MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Conheça os dois hobbys que andam juntos: Busologia e Spotting Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

segunda-feira, 5 de março de 2012

Marcopolo cresce 37% no último trimestre e prevê 32,5 mil ônibus para 2012

Paradiso G7 1600 LD
A encarroçadora de ônibus Marcopolo informou na terça-feira, dia 28 de fevereiro de 2012, que nos últimos três meses do ano passado teve crescimento de 37% em relação ao mesmo período de 2010. 

A receita líquida da fabricante nestes meses foi de R$ 113 milhões, a demanda por ônibus foi alta no final do ano passado por vários motivos, entre eles a antecipação da renovação da frota por parte de alguns empresários que preferiram aproveitar os valores mais baixos dos veículos com tecnologia de redução de emissão de poluentes Euro III. 

A partir de janeiro só podem ser produzidos ônibus e caminhões com nova tecnologia, prevista pela fase P 7 do Proconve – Programa Nacional de Controle da Emissão de Poluição do Ar por Veículos Automotores – baseada nas normas Euro V. Os veículos com essa tecnologia são em média 10% mais caros, embora as fabricantes garantam que o consumo de combustível é proporcionalmente menor. Até o final de março, ainda podem ser comercializados ônibus e caminhões Euro III que estão em estoque.

Modelo Torino foi um dos principais produtos vendidos pela Marcopolo, que no último trimestre de 2011 registrou alta de 37% no faturamento. Para 2012, a empresa prevê mais crescimento e produção de 32,5 mil carrocerias em todo o mundo.

A geração de caixa pelo lucro, que se refere a entrada de recursos sem o desconto de impostos, juros, amortização (Ebitda) e depreciação somou R$ 141 milhões, crescimento de 43,7% também em comparação ao mesmo período de 2010. A margem de lucro nestes últimos 04 meses passou de 11,6% para 14,9%, também no quarto trimestre, a Marcopolo teve receita operacional líquida de R$ 948,7 milhões, crescimento de 12,4% sobre o mesmo intervalo de 2010.



No ano passado, a empresa investiu R$ 74,7 milhões em bens de capital. A receita foi de R$ 3,37 bilhões. O lucro líquido foi de R$ 344 milhões, alta de 16,3% sobre 2010.
A receita operacional líquida da Marcopolo foi de R$ 3,368 bilhões, alta de 13,6% em relação a 2010. Em 2011, a Marcopolo produziu em todo o mundo 31 mil 526 ônibus, sendo 67% para o Brasil.


Tanto micros e carros grandes, a preferência em Fortaleza, é por Marcopolo.

E para 2012 as perspectivas são para maior produção, em todo o mundo, a Marcopolo pretende fabricar cerca de 32,5 mil ônibus com receita liquida consolidada prevista em R$ 3,6 bilhões. Os investimentos da empresa para este ano devem ser de R$ 140 milhões.


Os modelos de maior venda da empresa são os rodoviários da Geração Sete – G 7 – e o urbano Tor
ino.

Fonte: Adamo Bazani/Ponto do ônibus

Nenhum comentário:

Tradutor