Com o fim da dupla função no Rio de Janeiro, as empresas de ônibus terão que contratar cobradores para assumir, novamente, a função de receber e registrar as passagens.

A ação, caso não haja mandado de segurança por parte das empresas, poderá impactar na economia da capital, pressionando possível aumento na passagem, aumento de custos às companhias que podem sufocar algumas empresas levando boa parte à falência, caso não haja algum subsídio do governo municipal.

A cidade terá uma redução no índice de desemprego, mas poderá em contrapartida ter a renovação de frota ameaçada, pois com a redução de demanda ocorrida nos últimos anos no sistema de transporte brasileiro, as empresas poderão reduzir os investimentos e outros custos afim de se equilibrarem com a nova situação, caso seja homologada de fato.

Fonte: MOB Ceará

2 comentários:

Dagmauro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown disse...

Caso as empresas do RJ entrem na justiça para não renovarem a frota isso me lembrará o que aconteceu em Curitiba(mas no caso de lá o problema foi outro: incompetência do prefeito anterior, na qual as empresas de lá entraram na justiça para não renovar a frota devido a impasses sobre a remuneração e o prefeito anterior de lá nada fez(resultado: Curitiba ficou QUATRO ANOS sem ter uma renovação de frota, só depois que trocou o prefeito a cidade voltou a ter ônibus novos e corrigindo os erros da remuneração))

Aposto que logo logo o transporte do RJ fique pior do que em Curitiba no quesito financeiro.