MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Conheça os dois hobbys que andam juntos: Busologia e Spotting Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Etufor já começou pesquisa para definir 1ª faixa prioritária

A mesa montada no Terminal Papicu chamou a curiosidade de muitos usuários do transporte público. A corretora de imóveis Lorena Carvalho, 43, adorou a iniciativa da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) de consultar os passageiros para saber por qual trecho a faixa prioritária para ônibus começará. “Eles fizeram certo porque nós somos os principais interessados”, conta.

Curiosidade marcou a votação no Terminal Papicu, neste sábado, para a escolha por onde deve começar a faixa prioritária para ônibus
A votação do trecho prossegue até o próximo dia 4. De acordo com o presidente da Etufor, Ademar Gondim, a ideia é que o Serviço Rápido de Ônibus (BRS, da sigla em inglês) inicie ainda em 2012, ou seja, até o fim da gestão da prefeita Luizianne Lins. “Antes de começar, vamos sinalizar corretamente as faixas, fazer campanhas para a conscientização e educação dos motoristas”, diz.

O projeto inclui cinco faixas prioritárias: Antônio Bezerra/Centro, Antônio Bezerra/Messejana, Lagoa/Centro, Messejana/Centro e Leste-Oeste/Centro. Segundo o presidente da Etufor, o BRS deve funcionar em alguns horários a ser determinados, mas ele acredita que, de segunda a sábado, deva ser das 6h às 21 horas e, aos domingos, será livre para o tráfego de todos os veículos.

“As faixas não são exclusivas, mas sim prioritárias”, diferencia Gondim. O objetivo é dar mais fluidez ao trânsito de ônibus e representa a priorização do transporte coletivo em relação ao individual, segundo ele.

Com a implementação dos cinco corredores prioritários, mais de 70 linhas de ônibus serão beneficiadas. A intensão é que o BRS se expanda para outros pontos de Fortaleza, como o trecho das avenidas Domingos Olímpio e Antônio Sales e o que leva o Terminal Parangaba ao Castelão. “Estamos apenas começando o projeto de criação dos corredores”, afirma.

A diarista Márcia Maria Alves, 36, não votou em nenhuma das opções porque afirma que os trechos propostos não lhe trarão melhorias. “Podia ter um do Papicu pro Centro. Isso aí não faz diferença pra mim”, conta ela, moradora do Papicu.

Fonte: Angélica Feitosa
Foto:  Ethi Arcanjo

Nenhum comentário:

Tradutor