MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Ranking das frotas mais novas do metropolitano Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Preço da passagem de Maranguape diminui 1 dia antes de manifestações

Mesmo após redução da tarifa de ônibus intermunicipal de R$ 5,15 para R$ 4,50, anunciada pelo prefeito Átila Câmara nesta sexta-feira (28), manifestação em Maranguape deve acontecer neste sábado (29). De acordo com o integrante do Grupo “Acorda Maranguape”, Kádson Braga, a redução tarifária não é o suficiente, pois ela ainda continua injusta. “Entendemos o avanço,  mas não vamos deixar de fazer a manifestação. Fora esta discussão, ainda existem outras demandas”, conta.


Segundo Kádson, é preciso fazer um novo cálculo da distância entre Maranguape e Fortaleza. “A tarifa intermunicipal é calculada pelo sistema de anéis, que varia de acordo com a distancia das cidades. Oficialmente o município está enquadrada no 4º anel tarifário, enquanto deveria estar no 2º anel, onde se é cobrado o valor de R$ 2,85. Existe um equívoco no cálculo desta distancia, queremos que ela seja recalculada”, explica.
A assessoria da Prefeitura de Maranguape a prefeitura já tenta negociação com os empresários do transporte coletivo há muito tempo. “A primeira reunião com os empresários das empresas de ônibus aconteceu na semana passada e só ontem a noite os empresários se reuniram e deram uma resposta ao prefeito sobre a redução”, disse. O prefeito Átila acredita que a decisão tomada pelos empresários foi por conta da pressão da população. A assessoria disse ainda que a prefeitura está de acordo e apoia a manifestação. “É através dessas mobilizações que as mudanças acontecem”, explicou. Independente das manifestações e das novas decisões, o novo valor anunciado pelo prefeito começa a vigorar a partir de segunda-feira (1º de julho).


Outras reivindicações
Além do preço da passagem, moradores também reclamam da restrição da meia passagem nos dias de domingo e feriados. O estudante Ivan Araújo, denuncia que a meia passagem é vedada aos domingos. De acordo com ele, as empresas argumentam que domingo não é dia de aula. “Não há nenhum documento que determine isso nos ônibus, mas quando chega na catraca o cobrador não aceita que pague meia passagem”, diz. Entre as demandas também estão veículos novos, melhores  condições de trabalho para cobradores e motoristas, criação de corujões (o último ônibus sai de Fortaleza por volta das 23h40 e o próximo vai a Fortaleza às 5h).

Concentração

A concentração acontecerá a partir das 9h, em frente a rodoviária do Município. A manifestação será pacífica. A Guarda Municipal e a Polícia Militar farão o acompanhamento dos manifestantes. “Já conversamos com a Guarda Municipal e a PM. Também fizemos uma visita ao comércio para explicar a mobilização”, conta a organização do movimento “Acorda Maranguape”. Kádson explica, também, que na ocasião será realizada panfletagem para explicar o motivo das reivindicações e serão colhidas assinaturas para um abaixo-assinado que será encaminhado ao Ministério Público. “O abaixo-assinado online já possui mais de 1.3 mil assinaturas e, no sábado, estaremos recolhendo outras, presencialmente”, finaliza.

Fonte: Tribuna do Ceará

Nenhum comentário:

Tradutor