MOB conhece novos automáticos da Viação Princesa Ranking das frotas mais novas do metropolitano Prefeito afirma vir articulados para corredor da Aguanambi Uma história exclusiva do Ciferal Jardineira Diversas fotos de ônibus antigos no MOB Relíquias. Clique nessa foto São Benedito oferece visita ao MOB Ceará

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Sintro decide nesta terça se haverá paralisação; movimento deve afetar somente alguns bairros

Motoristas e cobradores de ônibus coletivos em Fortaleza podem paralisar atividades nesta terça-feira (3), informa o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro), Domingos Neto. De acordo com Domingos Neto, a categoria irá decidir, em assembleia na tarde desta terça-feira (3), se haverá ou não a paralisação.


De acordo com o presidente, a categoria irá, a partir das 15 horas desta terça-feira, ao prédio da 6ª Companhia do Batalhão da Polícia Militar de Fortaleza, no bairro Antônio Bezerra - onde os policiais militares que participam do movimento estão concentrados - para demonstrar solidariedade aos policiais. Em seguida, haverá assembleia para decidir se haverá ou não paralisação.


Ainda de acordo com o presidente, caso haja a paralisação, somente linhas que passem próximo aos bairros onde houve registros de assaltos a ônibus serão afetadas. Segundo Domingos Neto, as linhas que passem perto dos bairros Antônio Bezerra, Siqueira, Pio Saraiva, Autran Nunes e Messejana seriam afetadas.


Profissionais estão sem segurança

O presidente do Sintro disse que os profissionais estão sem segurança devido a paralisação dos policiais militares. “Estamos sem segurança. Já foram registrados vários assaltos na última noite [segunda-feira]. Existe realmente a possibilidade de paralisação”, disse.


O Sintro entrou em contato com o presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, mas sem sucesso. Domingos Neto afirma que a intenção da categoria é parar, se não houver acordo. “Quando a gente anuncia uma greve, o Sindiônibus coloca inúmeros seguranças nos terminais, agora que a gente está precisando, nada é feito”.

Fonte: Felipe Lima
Foto: Fernado Carneiro

Nenhum comentário:

Tradutor