MOB Ceará participa de reportagem acadêmica sobre busologia Ranking das frotas mais novas do metropolitano Conheça a nova linha da Busscar Veja a lista dos ônibus mais geladinhos de Fortaleza. Concorda? Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Sindiônibus considera paralisação 'uma perturbação à ordem' e rebate acusações do Sintro

Os moradores de Fortaleza e Região Metropolitana foram surpreendidos na manhã desta quinta-feira (19), por volta das 6h, com uma paralisação das linhas metropolitanas que circulam na região.

De acordo com o presidente do  Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus), Dimas Barreira, a manifestação aconteceu sem aviso prévio e perturbou a ordem na cidade. "O que eles tão fazendo não é manifestação, é uma perturbação à ordem. Eles prejudicam não só os trabalhadores, como toda a população. Fizeram até assédio moral com outros motoristas". Dimas informou que apesar da manifestação, nesta sexta-feira (20) acontecerá uma reunião entre o Sindônibus e Sintro para organizar as negociações. "O Sintro sabe muito bem que com paralisação não há negociação. Apesar disso vamos a reunião amanhã". 

O presidente do Sindiônibus considerou que caso haja novas manifestações a polícia interceda na situação. "A gente considera que a polícia possa agir se eles fizerem esse novo tipo de coisa". Dimas rebateu as acusações dos participantes do Sintro informando que todas as demissões aconteceram dentro da lei. "Demissão é uma coisa que acontece diariamente em todas as empresas. Fazemos tudo de acordo com a lei". 

Cerca de 70 mil pessoas utilizam os serviços da Via Metro todos os dias.

40 ônibus parados
De acordo com o coordenador de tráfego da empresa Via Metro, Enos Bernardo, cerca de 40 ônibus foram parados e tiveram os pneus secos por representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Ceará (Sintro).


Ainda segundo o coordenador, a empresa não teria sido avisada da manifestação. Os focos da paralisação foram as avenidas Duque de Caxias, do Imperador e João Pessoa e as ruas Tereza Cristina e Princesa Isabel.

Fonte: Diário do Nordeste
Fotos: MOB Ceará

Nenhum comentário:

Tradutor